Viúvo de empresária morta em SC é preso após se entregar à polícia

Os agentes haviam encontrado uma carta escrita por ele antes do assassinato da empresária, mas o conteúdo do texto não foi revelado pela polícia.

07/07/2017 18:24h - Atualizado em 07/07/2017 18:50h

Compartilhar no

O viúvo de Fabiana Diavan Favero, de 37 anos, morta nesta semana em Chapecó, no oeste de Santa Catarina, se entregou à polícia nesta sexta-feira, segundo a Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso. Para os investigadores, Pedro Favero, de 39 anos, é o principal suspeito do crime. Foi emitido um mandado de prisão preventiva, e o viúvo já foi encaminhado para o presídio da cidade.

O delegado responsável pelas investigações, Rodrigo Moura, está ouvindo testemunhas no início da tarde desta sexta-feira. Familiares da vítima preferiram não conversar com a imprensa sobre o caso.

Os agentes haviam encontrado uma carta escrita por ele antes do assassinato da empresária, mas o conteúdo do texto não foi revelado pela polícia. A empresária deixou um filho de 17 anos.

Assim que familiares da empresária se depararam com o corpo dela, escondido dentro de um armário no apartamento onde morava, acionaram a polícia, por volta do meio dia desta quarta-feira. A Polícia Civil informou que a empresária morreu devido à hemorragia provocada por golpes de faca na região do tórax e do pescoço.

Embora o viúvo seja o principal suspeito, e a Polícia Civil admita que o caso pode ser enquadrado como feminicídio, os investigadores não descartaram outras possibilidades. Não há registros de violência doméstica contra ele.

Segundo a Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso, responsável pelas investigações, algumas informações circulam nas redes sociais a respeito do viúvo, mas não passam de rumores. Uma perícia foi realizada no apartamento de Fabiana, onde foi apreendida a faca que causou sua morte.

O crime deve ter acontecido, segundo a polícia, nesta terça-feira, por volta das 18h. O corpo de Fabiana foi, então, escondido no armário.


Compartilhar no
Fonte: Extra Online

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário