• Banner OAB
  • Campanha da Santa Missa
  • Vencer 03
  • Vencer 02
  • Vencer 01
  • Prerrogativas da advogacia
  • Peregrinos da fé
  • Novo app Jornal O Dia

Teste de coronavírus de senador que acompanhou Bolsonaro aos EUA dá positivo

O teste de coronavírus do senador Nelsinho Trad (PSD-MS), 58, deu positivo, segundo informou a assessoria de imprensa do parlamentar na noite desta sexta-feira (13).

14/03/2020 10:10h

 O teste de coronavírus do senador Nelsinho Trad (PSD-MS), 58, deu positivo, segundo informou a assessoria de imprensa do parlamentar na noite desta sexta-feira (13).

"Fiz o exame, que resultou positivo. Serenamente, com fé em Deus, e atendendo todas as orientações dos profissionais de saúde envolvidos nesse enfrentamento, estou em casa com a minha família, guardando o período de isolamento", afirmou o parlamentar em nota.

O senador, que preside a Comissão de Relações Exteriores do Senado, é a segunda pessoa da comitiva que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) levou aos Estados Unidos no fim de semana passado a contrair o vírus.

Ele fez o teste na quinta-feira (12), logo depois que o secretário de Comunicação do governo federal, Fabio Wajngarten, que também participou da viagem, teve a confirmação de que está com covid-19.

Bolsonaro fez o teste na quinta e, nesta sexta, disse que seu exame havia dado negativo.

Outro senador que integrou a comitiva que foi aos EUA, Jorginho Mello (PL-SC), testou negativo para o coronavírus.

Ele encaminhou à reportagem uma foto do resultado do exame na tarde desta sexta. O senador disse que teve pouco contato com Wajngarten ao longo da viagem.


Teste de coronavírus de senador que acompanhou Bolsonaro aos EUA dá positivo. Reprodução

Ainda como caso suspeito, Mello foi ao Senado na quinta-feira para comandar uma reunião da CPI (comissão parlamentar de inquérito) que investiga o acidente ocorrido com a equipe da Chapecoense, em 2016.

Nelsinho Trad foi ao Senado na quarta-feira (11) e participou da reunião sobre coronavírus que aconteceu em um plenário com deputados e senadores de diversos partidos, inclusive os presidentes do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Também participaram os ministros Paulo Guedes (Economia), Luiz Henrique Mandetta (Saúde), Jorge Oliveira (Secretaria-Geral) e Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo) e o presidente do BC (Banco Central), Roberto Campos Neto (Banco Central).

O senador informou ter permanecido em Brasília.

Alcolumbre também fez o exame na noite quinta, mas, até a publicação desta reportagem, o resultado não havia sido revelado.

Já Maia afirmou à reportagem nesta sexta que não havia feito o teste.

Fonte: Folhapress

Deixe seu comentário