Ministério da Saúde pede cadastro de veterinários para conter o coronavírus

O levantamento, que começou no último dia 20, tem cerca de 90 estabelecimentos e 200 equipamentos cadastrados.

02/04/2020 16:13h

Compartilhar no

O Ministério da Saúde pediu ao Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV) o cadastro de médicos-veterinários que possam ser recrutados para trabalhar no Sistema Único de Saúde (SUS) durante a pandemia.
Segundo o Conselho, foram fornecidos os dados de 140 mil profissionais de todo o país.
O pedido é parte da ação "O Brasil Conta Comigo - Profissionais da Saúde" para cadastrar profissionais da saúde que podem ser convocados enquanto o país estiver em estado de emergência de saúde pública.
Os conselhos de cada profissão são responsáveis por enviar suas bases de dados e comunicar aos registrados que realizem o preenchimento do formulário.
Além dos veterinários, profissionais das áreas de serviço social, biologia, biomedicina, educação física, enfermagem, fisioterapia e terapia ocupacional, fonoaudiologia, medicina, nutrição, odontologia, psicologia e técnicos de radiologia fazem parte da base de dados.
Antes de serem convocados, os profissionais preencherão um formulário eletrônico, disponibilizado pelo Ministério da Saúde nesta quinta-feira (2). Os dados desses documentos serão cruzados com a base fornecida do CFMV para confirmar as informações.
Após essa fase de validação, eles passarão por uma capacitação obrigatória, com protocolos oficiais de enfrentamento à Covid-19 por meio de cursos à distância.
A portaria com a regulamentação foi publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (2).
O Ministério da Saúde ressaltou ao CFMV, em comunicado oficial, "o caráter obrigatório do cadastramento dos profissionais e da participação na capacitação" e que "identificará e informará ao conselho o respectivo profissional da área da saúde que não concluir os cursos de capacitação."
O CFMV já havia criado um cadastro nacional de equipamentos veterinários que possam vir a ser usados no combate ao coronavírus.
A base reúne informações sobre três equipamentos até agora: ventiladores mecânicos, monitores multiparamétricos e concentradores de oxigênio.
O levantamento, que começou no último dia 20, tem cerca de 90 estabelecimentos e 200 equipamentos cadastrados.



Compartilhar no
Por: Redação com informações da Folha Press

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário