Filho de ministro é barrado ao tentar entrar no TSE sem paletó e gravata

Assessoria do tribunal informou que o homem não estava com traje exigido para acessar plenário. Filho de Napoleão Maia ficou irritado ao ser escoltado por seguranças até entrada privativa da Corte.

09/06/2017 14:29h

Compartilhar no

Filho de ministro é barrado ao tentar entrar no TSE sem paletó e gravataO filho do ministro Napoleão Nunes Maia foi barrado na tarde desta sexta-feira (9) ao tentar entrar no plenário principal do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para acompanhar o julgamento da ação contra a chapa Dilma Rousseff-Michel Temer.

Segundo a assessoria da Corte eleitoral, o filho do magistrado não estava vestindo paletó e gravata, exigência do tribunal para acesso ao plenário.


Filho de ministro é barrado ao tentar entrar no TSE sem paletó e gravata

Ele vestia jeans e camisa pólo no momento em que foi barrado pelos seguranças que controlam a entrada ao recinto de julgamentos do TSE.

Até a última atualização da reportagem, o nome do filho do ministro do TSE ainda não havia sido divulgado pela assessoria do tribunal.

Irritado por ter sido barrado, ele foi acompanhado por seguranças da Corte e assessores do pai até a entrada privativa do TSE para se encontrar com Napoleão Maia, que foi informado da confusão enquanto aguardava para votar no julgamento da ação que pode cassar o mandato de Temer.

O magistrado deixou a sessão antes mesmo do intervalo do almoço para falar pessoalmente com o filho. Depois, eles deixaram a sede do TSE de carro. De acordo com a assessoria do tribunal, os dois “devem ter ido almoçar”.

Compartilhar no
Fonte: G1

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário