• cachoeir piaui
  • Campanha salao
  • APCEF
  • Novo app Jornal O Dia
  • TV O DIA att
  • TV O Dia - fullbanner

Eleição do rei e da rainha do carnaval de Teresina abre espaço para inclusão

A Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves realizou a escolha da Rainha e Rei da Pessoa com Deficiência.

12/02/2019 11:39h - Atualizado em 12/02/2019 11:52h

 Anatasha Rodrigues e Celso Abué levaram a coroa e agora também se juntam a Trupe Carnavalesca para circular pela cidade distribuindo alegria e fazendo a animação das prévias e festas momescas.

Anatasha Rodrigues está empolgada para curtir o seu primeiro carnaval como rainha. “Eu gosto de carnaval e das músicas. Estou muito feliz e animada para as festas”. Celso Abué segue também na mesma empolgação que ela. “Carnaval para mim é tudo. Não devia ser só quatro dias, tinha que ser dez dias de festas. Estou aqui para representar as pessoas com deficiência e dizer que carnaval é isso, alegria e inclusão”. 

Entre as majestades da folia de Teresina também está Dani Venturinni, eleita Rainha Trans 2019. Essa é a segunda fez que ela leva a coroa e comanda a folia da capital. Apaixonada pelo carnaval e com formação em dança, ela conta que o título, além da responsabilidade de animar o período carnavalesco na capital, traz ainda uma oportunidade para levantar a bandeira do público LGBT.

“Esse período carnavalesco e essa questão da representatividade é realmente algo importante porque a sociedade tem a gente como um público invisível, não somente nós LGBTs como também os idosos e as pessoas com deficiência. Então isso serve para que algumas bandeiras sejam levantadas e a gente fale sobre respeito e direitos”, pontua. 


Leia também:

Leiri Oliveira e Mara Cardoso comandam a folia de Momo na Capital 

Edição: Marco Vilarinho
Por: Yuri Ribeiro

Deixe seu comentário