Processo que acusa Jim Carrey de facilitar suicídio da ex é arquivado

Cathriona White faleceu em setembro de 2015

01/02/2018 08:33h

Compartilhar no

O processo contra Jim Carrey, que acusava o ator de facilitar o suicídio da sua então namorada, Cathriona White, foi arquivado na última quinta-feira (25). As informações foram divulgadas pelo jornal New York Daily News, nessa quarta (31).

Segundo a publicação, o processo movido pelo então marido de Cathriona, Mark Burton, e a mãe dela, Brigid Sweetman, foi considerado como encerrado, com informação confirmada por um representante de Carrey ao Hollywood Reporter.

Carrey, segundo o processo, teria transmitido três doenças venéreas a Cathriona, que cometeu suicídio em setembro de 2015. Ele ainda teria usado um nome falso para conseguir para ela receitas de remédios que foram consumidos por Cathriona e a levaram à morte. 


Jim Carrey e Cathriona White. Foto: Reprodução

O astro hollywoodiano afirmou em documentos, em outubro do ano passado, que a ex já possuía as DSTs quando se conheceram e que ela que falsificou as receitas médicas para ter acesso aos medicamentos.

"O objetivo de Cathriona White em obter esses documentos estava muito claro. Ela preparou os documentos, criando as falsificações com informações alteradas, testes falsos e datas fictícias", dizia os documentos obtidos pelo New York Daily News.

O advogado de Jim Carrey, até o momento, não se pronunciou sobre a decisão.

Entenda

De acordo com o TMZ, três tipos diferentes de pílulas estavam em um frasco com o nome de Arthur King, que seria um pseudônimo de Carrey. É ilegal comprar remédios com o nome de outra pessoa. Carrey ainda teria fornecido as pílular para Cathriona três ou quatro dias antes da morte dela. O processo acrescentava que o ator sabia que a ex tinha tendência à depressão e já havia tentado se matar.

Cathriona morreu em setembro de 2015, aos 28 anos, e a morte foi causada por overdose de remédios. As pílulas foram encontradas perto de seu corpo.

Carrey e Cathriona se envolveram em 2012, mas o relacionamento durou alguns meses. Os dois reataram em maio de 2015 e teria se estendido até a morte dela. Fotos dos dois juntos, duas semanas antes do suicídio de Cathriona, foram divulgadas em outubro de 2015, um mês após sua morte.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Fonte: Quem Acontece

Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas