• COMBATE AO MOSQUITO AEDES AEGYPTI 2019 - 2020
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Phill Veras faz voz e violão em show na Galeria do Teatro Torquato Neto

O show, voz e violão, acontece no domingo, 12, na Galeria do Teatro Torquato Neto, no Complexo Cultural Club dos Diários.

10/01/2020 08:30h

Três anos depois de seu último show em Teresina, o cantor Phill Veras está de volta à cidade, trazendo novidades e atendendo a pedidos de seus incontáveis fãs. O show, voz e violão, acontece no domingo, 12, na Galeria do Teatro Torquato Neto, no Complexo Cultural Club dos Diários.

No repertório, as músicas de seu último trabalho, “Alma” (2018), um disco sobre amor, espiritualidade e entendimento pessoal, que mostra a evolução e maturidade do músico, além de outras canções de seu primeiro EP, “Valsa e Vapor” (2012), e dos álbuns “Gaveta” (2013) e “Carpete” (2014).

Embora tenha apenas 27 anos de idade, Phill Veras traz na bagagem experiências de um veterano, com várias passagens pelas mais importantes casas de shows brasileiras. entre outros, já se apresentou em palcos do Studio SP, do Sesc Vila Mariana, Pinheiros e Pompeia, em São Paulo, até o Teatro Arthur Azevedo, em São Luís, Maranhão, onde gravou seu primeiro DVD. 

São Luís, aliás, é a terra natal do músico, hoje radicado em São Paulo. Já esteve em Teresina em duas diferentes ocasiões, apresentando-se no tradicional Teatro do Boi e NordX. “É sempre muito bom tocar em Teresina. O público me recebe muito bem, canta todas as músicas no show, é gratificante. E agora levando esse disco novo, a ansiedade é ainda maior. Vai ser muito lindo o show.” – afirma o músico.


Phill Veras faz voz e violão em show na Galeria do Teatro Torquato Neto. Divulgação

Phill Veras também passou pelo palco Sunset do maior festival de música do Brasil, o Rock In Rio. Autodidata, o artista já é considerado um dos principais nomes de sua geração, ao lado de músicos como Rubel e Cícero- que também vêm se destacando nacionalmente.

“A nossa ideia é trazer para Teresina novos nomes da música brasileira, com apresentações sempre aos domingos. É um tipo de entretenimento do qual somos carentes aqui na cidade. Os shows começam pontualmente e terminam cedo para que todos voltem satisfeitos e com segurança pra casa. O retorno do público tem sido incrível e já estamos com um calendário para depois do carnaval.” – ressalta Mariana A. Arruda, uma das realizadoras do evento.

Edição: Marco Vilarinho

Deixe seu comentário