• Clínica Shirley Holanda
  • Semana do servidor
  • Netlux
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

O Grande Gatsby: uma obra fascinante

O Grande Gatsby não se popularizou logo na sua primeira edição, vendendo menos de 25.000 cópias durante os 15 anos restantes da vida de seu autor.

08/07/2019 11:20h

Um dos mais fascinantes romances da literatura mundial, O Grande Gatsby (The Great Gatsby) foi escrito pelo norteamericano F. Scott Fitzgerald. Publicado pela primeira vez em 10 de abril de 1925, a história se passa em Nova Iorque e na cidade de Long Island durante o verão de 1922: é uma sábia crítica ao "Sonho Americano". O caos ocasionado pela primeira guerra mundial está presente na obra, bem como o momento em que a sociedade americana vive um nível sem precedentes de prosperidade durante a década de 1920, assim como a sua economia. Ao mesmo tempo, a proibição de produção e consumo de bebidas alcoólicas, ordenada pelo 18° aditamento, fez grande número de milionários fora do circuito de venda de mercadorias e provocou um aumento do crime organizado. Embora Fitzgerald, assim como Nick Carraway no seu romance, idolatre os ricos e o glamour da época, ele não se conformava com o materialismo sem limites e a falta de moral, que traziam consigo uma certa decadência.

O Grande Gatsby não se popularizou logo na sua primeira edição, vendendo menos de 25.000 cópias durante os 15 anos restantes da vida de seu autor. Embora o livro tenha sido adaptado para uma peça da Broadway, e um filme de Hollywood, após um ano de publicação, ele foi esquecido durante a Crise de 1929, e a Segunda Guerra Mundial. Em 1945 e 1953, foi republicado e difundiu-se rapidamente ao encontrar grande número de leitores, e agora a obra é frequentemente considerada como um grande romance americano e um clássico literário. O Grande Gatsby tornou-se o texto padrão em todas as escolas superiores e universidades em todo o mundo que estudam a literatura dos Estados Unidos. A obra está classificada em segundo lugar na lista dos 100 melhores romances do século XX da editora Modern Library.

F. Scott Fitzgerald publicou seu primeiro romance em 1920, This Side of Paradise (Este lado do paraíso), que obteve sucesso instantâneo. Nesse mesmo ano eles se casaram e no ano seguinte nasceu a filha única do casal, Frances Scott Fitzgerald. Zelda e Scott partilhavam o gosto por uma vida de festas, glamour e bebida, e, dividindo-se entre os Estados Unidos e cidades chiques da Europa, moldaram um estilo de vida que os tornou tão famosos quanto a obra literária de F. Scott. Ele disse uma vez: “Às vezes não sei se eu e Zelda existimos de fato ou se somos personagens de um de meus romances”. Seguiram-se os romances The Beautiful and the Damned (Os belos e os malditos), em 1922, e The Great Gatsby (O grande Gatsby), em 1925. Este último é considerado pela maior parte dos críticos, assim como o era pelo próprio Fitzgerald, sua mais bem-acabada obra. Grande parte de seus contos foram escritos nesta época e publicados em periódicos como Saturday Evening Post, Esquire e Collier’s, ajudando o casal a manter um estilo de vida extravagante e elegante, apesar das costumeiras dificuldades financeiras.

Por: Marco Vilarinho

Deixe seu comentário