• Netlux
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Nordestinidades em forma e cores: exposição anual reúne artistas plásticos

O evento reúne o time de artistas da Uappi, com sua diversidade de talentos, mas enfocando o mesmo tema.

09/10/2019 07:08h

"Nordestinidades" é tema da exposição deste ano da União dos Artistas Plásticos do Piauí (Uappi), que acontece no período de 10 a 31 próximos, no Espaço Cultural Cosme Oliveira, na Avenida Campos Sales, 111, centro da cidade. Esta será a XII Exposição anual da instituição, que conta com 32 artistas que utilizam de pintura e outras formas para mostrar a cultura nordestina, cada um à sua maneira.

De acordo com a presidente da entidade, Reisinha Barbosa ” este é um momento em que apresentamos a todos a produção dos artistas da União dos Artistas Plásticos do Piauí e tem como objetivo viabilizar exposição, bate papo cultural, visitas guiadas proporcionando vivencias aos diversos públicos, favorecendo aprendizagem entre o espectador e a arte. A qualidade desses artistas em exposição revela-nos em cada traço, cor, formas e imagem um fantástico equilíbrio de seus modos singulares do fazer artístico que encanta a todos”. destinamente rejeitá-lo. Então, o que somos nós, destino? 


A versatilidade de estilos centrada na cultura nordestina - Foto: Divulgação

Para a artista plástica Dadinha Leal, autora do texto do convite da exposição, em primeiro lugar é preciso estar consciente da existência de vários Nordestes, não cabendo no contexto o termo monolítico: "Riqueza e pobreza, sertão e praias paradisíacas, prédios históricos e casebres, danças e orações, sofrimentos e superações, tradições e inovações, antigo e moderno, analfabetismo e intelectualidade, religiosidades diversas. Essas e muitas outras contradições povoam esse nosso imenso Nordeste. Não há, portanto, unidade sobre o que é ser nordestino, embora nos nordestinos corações, mesmo longe, domine um sentimento difuso que se aquece e se fortalece ao perceber seu pertencimento em uma canção, um verso, uma pintura ou uma boa notícia sobre essas terras", observa. 


Foto: Divulgação

No texto, Dadinha Leal continua afirmando essa diversidade, essa riqueza cultural que envolve uma região, por vezes com suas singularidades desconhecidas: "Uma exposição, assim como um pequeno texto, não consegue abarcar toda a diversidade da riqueza nordestina. Obviamente não é essa a nossa intenção. Trata-se de uma homenagem, de um encontro de vozes, de cores e formas que afirmam nosso pertencimento a um universo tão diverso. Chegando à nossa décima segunda exposição anual, optamos por falar da cultura em que estamos, por nordestino destino, enredados: nossos dizeres, nossas tradições, nossos sotaques, nossos sonhos, nossas lendas, nossas imagens, nossas lutas e nosso amor. Nessa exposição a Uappi se afina e se destina a ser nordestina. Então, se aprocheguem, se disponham a “reaver essa espécie de paraíso”, e celebrem nossas plurais nordestinidades, oxente!", ressalta. 

A vernissagem acontece no dia 10, quinta-feira, a partir das 19h, no Espaço Cultural Agostinho Pinto, na Avenida Campos Sales, 1111, no centro dacidade. Entre os expositores estão Jota A, Stênio Ferreira, Reisinha Barbosa, Yolanda Pereira, Mestre Expedito, Beth Paz, Alda Veloso, Evaldo Oliveira, Gina Castelo Branco, dentre outros.

Fonte: Jornal O Dia

Deixe seu comentário