• Banner OAB
  • Campanha da Santa Missa
  • Vencer 03
  • Vencer 02
  • Vencer 01
  • Prerrogativas da advogacia
  • Peregrinos da fé
  • Novo app Jornal O Dia

Geraldinho de Babília lança quinto CD com repertório primoroso

O CD conta com 10 músicas autorais, uma homagem a Beth Carvalho, João Gilberto, Estação Primeira de Mangueira e a minha amada mãe Valmira Paiva e Sousa (Babíla).

18/03/2020 12:48h - Atualizado em 18/03/2020 15:30h

Um artista eclético, com talento indiscutível, Geraldinho de Babila lança seu 5° cd intitulado "A Canção Que Soprou o Tom", 10 músicas autorais, uma homagem a Beth Carvalho, João Gilberto, Estação Primeira de Mangueira e a minha amada mãe Valmira Paiva e Sousa (Babíla). A Mangueira é uma inspiração pra mim desde criança, suas cores verde e rosa escolhida pelo mestre Cartola, assim como o nome Estação Primeira de Mangueira. O samba sempre me fascinou em todos os estilos do samba canção, sambas de enredos uma explosão de estilo. Com o 5° cd são 57 músicas autorais gravadas.

Cada vez que escutava João Gilberto, Tom Jobim, Vinícius de Morais, se identificava com o cantar tímido, que era encoberto no caso do João pelos seus acordes, Tom tinha a abundância das teclas do piano, Vinícius a poesia o desinibia.

Geraldinho começava a ver o violão como saída para as horas de calmarias. Bossa Nova, doutrinava o ouvido com as mesma rapidez, que a vitrola girava o disco de vinil. Não sabia mais escutar outro estilo, a voz ficava cada vez mais baixa, e suavizava como se fosse intencional, isso é Bossa Nova, eu realmente gosto de cantar baixinho, suave, bem sua vizinho. Os acordes deixavam a naturalidade, as notas dissonantes começavam a frequentar as mãos, e a querer predominar em cada música que aprendia.

Começava a chegada das percepções musicais, de onde vem esses tons que me dão lugar para encontrar outros tons, resultando numa composição, algo que jamais outro alguém compôs. Em 2000 lança seu primeiro Cd intitulado "Tudo Sobre o Amor", com 14 músicas inéditas de sua autoria que foi um verdadeiro resgate da Bossa Nova, cantando coisas do coração. A música moderna, romântica é marcante em quase todas as composições, uma verdadeira viagem ao túnel do tempo boêmio, seresteiro.

Por: Marco Antônio Vilarinho

Deixe seu comentário