• Banner Cultura Governo do PI
  • Obras no Litoral Cultura
  • Clínica Shirley Holanda
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Notícias Torquato

18 de setembro de 2019

Grupo de Teresina arrecada gibis para doar para crianças carentes

Grupo de Teresina arrecada gibis para doar para crianças carentes

A ação, realizada por três amigos especialistas e apaixonados por histórias em quadrinhos, acontece pelo terceiro ano consecutivo.

Uma campanha está arrecadando gibis para crianças carentes da capital. A ação, realizada por três amigos especialistas e apaixonados por histórias em quadrinhos, acontece pelo terceiro ano consecutivo. “Acreditamos que é uma forma de levar um pouco de alegria a essas crianças, e ainda promover a formação de bons leitores”, lembrou Bernardo Aurélio, quadrinhista e professor. 


 Veja o vídeo da entrega das doações no primeiro ano (2017): 

No primeiro ano, em 2017, a maior parte do material arrecadado foi doada a uma biblioteca comunitária no bairro Satélite, na zona Leste da cidade. “Na verdade, gostaríamos também de contar a com a participação de pessoas, entidades ou empresas, que tenham interesse de juntar a nós e participar de alguma forma. Sabemos que as carências são muitas. Queremos levar os gibis, mas outras contribuições são sem sempre bem vindas”, destacou o jornalista Marcelo Costa.


Uma campanha está arrecadando gibis para crianças carentes de Teresina. Reprodução

No ano passado, as revistas foram doadas para crianças carentes entendidas no Projeto Sentinelas, na Vila Mocambinho 3. “Sabemos da alegria e da importância que isso traz a essas crianças. Foi algo que marcou muito a nossa infância. Por isso nos traz muita alegria levar isso para outros meninos e meninas”, ressaltou o cartunista Jota A. 

Quem quiser fazer a doação deixar na Livraria Quinta Capa Quadrinhos, localizada na Rua Dirce Oliveira, 3047, próximo a Universidade Federal do Piauí, ou entrar em contato através do whtasapp (86) 99942-4905. 



"O que é o contemporâneo?" leva criações de universitários ao Museu do PI

A exposição antecede o início da programação da Primavera dos Museus (IBRAM), que acontece no próximo dia 25 de setembro.

Novos artistas ocuparão, a partir da próxima quinta-feira (19), os espaços do Museu do Piauí Casa de Odilon Nunes, Centro de Teresina, com a abertura da exposição "O que é o contemporâneo?", que leva as proposições artísticas de estudantes do curso de Artes Visuais da Universidade Federal do Piauí (UFPI). A exposição antecede o início da programação da Primavera dos Museus (IBRAM), que acontece no próximo dia 25 de setembro. 


Leia também:

Trabalho de estudantes contribui para valorização do patrimônio histórico 


“Levaremos obras individuais e coletivas, teremos o Artur e do Eduardo Mago, por exemplo, que trabalham a linguagem do grafite e do picho; temos também instalações coletiva, telas individuais, porque a ideia é trabalhar em cima de proposições desses estudantes fazendo com que, pela primeira vez, eles ocupem um espaço como o Museu do Piauí, que também é um lugar nosso, que devemos estar”, explica a artivista e professora de artes visuais da UFPI, Luciana Leite, a Lurebordosa. 


A exposição antecede o início da programação da Primavera dos Museus - Foto: Elias Fontinele/O Dia

A estudante Iviny França explica que os museus, enquanto instrumentos de reflexão social, exigem o ato da contemplação. “Pesquisas apontam que pela contemplação somos transformados. Considerando que, contemplar é fixar o olhar em (alguém, algo ou *si mesmo*), com encantamento e admiração. A contemporaneidade segundo Agamben, é o “não fixar o olhar sobre (alguém, algo ou *si mesmo*). É uma singular relação com o próprio tempo’”, discorre. 

Para ela, cada vez mais, os museus reafirmam-se na contemporaneidade como uma ferramenta que pode facilitar a aprendizagem e o conhecimento de uma variedade de competências cognitivas, como o pensamento divergente, análise crítica, melhor compreensão do passado, complexidade do mundo e questões ambientais. 

A ideia do Museu como um espaço que pode promover não só a cultura, mas também a educação, é levantada por Lurebordosa. A exposição será lançada no próximo dia 19, às 9horas da manhã.

Yuri leva ao Boca da Noite sucessos de sua carreira e mpb nacional

Yuri leva ao Boca da Noite sucessos de sua carreira e mpb nacional

O show do cantor piauiense acontece às 19 horas, no Espaço Osório Jr do Club dos Diários, no Centro, com entrada franca.

Sobe ao palco do Projeto Boca da Noite na noite desta quarta-feira (18), o cantor Yuri, artista da música brasileira que leva em suas apresentações a influência dos clássicos da MPB. O show acontece às 19 horas, no Espaço Osório Jr/Club dos Diários, com entrada franca.

A história do cantor teve como marco inicial o ano de 2003, quando teve a oportunidade de participar do circuito cultural do Banco do Brasil, dividindo o palco com a cantora Leila Pinheiro, os músicos Hamilton de Holanda e Gabriel Grossi.


Leia também:

Nova temporada do Boca da Noite começa dia 21 de agosto 


Yuri gravou o primeiro CD em 2011 junto à banda Aclive, com composições próprias e parcerias. Com a banda, Yuri abriu shows de ícones nacionais como: Lulu Santos, Humberto Gessinger, Skank, Rpm, Paralamas do Sucesso, Rita Lee, Legião Urbana, Titãs, Natiruts, Capital Inicial, Biquini Cavadão, dentre outros.


Foto: Divulgação

O artista também participou de todas as edições do Piauí Pop, chegando a tocar para público de até 30.000 (trinta mil) pessoas. No ano de 2016, foi atração do projeto “Seis e Meia” cantando ao lado de Fafá de Belém. Em 2018, lançou seu primeiro disco solo “Yuri” onde canta canções próprias e várias parcerias. 

Agora, Yuri sobe aos palcos com um novo show “eu, lima & baião - ao vivo”, com o formato voz, violão, guitarra e piano. Um trio com músicos renomados, o guitarrista Láryos Lima e o pianista, cantor e compositor Gustavo Baião, que também assina a direção do show.


Yuri gravou o primeiro CD em 2011 junto à banda Aclive - Foto: Divulgação

Boca da Noite 

O projeto Boca da Noite é realizado pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Cultura (Secult) e, em Teresina, acontece todas as quartas-feiras com programação até dezembro. Neste mês de setembro, a programação de shows também inicia nas cidades do interior.

17 de setembro de 2019

Espetáculo “Nós do Piauí” celebra o Dia Internacional da Dança Árabe

Espetáculo “Nós do Piauí” celebra o Dia Internacional da Dança Árabe

O espetáculo será apresentado no Teatro do Boi no dia 25 de setembro, Dia Internacional da Dança Árabe, em duas sessões, às 18h e às 19h30.

O espetáculo “Nós do Piauí”, idealizado e produzido pela Geleia Total, é um relato artístico sobre os nós que nos unem, essa trama diferente traz para a cena uma verdadeira mistura das artes que contam um pouco da miscigenação que deu origem a identidade piauiense. A montagem une elementos da Dança Árabe e a Sanfona em um jogo de opostos que se complementam. O espetáculo será apresentado no Teatro do Boi no dia 25 de setembro, Dia Internacional da Dança Árabe, em duas sessões, às 18h e às 19h30.

Segundo Noé Filho, idealizador e diretor do espetáculo, a obra é fruto de uma reflexão pessoal sobre o que nos faz ser piauiense principalmente por causa da diversidade cultural que é uma marca presente na arte e cultura local. A ideia central partiu de unir a cultura árabe, representada pela bailarina Izabell Lins, com a sanfona, um instrumento com a cara do nordeste, regida pelo maestro Ivan Silva. 

Além disso, o espetáculo tem como plano de fundo abordar a questão da imigração árabe no Piauí. “Montar um espetáculo como esse é um exercício de criação e liberdade e poder apresentar aspectos da cultura piauiense que muitas vezes as pessoas não conhecem ou não prestam tanta atenção. É a possibilidade de apresentar a diversidade da nossa cultura de modo inovador”, frisa Noé Filho.


Izabell Lins se apresenta regida por sons da sanfona - Foto: Divulgação

A parte coreográfica foi construída pela coreógrafa e bailarina teresinense Izabell Lins que subirá aos palcos com a Companhia Izabell Lins. E, para a coreógrafa, o espetáculo representa um marco para Companhia, pois é uma demonstração de um trabalho que dialoga com outras artes e que demonstra tudo é diversificado. “Quando eu propus para o Noé para fazermos um trabalho pelo Piauí, juntou o meu amor e o do Noé pela nossa terra. Montar esse espetáculo está sendo muito gratificante, pois estamos trabalhando a arte, o Piauí e a cultura árabe”, pontua.

A direção musical é assinada pelo músico e regente Ivan Silva, maestro da Orquestra Sanfônica de Teresina. Já a parte cenográfica tem a autoria do artista visual Fábio Solon que atua desde 2002 nas artes visuais e já expôs seus trabalhos em diversas exposições fora do Piauí.

Trabalho de estudantes contribui para valorização do patrimônio histórico

Trabalho de estudantes contribui para valorização do patrimônio histórico

O projeto transforma imóvel residencial em espaço de valorização da cultura em Pedro II.

A transformação de um casarão histórico localizado no centro da cidade de Pedro II, Norte do Estado, em um museu de gastronomia foi a ideia de três estudantes do curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal do Piauí (UFPI), para um trabalho da disciplina de técnicas retrospectivas, ministrada pela professora Amanda Moreira. O trabalho intitulado “Casa 452”, projeta o imóvel residencial, onde residiu Domingos Mourão Filho, em um espaço de valorização da cultura gastronômica local. 

Vitória Sady, uma das integrantes do trabalho, explica que a ideia foi fomentada pelo fato da cidade de Pedro II ainda conservar a cultura da arte, da música e do ecoturismo. “Pensamos que um projeto como esse iria abrir portas pra a consciência do patrocínio arquitetônico não só do imóvel em questão, mas o conjunto de casas do centro histórico da cidade, acentuando os planos de conservação já existentes”, pontua.


O casarão foi onde residiu Domingos Mourão Filho - Foto: Divulgação

Além de Vitória Sady, integra o grupo que realizou o trabalho os estudantes Áldine Ohana e Mikael Barbosa.O trabalho foi apresentado durante a 8ª edição do Mais Portfólio, evento que expõe trabalhos produzidos por estudantes de Arquitetura e Urbanismo e tem como objetivo difundir a presença da Arquitetura na vida das pessoas. 

O próximo passo do grupo que desenvolveu o trabalho é transformá-lo em um artigo científico para que seja publicado em congressos e contribua para difusão do tema.

Vitória ressalta que trabalhar com Patrimônio Histórico Arquitetônico Piauiense é uma forma de observar e valorizar a cultura local, o que abre espaço para outras formas de expressões culturais como a dança, a música, a arte e a gastronomia.

Os trabalhos apresentados durante o Mais Portfólio contribuem para mostrar que a Arquitetura e Urbanismo está presente em todos os momentos na vida das pessoas, seja em habitações, em espaços públicos ou nas cidades.

16 de setembro de 2019

Poesia transgressora inspira livro do poeta piauiense Dário P. Castro

Poesia transgressora inspira livro do poeta piauiense Dário P. Castro

O livro de sonetos faz parte da Coleção Século XXI, editada pela APL.

Nos dicionários, transgredir é definido como “não cumprir, não observar (ordem, lei, regulamento etc.), infringir, violar”. Nas artes, a transgressão é oxigênio. E foi nessa “contramão” que o escritor, poeta e compositor teresinense Dário P. Castro seguiu para criar “Sonetos Infames”, obra que lançará no dia 28 de setembro, às 10h, na Academia Piauiense de Letras. 

O livro de sonetos faz parte da Coleção Século XXI, editada pela APL. Com essa coleção de obras, a Academia abre um espaço para novos autores e livros inéditos, de temas diversos, buscando, assim, oferecer ao público o que está sendo produzido de mais novo no mundo literário piauiense.

“’Transgressor’ , em si, não é uma palavra com juízo de valor bem definido. Por exemplo, se você vive num país onde é proibido tomar banho de mar, sorrir, ser amável com as pessoas e você fizer essas coisas, você será um transgressor. Eu digo isso pra que a gente não pule para certas conclusões. E também para fazer o argumento que ser puritano não é o mesmo que ser puro, que ser moralista não é o mesmo que ter uma moral boa”, adianta o autor. 

Em “Sonetos Infames”, o Dário reúne sonetos alexandrinos e decassílabos heroicos em uma proposta que questiona a estética romântica, ovaciona o papel da arte na transformação do homem e do mundo e aborda temas sociais atuais, como questões de gênero, preconceito e intolerância religiosa.

O soneto, segundo o autor, é sua forma poética preferida. “O soneto foi abandonado, tratado como coisa estática, sem sentimento. Muitos literatos abraçam a poesia moderna como conceito de liberdade plena, já que vêem no soneto um freio para a liberdade dos versos. Eu não vejo assim”, opina.

Dário adiciona elementos estranhos ao soneto sem que desvirtue a sua forma, métrica e rimas. “Há um soneto de cabeça para baixo, outro que você precisa de um espelho para ler por completo, alguns com rimas internas que podem rearranjar toda a forma do poema e também uma fábula escrita em dez sonetos. Tem um soneto em que todas as palavras começam com a letra ‘P’”, ressalta. Engenhosamente, o poeta tenta desafiar a norma estética tanto na forma como no conteúdo e mostrar como entortar todas regras sem precisar quebrar nenhuma.

Na obra, o artista utiliza ainda imagens cruas e tortas, algumas viscerais ou escatológicas. “Eu uso o corpo nu, os instintos, a rebeldia. Eu falo do papel da arte e do artista. Eu faço filosofia, humor, poesia e provocação com os meus sonetos. Eu me divirto”, conclui.

O autor

Dário P. Castro é jornalista com mestrado em Mídia, Cultura e Sociedade pelo departamento de Sociologia da Universidade de Essex, no Reino Unido. A paixão por filosofia e a formação em sociologia são influências claras na sua mais recente obra, assim como Augusto dos Anjos, seu poeta preferido.

“Tenho o mesmo pessimismo dele (Augusto dos Anjos) na minha poesia, mas eu vejo na ruína a chance de reconstrução. Augusto dos Anjos inspirou todos que vieram depois dele, mesmo aqueles que o rejeitaram. Minha poesia tem muito de simbolismo e parnasianismo, muita influência de sociologia, da filosofia de Nietzsche e do meu interesse por temas atuais como gênero, identidade, preconceito”, conclui.

Música: atividade extraclasse atrai atenção da criançada

Música: atividade extraclasse atrai atenção da criançada

Os pais acreditam que o treinamento musical pode ajudar seus filhos a centrar a sua atenção

Muitas já são as escolas que oferecem atividades extraescolares cada dia mais variadas, e que a opção de escolha é a que mais se adequa ao interesse da criança. Algumas ensinam música, teatro, pintura, idiomas, danças, artes marciais, entre outras habilidades. No caso da música, os pais desses pequenos acreditam que o treinamento musical pode ajudar seus filhos a centrar a sua atenção, controlar suas emoções e diminuir sua ansiedade.

Erick D'Luka, 9 anos, cursando o ensino fundamental na rede particular de ensino, é um desses pequenos que se interessou em ingressar numa dessas ofertas de atividades extras escolas da escola. Ele escolheu como atividade inicial as artes marciais, chegando a treinar por um período o judô. Mas viu que não era o seu forte e preferiu mudar de habilidade, optando por música, tocar flauta doce.

Iniciante no aprendizado da flauta doce, o pequeno Erick diz que está adorando experimentar o instrumento musical. "Não sabia nem soprar para produzir som quando eu comecei a manusear a flauta. Com as primeiras orientações do professor de música durante a aula, consegui soprar e a produzir som, musicalização", disse, acrescentando que é muito prazeroso usar esse instrumento de sopro.

Erick recebe o incentivo dos avós, principalmente da avó, Engenheira Química Sônia Araújo, que incentiva o neto na atividade extraescolar. Para ela, uma criança inscrita numa atividade extraclasse tem oportunidade de se preparar para o futuro, porque desperta nele responsabilidade, disciplina e gosto pela música.

13 de setembro de 2019

Revista ilustrada por piauiense vira série dirigida por Steven Spielberg

Revista ilustrada por piauiense vira série dirigida por Steven Spielberg

The Rift estréia em novembro na plataforma Apple TV. História em quadrinhos americana foi ilustrada pelo piauiense Leno Carvalho.


Quadrinista Leno Carvalho em entrevista ao ODiaNews, da ODiaTV. (Foto: Elias Fontenele/O Dia)


Uma revista em quadrinhos ilustrada pelo quadrinista Leno Carvalho será transformada em uma série dirigida pelo cineasta americano Steven Spielberg. Apesar de ter nascido no estado do Rio de Janeiro, Leno tem raízes no Piauí e mora há 20 anos no estado.

No mercado há cerca de 10 anos, Leno explica que que o interesse do cineasta pela revista, intitulada "The Rift" , surgiu de uma coincidência, uma vez que o trabalho para o mercado americano acabou chegando às mãos do diretor. 


Leno diz que uma repentina valorização do preço da revista vendida nos Estados Unidos foi sinal de que seus traços ganhariam outro patamar.

O dono da história, Don Handfield, que também é cineasta, foi o elo para que Spielberg avaliasse o trabalho do piauiense.

"Na verdade foi uma feliz coincidência, mas deve-se esse contato ao Don Handfield, que é o escritor do projeto, idealizador da história. Ele já é ator e diretor de cinema e acho que por essa posição ele teve um acesso mais fácil ao Spielberg", diz Leno em entrevista ao Portal O Dia. 

Com a estréia marcada para novembro na plataforma de streaming Apple TV (uma espécie do popular 'Netflix'), Leno acredita que a escolha também se deu pelo fato de os quadrinhos já estarem prontos, ou seja, além de já ter uma boa história, as ilustrações prontas colocaram o trabalho um passo a frente de outros que podem ter sido apresentados como proposta. O quadrinista acredita que alguns desenhos sejam usados em cenas da série (confira algumas cenas no final da matéria).

"Como já era uma obra feita por um alguém do meio de cinema e já estava, digamos assim, visualmente pronto, pode ser que ele use boa parte do quadrinho como storyboard, cenas e tudo mais da própria série, estava um pouquinho mais fácil", explica o quadrinista.

Para assistir a série é necessário ser assinante do serviço de streaming da Apple .

Programação variada no Roda de Poesia nesta sexta na Praça Pedro II

Programação variada no Roda de Poesia nesta sexta na Praça Pedro II

Consolidando a poesia contemporânea piauiense no Centro Histórico de Teresina, a temporada 2019 do projeto segue até novembro, sempre focada na produção autoral.

Nesta sexta-feira, 13 de setembro, acontece mais uma edição do projeto Roda de Poesia Tensão, Tesão & Criação, na Praça Pedro II, Centro Histórico de Teresina. Com programação gratuita e variada, começando a partir das 17h53, o projeto traz palco aberto para recital de poesia, feira de economia criativa, lançamento de livro e apresentações musicais.

Consolidando a poesia contemporânea piauiense no Centro Histórico de Teresina, a temporada 2019 do projeto segue até novembro, sempre focada na produção autoral, fomento à econômica criativa e valorização do Centro Histórico, tendo a praça Pedro II como um ponto de resistência e efervescência cultural e artística, como explica o idealizador e produtor responsável pelo projeto, João Henrique Vieira.

“Há cinco anos temos defendido essa bandeira de resistência, de olhar para nosso Centro Histórico, de revitalizar esse complexo cultural que é referência para nossa produção artística e cultural. Temos uma produção poética pujante e cada noite é uma prova disso, quando o público toma conta do microfone e se expressa, extravasa, deixa fluir a poética e suas mensagens. Isso dá vida à praça e todos constroem juntos esses encontros”, afirma João Henrique Vieira.


Foto: O Dia

Programação

A edição de setembro abre a programação com o show do músico e compositor Gabriel Graúna. Atuando no cenário da música piauiense desde 2000, Gabriel começou a carreira com a banda Madame Baterflai, lançando CD’s e apresentações em festivais como Piauí Pop e Tribos Rock.

Fechando a noite o projeto apresenta o show de Calebe. Compositor, musicista e artista visual natural de Pernambuco, suas vertentes artísticas passeiam pelo samba rock, bossa, soul, reggae, samba, e R&B, com influências da música psicodélica progressiva. Define seu trabalho como uma oscilação entre a nostalgia e o presente das situações concretas e abstratas, expresso nas ideias e perspectivas surrealistas que constroem as nossas realidades.

12 de setembro de 2019

Amauri Jucá realiza show beneficente em prol da “Abrace a São Benedito”

Amauri Jucá realiza show beneficente em prol da “Abrace a São Benedito”

Os ingressos já podem ser adquiridos no Convento São Benedito e na bilheteria do teatro pelo valor de R$25.

O humorista Amauri Jucá irá realizar, no próximo dia 27 de setembro, às 20horas no Theatro 4 de Setembro, show beneficente em prol da campanha “Abrace a São Benedito”, cujo objetivo é arrecadar fundos para a reforma da arquidiocese de Teresina, localizada na Frei Serafim, que está fechada desde 2016. O humorista também realizará um segundo show em outubro.

A data escolhida para a segunda apresentação é dia 7 de outubro, no mesmo horário e local. Os ingressos já podem ser adquiridos no Convento São Benedito e na bilheteria do teatro pelo valor de R$25.

Show beneficente Amauri Jucá. Foto: Reprodução Ascom São Benedito

O Pároco da Igreja São Benedito, Frei Chagas, é um dos principais nomes que vem trabalhando na campanha de restruturação da igreja. Ele destacou a importância da parceria com o humorista piauiense.

“Esse foi um presente dado pelo Amauri Jucá que, definitivamente, abraçou a nossa campanha. É muito gratificante poder contar com ele nesse momento e unir forças por uma causa tão especial. Aproveito a oportunidade para convidar todos os teresinense para conferir todos esses shows”, disse.

O evento vai marcar também os 25 anos de carreira do humorista piauiense que promete ao público as risadas de sempre. “Fico muito feliz em poder contribuir com esse importante projeto que é o Abrace a São Benedito. Vou levar ao palco meu espetáculo comemorativo de 25 anos de carreira. Acredito que quem for, vai gostar bastante”, disse.


Como doar

Além da compra ingresso, existe outras formas de doações. Uma delas, é através de carnês de seis parcelas ou por cartão de crédito e débito. Também é possível contribuir de forma online, por meio de transferências bancárias ou através de uma vaquinha online. Para doações via transferência bancária ou depósito, a Arquidiocese dispõe a conta via Banco do Brasil: Ag 3219-0, operação: 003, Conta Corrente: 9802-7. As doações também podem ser feitas no convento ao lado da igreja.


Campanha

A campanha “Abrace a São Benedito” pretende arrecadar 1 milhão de reais, valor considerado necessário para continuar os reparos estruturais.  A igreja São Benedito está parada desde de 2016, quando foi iniciado o processo de climatização. Na época, uma adorna da torre caiu fazendo com que os trabalhos fossem paralisados.

Tendo em vista que o prédio da igreja é um patrimônio histórico e cultural, ele esteve fechado durante esse período devido as vistorias e exigências de segurança imposta pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – Iphan. O órgão em março deste ano liberou a retomada da obra e por essa razão foi lançada a campanha de mobilização de reconstrução da igreja.

Em Teresina, artistas, devotos, autoridades e simpatizantes da causa estão engajados com a campanha de arrecadação em Teresina. A expectativa, é que até o final do ano a meta seja alcançada.

Filme

Filme "A Turma do Pererê" estreia dia 03 de outubro nos cinemas

O longa reúne depoimentos de companheiros como o cartunista Jaguar, Laerte e contemporâneos de início de carreira como Maurício de Sousa.

No dia 3 de outubro estreia o documentário "A Turma do Pererê.doc" dirigido por Ricardo Favilla sobre a criação mais importante do cartunista Ziraldo, o Pererê. 

O longa reúne depoimentos de companheiros como o cartunista Jaguar, Laerte e contemporâneos de início de carreira como Maurício de Sousa que ressalta a influência da obra para sua própria trajetória profissional, além de estudiosos, colaboradores, fãs e depoimentos de Ziraldo. 

Veja o trailer www.youtube.com/watch?v=Fu-4kuu6cMQ 

Considerado um clássico dos quadrinhos, Pererê foi tema do primeiro gibi brasileiro em cores e de um único autor e, mesmo tendo sido criado na década de 1960, continua atual. Suas histórias valorizam o meio ambiente e a inclusão social, além de terem a marca do autor, que consegue unir a leveza do humor e da ingenuidade à postura crítica diante da realidade social e política brasileira.

"A Turma do Pererê.doc" é produzido por Tarcisio Vidigal, PH de Souza e Ricardo Favilla com patrocínio das Lojas Americanas e Americanas.com. A distribuição é da O2 Play no programa O2 Play Docs, que lançará todos os meses um filme brasileiro em 20 cinemas de 19 cidades brasileiras com sessões em horário nobre.


Estreia o documentário "A Turma do Pererê.doc" dirigido por Ricardo Favilla sobre a criação mais importante do cartunista Ziraldo. Divulgação

Impacto cultural

A gênese e a evolução da Turma do Pererê se misturam à trajetória de Ziraldo, como designer, artista plástico, escritor, jornalista, cartunista, apresentador e também sua influência nas letras e artes visuais brasileiras e seu engajamento nas causas sociais. No campo das artes gráficas, o aparecimento da revista "Pererê" foi um marco fundamental no mercado nacional das HQs (Histórias em Quadrinhos), com impacto equivalente ao da Bossa Nova e do Cinema Novo.

Foi a primeira publicação mensal de conteúdo nacional, feita por um só autor, totalmente colorida, lançada pelo principal conglomerado de mídia da época (Diários Associados), o mesmo que distribuía algumas das HQs estrangeiras mais vendidas no Brasil (Turma da Luluzinha, do Gasparzinho e Brasinha).

"A Turma do Pererê.doc" direção Ricardo Favilla

Estreia dia 03 de outubro

Veja o trailer www.youtube.com/watch?v=Fu-4kuu6cMQ

FICHA TÉCNICA

PRODUÇÃO: RIO DE CINEMA PRODUÇÕES LTDA e MWN FACTUAL PRODUÇÕES LTDA

COPRODUÇÃO : CAFEÍNA PRODUÇÕES

DIREÇÃO: RICARDO FAVILLA

PRODUÇÃO: RICARDO FAVILLA, PH SOUZA e TARCISIO VIDIGAL

ROTEIRO: LAURA MALIM / RICARDO FAVILLA

DISTRIBUIÇÃO: O2 PLAY

PATROCÍNIO: LOJAS AMERICANAS / AMERICANAS.COM

COPATROCÍNIO: LIGHT

ENTREVISTADOS

ALVARO DE MOYA

FRANCO ROSA

GONÇALO JUNIOR

IVAN LIMA GOMES

JAGUAR

LAERTE

LUIZ FERNANDO EMEDIATO

MAURÍCIO DE SOUSA

MIG (MIGUEL MENDES)

OTA (OTACÍLIO D' ASSUNÇÃO BARROS)

PRIMAGGIO MANTOVI

Nos anos 60:

Nos anos 60: "Legalidade", drama político faz resgate da história nacional

O filme retrata o período histórico quando Jânio renuncia à presidência do país

A produção nacional é o grande destaque na cinesemana dos Cinemas Teresina. Além da pré-estreia do drama ‘Uma Noite Não é Nada’, chegam as telonas os lançamentos de ‘Legalidade’ e ‘Divaldo - O Mensageiro da Paz’.


O drama nacional ‘Legalidade’ traz o ano de 1961 à tona. O filme retrata o período histórico quando Jânio  renuncia à presidência do Brasil e o vice-presidente João Goulart torna-se o sucessor natural ao cargo. No entanto, setores da sociedade liderados pelos militares clamavam pelo impedimento da posse de Jango, temerosos de suas posições de esquerda. 


O filme venceu quatro prêmios no Festival Guarnicê de Cinema - Foto: Divulgação

Liderado por Leonel Brizola (Leonardo Machado), o movimento Legalidade é criado para garantir a posse do vice-presidente, colocando grande parte do Rio Grande do Sul contra o núcleo do exército. Em meio à turbulência política e social, um triângulo amoroso é formado entre Cecília (Cleo Pires), Luis Carlos (Fernando Alves Pinto) e Tonho (José Henrique Ligabue).

A produção, que venceu quatro prêmios no Festival Guarnicê de Cinema - incluindo, Melhor Direção - esteve entre os 12 longas que disputaram uma vaga ao Oscar pelo Brasil.

Pré-estreias destacam força da produção nacional

‘Uma Noite Não é Nada’ será exibido no domingo (15), às 10h30. O drama se passa em São Paulo, na década de 80. Agostinho, um decadente professor de física de um supletivo noturno, acaba se apaixonando por uma de suas alunas, Márcia, uma mulher bem mais jovem que ele, emocionalmente perturbada e soropositiva. Eles começam um relacionamento e logo a coisa se torna séria, fazendo com que Agostinho comece a arriscar seu casamento com Januária.

Outra pré-estreia dos Cinemas Teresina será ‘Mulheres Armadas Homens na Lata’, com exibição no sábado (14), às 11h. A comédia francesa traz Sandra, ex-Miss Pas-de-Calais, que sem trabalho ou diploma, volta a morar com a mãe no sul da França, depois de 15 anos na Côte d'Azur. Contratada na fábrica de conservas local, ela rejeita constantemente o assédio sexual de seu chefe e acaba matando-o acidentalmente quando tenta se defender.


Uma Noite Não é Nada’ será exibido no domingo (15) - Foto: Divulgação

A primeira reação de Sandra e suas amigas da empresa, que presenciam o crime, é chamar socorro. Quando elas descobrem uma mala cheia de dinheiro no armário do homem morto, o jogo muda e elas decidem ficar com a fortuna a qualquer preço.

‘Divaldo - O Mensageiro da Paz’ também estreia essa semana. O drama traz para o cinema a biografia do líder humanitário brasileiro Divaldo Franco. Convivendo com a mediunidade desde os quatro anos, Divaldo (Bruno Garcia) era rejeitado pelas outras crianças e reprimido pelo pai (Caco Monteiro). Ao completar 17 anos, o jovem decide usar seu dom para ajudar as pessoas e se muda para Salvador, com o apoio da mãe (Laila Garin). Sob a orientação de sua guia espiritual, Joanna de Ângelis (Regiane Alves), ele se torna um dos médiuns mais importantes de todos os tempos.

O filme de fantasia e ação ‘Abigail e a Cidade Proibida’ é outro lançamento na telona. Uma cidade teve suas fronteiras fechadas após uma epidemia tomar conta de grande parte do local. Lá, vive uma jovem chamada Abigail (Tinatin Dalakishvili), que, ainda criança, teve seu pai levado da cidade onde moravam por ter sido afetado por essa doença misteriosa. Mais velha, Abigail decide quebrar as regras e passar por cima das autoridades da região para ir à procura de seu pai. Nessa jornada, ela descobre que ela e a cidade têm poderes mágicos. 

11 de setembro de 2019

Da Costa e Silva e Mandu Ladino estrelam livros de HQs

Da Costa e Silva e Mandu Ladino estrelam livros de HQs

Lançamento acontece no próximo sábado (14) na Livraria Anchieta, em Teresina.

Dois personagens da cultura piauiense protagonizam duas publicações que serão lançadas no próximo sábado (14), às 18h30, na Livraria Anchieta, em Teresina. O livro “Mandu Ladino em quadrinhos” resgata a história do herói indígena brasileiro. A publicação “Da Costa e Silva em quadrinhos” aborda aspectos da vida e obra do poeta amarantino, um dos mais festejados poetas regionais.

As edições serão lançadas, por meio da coleção “Gente Querida”, idealizada pelos professores Cineas Santos e Wilson Seraine. A iniciativa pretende popularizar a trajetória de nomes importantes da cultura estadual. “A primeira versão, lançada no ano passado, homenageou a cantora Maria da Inglaterra. Este ano, o volume 2, escrito por Nelson Nery e ilustrado por Caio Oliveira, traz o legado de Da Costa. O volume 3, escrito por Leandro Fernandes e ilustrado por Rogério Narciso, apresenta a figura do Mandu Ladino”, explica Wilson Seraine, um dos organizadores das obras.


Coleção “Gente Querida” é idealizada por Cineas Santos e Wilson Seraine - Foto: Elias Fontinele/O Dia

Numa linguagem simples, o volume 2, escrito por Nelson Nery e ilustrado por Caio Oliveira, trará aspectos da vida e obra do poeta amarantino Da Costa e Silva. O volume 3, escrito por Leandro Cardoso e ilustrado por Rogério Narciso, abordará a história de Mandu Ladino( um dos nomes mais emblemáticos do Piauí).

O lançamento das histórias acontece com o apoio da Oficina da Palavra, da Academia Piauiense de Letras e do programa #AHoradoReidoBaião lançaremos, neste sábado(14), mais duas publicações da Coleção. (Glenda Uchôa)

Boca da Noite apresenta a Banda Samanttha nesta quarta-feira (11)

Boca da Noite apresenta a Banda Samanttha nesta quarta-feira (11)

A banda tem músicas com arranjos variados influenciada pela cultura gótica.

As noites quentes do mês de setembro podem ser preenchidas com atividades culturais. Essa é, pelo menos, uma das propostas do Projeto Boca da Noite durante todas as quartas-feiras deste mês, no Espaço Osório Jr/Club dos Diários, com entrada franca e apresentações musicais. Hoje, às 19horas, sobe ao palco a banda Samanttha. 

Criada em 2005, a banda surgiu com uma proposta voltada para produção de músicas autorais focadas nas emoções do ser humano. Em 2008, os integrantes resolveram se afastar dos palcos, retornando às atividades em 2015 com a publicação de um vídeo clip para a música “And Your Pristine Eyes”. 


Leia também:

Nova temporada do Boca da Noite começa dia 21 de agosto 


Além disso, a banda está em fase de produção do seu CD, com lançamento previsto para este ano, fruto de um trabalho desenvolvido em algumas apresentações, como Cena Rock Solidário (no Teatro do Boi), Infektor Self Festival, Autoral Rock (no Club dos Diários) e outros shows apresentados ao longo do ano.


A apresentação acontece às 19horas no Clube dos Diários - Foto: Divulgação

A banda Samanttha apresenta músicas com arranjos variados, alternando entre peso e atmosfera melódica, influenciada, sobretudo, pela cultura gótica e pela música dark, incluindo o Funeral Doom Metal e elementos técnicos do Progressivo. 

As letras vão além da musicalidade e abordam o que se pode também encontrar na segunda geração romântica da literatura e da filosofia existencialista: morte, desamparo, tristeza, amor, solidão e o niilismo.

O projeto Boca da Noite é realizado pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Cultura (Secult) e, em Teresina, acontece todas as quartas-feiras com programação até dezembro. Neste mês de setembro, a programação de shows também inicia nas cidades do interior.

10 de setembro de 2019

Programa Beat 92 traz diversão e DJ’s para a FM O Dia

Programa Beat 92 traz diversão e DJ’s para a FM O Dia

Marie Mendes trabalha em rádio desde os 15 anos e promete novidades.

Se a procura é por diversão e música alto astral, então o Beat 92 é o lugar certo. O programa que vai ao ar de segunda a sexta-feira, na FM O DIA, 92,7, será comandado por Marie Mendes e terá duas horas de duração. A apresentadora garante o selo de qualidade do produto: um programa feito para quem quer dançar e ficar de bem com a vida.

O Beat 92 será dividido em quatro blocos. Nos dois primeiros, os ouvintes irão curtir o melhor da música house e suas vertentes, como o electro house e deep house. “São músicas para dançar, músicas de boate. Já o terceiro bloco vai ter um pouco de funk, do que está em alta na televisão, do que as pessoas estão ouvindo agora e o último bloco é de músicas mais antigas, então pode vir de tudo, desde o funk do Bonde do Tigrão a discoteca”, conta Marie Mendes.


Leia também: 

Beto Rego estreia o programa ‘Ligação Direta' na FM O Dia 

'Noite dia': Tony Trindade, na programação da FM ODIA 


Além disso, para movimentar ainda mais o programa, o Beat 92 contará com a participação de diversos DJ’s, com seus diferentes estilos. Nomes como DJ Malboro e Dennis DJ são grandes nomes esperados na grade da programação. 

“Em 2008, quando eu fiz a voz padrão da Rádio Beat 98, no Rio de Janeiro, eu conheci milhares de DJs e eles estão mandando sets mixados, então todo dia será uma apresentação diferente, mas na sexta-feira eu quero que seja alguém local, queremos fazer algo para as pessoas se empolgarem. Também queremos que tenha um DJ residente, que fique conosco pelo menos duas vezes por semana”, explica.


Programa vai ao ar às 20 horas com muita música - Foto: Elias Fontinele/O Dia

Marie Mendes pontua ainda que os DJs que foram se apresentar ao vivo irão trazer seus equipamentos, como controladora ou notebook, ou ainda trazer o set mixado. A proposta também é fazer um programa dinâmico e com interação dos ouvintes.

“Eu adoro colocar essas mensagens das pessoas no ar e quero todo mundo participando. Esse programa é para todo mundo que gosta de dançar, para quem é alto astral e para quem não pode não estar, mas quer ficar de bem com a vida”, disse.

Trajetória

Marie Mendes trabalha em rádio desde os 15 anos e já passou por todas as rádios de Teresina. Começou sua carreira na FM Antena 10, já trabalhou em Fortaleza e no Rio de Janeiro, no Sistema Globo de Rádio, onde foi a voz padrão da Beat 98.

“Eu me orgulho muito desse trabalho que eu fiz com a Beat 98. E agora estou trazendo a Beat 92 para a FM O Dia. Estou a algum tempo fora do ar, então estou muito feliz em retornar, principalmente para a FM O DIA, onde eu já trabalhei anos atrás. Era a rádio mais importante e agora está voltando a ser novamente com um quadro de profissionais muito bom, com Tony Trindade, Beto Rego, Arimateia Azevedo, Lázaro do Piauí, Eudes Ribeiro, Marie, entre outros, ou seja, os melhores no seu nicho”, conclui.

09 de setembro de 2019

Teresina recebe workshop de Cinema e Fotografia

Teresina recebe workshop de Cinema e Fotografia

O workshop acontece de 15h às 19h no Teatro Torquato Neto, no Club dos Diários e as inscrições custam R$ 50,00 feitas pela internet.

Entre os dias 09 e 13 de setembro, profissionais da área do cinema/TVs, fotografia, alunos dos cursos de Cinema, Comunicação Social e profissionais independentes da área recebem um laboratório de cinematografia e fotografia com os cineastas Tizuka Yamasaki e Ricardo Favilla. 

O workshop acontece de 15h às 19h no Teatro Torquato Neto, no Club dos Diários e as inscrições custam R$ 50,00 feitas pela internet. O credenciamento inicia na segunda às 14h. 

O Laboratório de Cinematografia e Fotografia - LAB - Cinema e Fotografia é um evento piloto. O projeto irá realizar workshop, cursos, oficinas e palestras com renomados cineastas, produtores, técnicos de som para cinema, diretores de cinema, roteiristas e fotógrafos, com a proposta de capacitação para uma fomentação do mercado de cinema, TVs, Produtoras e fotografias de Teresina possibilitando o fortalecimento deste eixo profissional e do mercado de trabalho em nossa capital. 

Realizado pela Ipê Produções Audiovisuais, com patrocínio do Armazém Paraíba, através do Siec, Secult, Governo do Estado, recebe o apoio da Prefeitura de Teresina por meio da Fundação Monsenhor Chaves, Complexo Cultural Club dos Diários, TV Antares, RDC - Rio de Cinema Produções Culturais. 

O workshop terá como foco Roteiro, Direção e produção cinematográficos. Serão três diferentes Filmes por dois diretores autores com palestras, debates e oficinas de capacitação. 

Um projeto de capacitação e atualização de realizadores audiovisuais utilizando-se de três recentes produções brasileiras de formatos e gêneros diversos roteirizadas, produzidas e dirigidas por Tizuka Yamasaki e Ricardo Favilla, premiados e respeitados cineastas com muitos anos de atuação de sucesso no mercado cinematográfico e de televisão. 


 Laboratório de Cinematografia e Fotografia em Teresina. Reprodução

Basicamente, o workshop oferecido compõe-se da utilização de três recentes obras audiovisuais brasileiras de diferentes formatos e gêneros para servirem de base.

 O primeiro é o longa-metragem de Ficção “Encantados”, realizado para ser lançando primeiro nos cinemas e em festivais nacionais e Internacionais (onde foi premiado) e que já se encontra nos Pay-per-views das televisões e brevemente nas plataformas do sistema Globo (streaming, Tv Fechada e Aberta).  

O segundo é o Telefilme histórico em formato Documentário Dramatizado (Docudrama), “1817 - A Revolução Esquecida“; produzido sob encomenda para a Televisão Aberta e Internet, mas que diante do sucesso pelo uso inovador da linguagem de narrativa educacional ganhou uma versão para ser exibido nos Cinemas e também foi integrada nas plataformas de Video on Demand (NOW), das tvs fechadas e presença na web. 

Além disso, recebeu uma laureação internacional: o Premio TAL (Television America Latina) de melhor Telefilme na categoria Ficção em 2018.  O terceiro filme é “Ziraldo Cria a Turma do Perere. DOC”, um Longa-Documentário inédito realizado para lançamento em plataformas de streaming, mas que também ganhou formato cinematográfico e televisivo ao ser escolhido pela Distribuidora O2 Play para ser potencializado como produto de Cinema e Televisão. 

 Para participar da oficina, é necessário o cadastro e pagamento de inscrição, que é feito através do link abaixo. Para participação, é necessário a comprovação da taxa e formulário:https://docs.google.com/forms/d/1NIxMWKNmBVrz0AtwUNi4_eaibclHaMPx0uBg-d1Czu4/edit  

Contatos para entrevistas:Leide Sousa - whatsapp – 86-99958-6184 Email:[email protected] RicardoFavilla [email protected] WhatsApp (21) 99649 6655