• COMBATE AO MOSQUITO AEDES AEGYPTI 2019 - 2020
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Notícias Torquato

23 de janeiro de 2020

Apesar de virtuosismo técnico, longa '1917' não desenvolve personagens

Apesar de virtuosismo técnico, longa '1917' não desenvolve personagens

O longa "1917" acompanha os dois soldados britânicos numa missão arriscada durante a Primeira Guerra Mundial.

Um dos jovens soldados no centro de "1917" faz pouco caso das glórias oferecidas pelos campos de batalha ao revelar ao amigo que trocara por uma garrafa de vinho francês uma medalha que recebera por sua bravura. "Eu estava com sede", ele justifica. "Que desperdício", responde o companheiro.

Poderia ser o ponto de partida para um exame mais profundo dos dois personagens e suas diferentes visões sobre a guerra, mas o diretor Sam Mendes desperdiça a chance e muda de assunto. Quando o filme chega ao fim, sabemos tão pouco sobre os seus protagonistas quanto no início.


O longa "1917" acompanha os dois soldados britânicos numa missão arriscada durante a Primeira Guerra Mundial. Eles têm poucas horas para levar uma mensagem urgente do comando militar até uma posição avançada onde um regimento entrincheirado se prepara para atacar os alemães.

Os generais britânicos descobriram que o exército inimigo está pronto para reagir à ofensiva. Como as comunicações com a linha de frente foram cortadas, a mensagem levada pelos dois soldados é a única maneira de suspender o ataque antes que o regimento seja trucidado pelos rivais.

Composto por longas sequências editadas como se formassem um plano único sem cortes, com emendas quase imperceptíveis, o filme é uma impressionante exibição de competência técnica e eficiência logística, em que cada cena foi planejada minuciosamente antes das filmagens.

O recurso permite que o espectador acompanhe a ação quase em tempo real, com a câmera inquieta se movendo constantemente para não perder de vista os dois soldados enquanto eles percorrem as trincheiras e as ruínas de lugarejos destruídos por bombardeios até alcançar seu objetivo.

Mas, com o tempo, se percebe que o virtuosismo técnico é uma armadilha, aprisionando os personagens nos limites estreitos que Mendes estabeleceu e impedindo que a trama se desenvolva e ofereça ao espectador algum entendimento do que foi um dos conflitos mais sangrentos da história.

Há momentos de tirar o fôlego, como a queda espetacular de um avião após um combate aéreo observado à distância pelos protagonistas. Mas eles parecem ter entrado no filme só para satisfazer o exibicionismo do diretor, sem cumprir nenhuma função relevante para a história.

Interpretados por George MacKay e Dean-Charles Chapman, os dois soldados encontram pelo caminho um punhado de atores do primeiro time, de Colin Firth a Benedict Cumberbatch, mas ninguém perde tempo com reflexões. Tudo passa, como se apenas o cumprimento da missão confiada aos garotos importasse.

Os encontros com o inimigo são igualmente decepcionantes. Só em uma cena o rosto de um soldado alemão é visto com alguma nitidez, mas ele desaparece depois de pronunciar uma palavra e após uma luta corporal que o artificialismo da encenação de Mendes esvazia de interesse e emoção.

No fim, um letreiro dedica o filme a Alfred Mendes, avô do diretor que lutou na Primeira Guerra e sobreviveu para contar o que viu. Se ele conseguiu extrair alguma lição da dramática experiência, é uma pena que seu neto não tenha conseguido traduzi-la ao levar para a tela as suas histórias.


1917

Produção Reino Unido/EUA, 2019

Direção: Sam Mendes

Elenco Dean-Charles Chapman, George MacKay, Colin  Firth e Benedict Cumberbatch

Classificação 14 anos. 

Estreia nesta quinta (23)

Avaliação Regular

Fundação Monsenhor Chaves abre inscrições para Concurso Novos Autores

Fundação Monsenhor Chaves abre inscrições para Concurso Novos Autores

Os interessados podem se inscrever até o dia 20 de março nas categorias Pesquisa Histórica sobre a Realidade Piauiense; Ficção; Poesia; Peça Teatral, Conto e Literatura Infantil.

Os potenciais escritores da cidade já podem tirar as suas obras das gavetas. A Prefeitura de Teresina, por meio da Fundação Monsenhor Chaves está com inscrições abertas para o “Concurso Novos Autores – Prêmio Cidade de Teresina Edição 2020”. Os interessados podem se inscrever até o dia 20 de março nas categorias Pesquisa Histórica sobre a Realidade Piauiense; Ficção; Poesia; Peça Teatral, Conto e Literatura Infantil.

O edital já está disponível no site da PMT e FMC e, de acordo com o regulamento, poderão participar do concurso, piauienses natos ou radicados no Estado há pelo menos três anos e que não tenham livros publicados nas categorias a que concorrerão. Os concorrentes poderão inscrever até dois originais de sua autoria, obrigatoriamente inéditos.

As inscrições são gratuitas e deverão ser realizadas no período de 23 de janeiro de 2020 a 20 de março de 2020, das 8h às 13h, na sede da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves – FMC, situada na Rua Félix Pacheco, 1440 – Centro, sob os cuidados da Coordenação de Literatura e Editoração.

Os trabalhos deverão ser apresentados em três vias, encadernados em espiral, em envelope lacrado sob pseudônimo, com indicação da categoria, endereçado ao Concurso Literário “Novos Autores – Prêmio Cidade de Teresina/edição 2020”, entregue na sede da FMC.


Fundação Monsenhor Chaves abre inscrições para Concurso Novos Autores. Arquivo O Dia


 Dentro do envelope com as obras, deverá ser apresentado outro envelope, também lacrado, sob pseudônimo e com indicação da categoria, contendo o título da obra; pseudônimo do autor; nome, endereço completo, assinatura e curriculum vitae resumido.

Os prêmios serão as publicações de 1000 exemplares das obras em cada categoria e a seleção será feita por uma comissão julgadora composta por três membros para cada categoria, escolhidos entre profissionais notoriamente reconhecidos, será nomeada pelo Presidente da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves.

O coordenador de literatura e editoração da FMC, Gabriel Arcanjo, explica que o concurso tem como objetivo incentivar a produção literária na cidade e fomentar a produção de novas obras. “O trabalho de editoração é algo relativamente caro e um grande problema para os escritores iniciantes. Através desse concurso, damos visibilidade para obras que reforçam a nossa identidade e a nossa cidade”, destaca.

Cinemas Teresina: Animação, drama e comédia marcam os lançamentos

Cinemas Teresina: Animação, drama e comédia marcam os lançamentos

Durante a semana, a programação dos Cinemas Teresina segue com força total e tem opção de filme para agradar todos os cinéfilos de plantão.

Durante a semana, a programação dos Cinemas Teresina segue com força total e tem opção de filme para agradar todos os cinéfilos de plantão. E para começar bem, os Cinemas trazem alguns lançamentos, como a animação “Um Espião Animal”, o drama “1917” e “A Possessão de Mary”, para os amantes de bons filmes de terror, além da pré-estreia da comédia “O Animação, drama e comédia marcam os lançamentos Cinemas Teresina Paraíso Deve Ser Aqui”.

“O Paraíso Deve Ser Aqui” será exibido apenas neste domingo, dia 26, às 10h30. A obra acompanha a trajetória de Elia Suleiman, que sai da sua terra natal da Palestinaviaja o mundo, acreditando que deixaria todos os problemas com política e racismo para trás, mas acaba encontrando- os por onde passa.


A emocionante aventura “Um Espião Animal” é uma excelente opção de lazer para a família. Ganhando vida com as vozes de Thaís Araújo e Lázaro Ramos, o filme conta a história de um superespião e um cientista que precisam confiar um no outro de um jeito diferente quando algo inusitado acontece.


E em sua 3ª semana de exibição, “Retrato de uma Jovem em Chamas” tem conquistado o público por ser uma obra produzida, dirigida e roteirizada por mulheres. O filme transborda sensibilidade e com uma narrativa lenta e apaixonante faz com que o telespectador fique imerso dentro de um romance histórico.



Cinemas Teresina: Animação, drama e comédia marcam os lançamentos. Divulgação

Já o filme russo ‘Uma Mulher Alta” agora tem sua estreia oficial. A obra cinematográfica se passa em Leningrado, no ano de 1945, em um cenário de pós Segunda Guerra Mundial. As personagens Iya e Masha sãoduas jovens mulheres em busca de esperança e significado em meios aos destroços deixados na Rússia após a Guerra.


E a comédia brasileira “Minha mãe é uma peça 3” está na sua 5ª semana em cartazé sucesso nacional de bilheteria. Retratando a realidade de boa parte dos lares brasileiros, além de fazer importantes discussões sociais, como a velhice, o filme é dirigido por Susana Garcia e conta com um elenco de peso: Paulo Gustavo, Rodrigo Pandolfo e Mariana Xavier.


Os dramas “Adoráveis Mulheres”, “O Farol”, “O Escândalo” e a animação “Frozen 2”, alguns dos indicados ao Oscar 2020, continuam em exibição e agradam o público. A aventura Jumanji – Próxima Fase está na 2ª semana em cartaz e o suspense “Ameaça Profunda” entra na 3ª e tem agradado os telespectadores.

22 de janeiro de 2020

The Vejo na Ponte: Campanha irá alertar sobre violência de gênero no Carnaval

The Vejo na Ponte: Campanha irá alertar sobre violência de gênero no Carnaval

As ações iniciam neste domingo e seguem nos dias 02 e 09 de fevereiro, também aos domingos, durante a 3ª Edição do The Vejo na Ponte.

Inicia neste domingo (26), na 3ª Edição do The Vejo na Ponte, as ações da campanha “Marcas da Alegria”, que visa enfrentar a violência de gênero na capital. Idealizada pela Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres (SMPM), a campanha faz uma sensibilização por meio da distribuição de material educativo.

As ações iniciam neste domingo e seguem nos dias 02 e 09 de fevereiro, também aos domingos, durante a 3ª Edição do The Vejo na Ponte, que este ano acontece como prévia carnavalesca, na Ponte Estaiada, a partir das 17h.

“Estaremos também em todos os eventos de prévias de carnaval realizados pela Prefeitura de Teresina, como escolha do rei e rainha de carnaval, concurso de marchinhas e corso. Essa é uma campanha de enfrentamento à violência, principalmente ao assédio no carnaval, onde se tem a ideia de que na folia tudo é permitido. Nosso foco principal é no enfrentamento ao assédio que é uma forma de violência de gênero”, enfatiza a assistente social da SMPM, Caroline Leal.

Ainda segundo a assistente social, na oportunidade também será divulgado o Centro de Referência Esperança Garcia (CREG), que atende mulheres em situação de violência doméstica e de gênero. “A nossa intenção é que cada vez mais mulheres em situação de violência possam ter um acompanhamento especializado, que é realizado gratuitamente por psicólogo, assistente social e advogado no Centro de Referência”, pontua.


 The Vejo na Ponte: Campanha irá alertar sobre violência de gênero no Carnaval. Divulgação

A campanha que vem sendo realizada na cidade de Teresina desde 2014, dessa vez conta com o apoio da Secretaria Municipal da Juventude (SEMJUV), Fundação Cultural Monsenhor Chaves (FCMC) e Conselho Municipal de Direito das Mulheres (CMDM).

“Nesta edição também serão disponibilizadas placas educativas para que os foliões tirem fotos e espalhem a campanha nas redes sociais. Esse será mais um canal estratégico que utilizaremos como divulgação”, conclui a assistente social.

Não é Não

Durante os três dias do The Vejo na Ponte, a SMPM juntamente com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec) estará apoiando a campanha idealizada pelo coletivo nacional “Não é Não”, que distribuirá gratuitamente mais de três mil tatuagens temporárias em apoio a uma campanha pela não violência contra mulher.  A ação visa levantar o debate sobre o enfrentamento ao assédio às mulheres em festas de carnaval.

Inscrições de caminhões para Corso do Zé Pereira iniciam na sexta-feira (24)

Inscrições de caminhões para Corso do Zé Pereira iniciam na sexta-feira (24)

Nesta edição, o Corso do Zé Pereira de Teresina acontece no dia 15 de fevereiro na Raul Lopes e, além da premiação para os caminhões, o evento conta com um concurso de fantasias e vários palcos temáticos

O maior desfile de carros fantasiados do mundo já tem data marcada e a organização já está nos últimos preparativos. Nesta edição, o Corso do Zé Pereira de Teresina acontece no dia 15 de fevereiro na Raul Lopes e, além da premiação para os caminhões, o evento conta com um concurso de fantasias e vários palcos temáticos distribuídos pela avenida para contemplar todo tipo de folião.

Promovido pela Prefeitura de Teresina por meio da Fundação Monsenhor Chaves, o Corso do Zé Pereira foi consagrado como o maior do planeta, segundo o livro Guinnes Book, em 2012, registrando a marca de 343 veículos decorados no desfile, recorde que consta na publicação até hoje. Além dos carros enfeitados, o evento conta com milhares de pessoas fantasiadas, bandas espalhadas pelo percurso, além de muita alegria e irreverência resgatando a tradição dos antigos carnavais.

Para participar do evento com os caminhões decorados, é necessário uma inscrição, que pode ser feita do dia 24 de janeiro ao dia 14 de fevereiro, das 08:00h às 13:00h, na sede da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves – FMC, situada na Rua Félix Pacheco, 1440 – Centro. No ato da inscrição é obrigatória a apresentação da cópia da CNH do motorista condutor e o RG do responsável pelo caminhão, além da documentação do caminhão devidamente regularizado, sob pena de indeferimento do processo.

De acordo com o edital, que está disponível no site da PMT e da FMC, só será permitida a inscrição de caminhão com ano de fabricação a partir de 1986, sendo Caminhão de um e dois eixos com comprimento máximo de até 14m e Bitrem até 20m. A altura máxima permitida para os veículos participantes é de 4,2m; Mini trio com foliões em cima do veículo, com som de até 50 decibéis, devidamente decorados. A altura máxima permitida para os veículos participantes é de 4,2m. É permitido o uso de reboque apenas para transporte de gerador.

Cada veículo deverá ter o guarda-corpo de madeira ou ferro com no mínimo de 1,20m de altura para proteção dos foliões. Os motoristas cadastrados deverão portar CNH e a documentação regular do veículo, ficando proibido aos condutores ingerirem bebidas alcoólicas, drogas ou qualquer substância psicotrópica antes e durante a condução do veículo, como também fica vedada a utilização de fogos de artifício.

Para evitar qualquer problema durante o evento, todos os motoristas serão submetidos a teste de bafômetro antes e durante o percurso do Corso. Em caso de alteração no resultado, os mesmos serão retirados e desclassificados, e responderão sanções legais da legislação vigente.

É obrigatório o uso de banheiros químicos nos veículos, recolhimento em sacos de lixo dos resíduos sólidos produzidos dentro do veículo (latas, garrafas, copos descartáveis e outros) e só será permitido o uso de bebidas em lata e plástico.

Para esta edição, serão distribuídos R$ 30mil em premiação, sendo R$ 10 mil para o Caminhão mais animado; R$ 10 mil para o mais criativo (inusitado) e R$ 10 mil  para o com a melhor produção (decoração e fantasia).

Fantasias

Para contemplar a irreverência dos foliões durante o evento, uma das marcas do Corso do Zé Pereira de Teresina, serão distribuídas premiações como uma forma de incentivo. Serão R$ 20 mil divididos em 20 prêmios de R$ 1 mil para as 20 melhores Fantasias.

Os interessados em participar devem tirar uma foto em qualquer ponto da avenida que tenha uma identidade visual do Corso 2020, ou seja, em logomarcas, banners, estandes e palcos, distribuídos ao longo da Av. Raul Lopes e publicar em seu perfil no Instagram (de visualização aberta ao público) utilizando a #fantasiacorso2020 e, em seguida, marcar o perfil do Instagram da FMC (@cultura_the), até às 12h00min do dia 17 de fevereiro de 2020.

A Comissão julgadora escolherá as 40 (quarenta) fantasias mais criativas, que serão publicadas no perfil do instagram da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (@cultura_the ), no dia 18 de fevereiro de 2020.

As 20 fantasias com o maior número de curtidas até as 12h00m horas do dia 20 de fevereiro de 2020, publicados no perfil do instagram da FMC, ganharão como premiação R$ 1.000,00 (um mil reais) cada.

Concursos de carnaval estão com as inscrições abertas

Concursos de carnaval estão com as inscrições abertas

O carnaval, uma das datas mais divertidas e animadas do ano está chegando.

E nada melhor do que música e alegria para agitar os bailinhos e festas carnavalescas, além de valorizar a produção dos artistas piauienses. Por isso, estão abertas as inscrições para o 9º Concurso de Músicas Carnavalescas, que seguem até o dia 24 de janeiro. O evento será realizado dia 9 de fevereiro, a partir das 17h na Ponte Estaiada, dentro do evento The Vejo na Ponte.

A primeira etapa deve ser feita através da rede social Instagram. O edital do concurso está disponível no site da Prefeitura de Teresina e da Fundação Monsenhor Chaves. Os interessados devem, na primeira etapa, publicar o vídeo de música autoral em seu perfil do Instagram, aberto ao público com a hashtag #carnavalfmc2020, seguir e marcar o perfil da FMC @cultura_the.

O vídeo postado deve ter em sua descrição o nome do intérprete e compositor e deve ser gravado por quem irá interpretar a canção no dia 9 de fevereiro. Os vídeos devem ser objetivos, tendo como foco a canção e a interpretação e deverão ser postados no feed ou IGTV.

Serão selecionados até 20 vídeos, que serão postados no Instagram da Fundação. Os dez mais curtidos irão se classificar para a etapa final/presencial do 9º Concurso de Músicas Carnavalescas de Teresina. Os classificados deverão comparecer a sede da FMC com os documentos para realizar a inscrição e confirmar a participação na etapa final. Os documentos necessários são: RG e CPF, comprovante de residência, cinco cópias da letra da música selecionada, com nome dos compositores e intérpretes, ficha de inscrição (anexo no edital) e release dos compositores.

Cada concorrente poderá inscrever até duas músicas, sendo duas solos, ou uma solo e uma parceria ou duas parcerias. As músicas, samba, frevo, marchinha, marcha rancho, deverão ser inéditas, não gravadas comercialmente, não terem participado de outros festivais e nem divulgadas em meios de comunicação até a data de sua inscrição, sob pena de desclassificação.


Rei e Rainha da Pessoa Idosa

O carnaval é uma época para todas as idades. E para integrar e representar a terceira idade neste momento de festa e diversão, também estão abertas as inscrições para a seleção do Rei e Rainha da Pessoa Idosa 2020. Os interessados, a partir dos 60 anos, devem ir até os Centros de Referência da Assistência Social (CRAS), de segunda a sexta-feira, das 8h às 13h.

As inscrições vão até 31 de janeiro. Para aqueles que pretendem participar do concurso, é necessário preencher uma ficha específica encontrada no próprio documento e apresentar cópias de Identidade, CPF, comprovante de endereço, número de celular ativo, número do PIS/PASEP ou NIT, número de conta bancária e foto promocional do proponente no ato da inscrição.

A festa que decidirá que será o Rei e Rainha da Pessoa Idoso ocorre no dia 7 de fevereiro, a partir das 19h, no Iate Clube de Teresina, situado na Rua Alameda Parnaíba, 444 – Matinha. Alegrando toda a cidade, os vencedores deverão cumprir toda a agenda de eventos designados pela COC, referentes ao antes, durante e depois do Carnaval 2020. O Rei e Rainha receberão premiação de R$ 3,5 mil cada.


Rei e Rainha com deficiência

As inscrições também estão abertas para o Rei e Rainha com deficiência 2020. Os interessados, a partir de 18 anos, que deverão fazer suas inscrições nos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), no Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência (CONADE) e nas Entidades que prestam atendimento à Pessoa com Deficiência, de segunda à sexta, das 8h às 17h, até o dia 31 de janeiro.

Para aqueles que desejam participar do concurso, é necessário preencher uma ficha específica encontrada no próprio documento e apresentar cópias de Identidade, CPF, comprovante de endereço, número de celular ativo, número do PIS/PASEP ou NIT, número de conta bancária e foto promocional do proponente no ato da inscrição.

Concurso, julgamento e premiação ocorrem dia 7 de fevereiro, a partir das 19h, no Iate Clube de Teresina, localizado na Rua Alameda Paranaíba, 444 – Matinha. Donos da folia, os vencedores deverão cumprir todos os compromissos sociais estabelecidos previamente pela COC, referentes aos períodos de Pré e Pós-Carnaval 2020. O Rei e a Rainha receberão premiação de R$ 3,5 mil cada.

(Isabela Lopes)


Rainha Trans do Carnaval 2020

O concurso de Rainha Trans do Carnaval 202 também está com as inscrições abertas. Para se inscreverem, as candidatas travestis e transexuais com identidade de gênero feminino, vivência e nome social, devem ter mais de 18 anos e se dirigirem até a sala do Conselho Municipal da População LGBT, situado na Rua Coelho Rodrigues, Centro, no edifício CENAJUS.

As inscrições vão até o dia 31 de janeiro, podendo ser realizadas de segunda a sexta-feira, das 8h às 13h, exceto fins de semana e feriados. O Concurso Rainha Trans tem o intuito de reforçar o compromisso do município com os direitos das pessoas que compõem a comunidade LGBTQ+.

A princípio será feita uma pré-seleção, que ocorre dia 05 de fevereiro no Conselho LGBT, para a escolha de 10 candidatas que disputarão o prêmio no valor de R$ 5 mil. O concurso e coroação acontecem dia 07 de fevereiro no IATE Clube de Teresina. A vencedora será eleita por uma banca composta por profissionais escolhidos pela Comissão Organizadora do Carnaval (COC) das mais diversas áreas correspondentes ao Carnaval.

Para as inscrições, as candidatas devem apresentar cópias da Carteira de Identidade, CPF, comprovante de endereço, número de celular ativo, número do PIS/PASEP ou NIT, número da conta bancária e foto promocional da candidata.

Todos os editais estão disponíveis no site da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FCMC), através do endereço eletrônico fcmc.teresina.pi.gov.br e no site da Prefeitura de Teresina, pelo link teresina.pi.gov.br.


21 de janeiro de 2020

Inscrições para Concurso de Músicas Carnavalescas encerram na sexta (24)

Inscrições para Concurso de Músicas Carnavalescas encerram na sexta (24)

O evento será realizado dia 09 de fevereiro, a partir das 17h na Ponte Estaiada, dentro do evento The Vejo na Ponte.

O que não pode faltar no carnaval é música e alegria. E visando reforçar a tradição dos antigos bailes e valorizar a produção dos artistas piauienses, a Prefeitura de Teresina através da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves realiza o 9º Concurso de Músicas Carnavalescas. As inscrições estão abertas até o dia 24 e a primeira etapa é feita através da rede social Instagram. O evento será realizado dia 09 de fevereiro, a partir das 17h na Ponte Estaiada, dentro do evento The Vejo na Ponte.

O edital do concurso está disponível no site da Prefeitura de Teresina e da Fundação Monsenhor Chaves. Os interessados devem, na primeira etapa, publicar o vídeo de música autoral em seu perfil do Instagram, aberto ao público com a hashtag #carnavalfmc2020, seguir e marcar o perfil da FMC (@cultura_the ). O vídeo postado deve ter em sua descrição o nome do intérprete e compositor e deve ser gravado por quem irá interpretar a canção no dia 09 de fevereiro. Os vídeos devem ser objetivos, tendo como foco a canção e a interpretação e deverão ser postados no feed ou IGTV.

Em uma triagem que deve ser feita pela Comissão de Seleção serão selecionados até 20 vídeos, que serão postados no Instagram da Fundação. Os dez mais curtidos irão se classificar para a etapa final/presencial do 9º Concurso de Músicas Carnavalescas de Teresina. Os classificados deverão comparecer a sede da FMC com os documentos para realizar a inscrição e confirmar a participação na etapa final. Os documentos necessários são: RG e CPF, comprovante de residência, cinco cópias da letra da música selecionada, com nome dos compositores e intérpretes, ficha de inscrição (anexo no edital) e release dos compositores.

Cada concorrente poderá inscrever até 2 músicas, sendo duas solos, ou uma solo e uma parceria ou 2 parcerias. As músicas, samba, frevo, marchinha, marcha rancho, deverão ser inéditas, não gravadas comercialmente, não terem participado de outros festivais e nem divulgadas em meios de comunicação até a data de sua inscrição, sob pena de desclassificação.

Para o gerente de promoção cultural da FMC, Paulo Dantas, a proposta é uma forma de dar mais praticidade para o artista e, de certa forma, promover o trabalho até mesmo na inscrição, bem como retomar a produção de canções que lembram os antigos bailes. “É uma vitrine para mostrar o trabalho dos nossos carnavalescos e compositores, mostrando que temos um espírito carnavalesco forte em Teresina”, finaliza.

Bloquinho de carnaval é lançado para animar prévias na capital

Bloquinho de carnaval é lançado para animar prévias na capital

O grupo também realiza um bloquinho, no dia 9 de fevereiro, às 15h, no Sapucaia Eventos, bairro Por enquanto, no Centro Norte.

Uma das bandas mais tradicionais de Teresina, o Grupo 100% Só Pra Sambar já iniciou a preparação para as prévias carnavalescas em todo o Estado com repertório recheado de samba, marchinhas, axé e sucessos da temporada, como o brega funk. O grupo também realiza um bloquinho, no dia 9 de fevereiro, às 15h, no Sapucaia Eventos, bairro Por enquanto, no Centro Norte.

Com maratona intensa de ensaios, a banda promete transformar a folia momesca em uma experiência única. Além do “Bloquinho do 100%”, que está em sua 2ª edição, a ideia é animar prévias carnavalescas em barzinhos, pubs, botecos e restaurantes. 

“Nosso repertório geralmente tem três horas. Iremos dedicar boa parte desse tempo às marchinhas, axé e sucessos que fazem a cabeça do povo”, revela o vocalista Júlio César Frazão.

Entre as atrações do Bloquinho do 100% Só Pra Sambar estão: Doce Ilusão, Júnior Masca, Lucas Davi, Leylianne Monteiro e Vando do Trombone & Fervendo Frevo. Há 21 anos sendo referência na cena musical de Teresina, o grupo faz shows o ano inteiro e mescla ritmos da atualidade, samba tradicional e pagode 90.

“A maior conquista do grupo 100% é continuar sendo referência no cenário musical teresinense do samba ao longo desses anos, mesmo com a concorrência com outros ritmos, como forró e sertanejo”, destaca Marcos Vinícius, vocalista e empresário.

Atualmente, o grupo realiza cerca de 40 apresentações por mês, em todas as regiões da capital e em Timon-MA. Bares, restaurantes, pubs, aniversários e formaturas fazem parte da agenda do 100% Só Pra Sambar.

O grupo é composto por 7 integrantes: Júlio César Frazão (vocalista), Marquinhos (vocalista e tantã), Deyvson Dido (pandeiro), Rhômulo Vinícius (surdo), Dilsinho Carvalho (cavaco), Júnior Bolota (violão) e Mozart Carvalho (teclado).

CD tem sucessos do pagode, clássicos do samba e canção autoral

O grupo 100% Só Pra Sambar lançou, no ano passado, CD próprio com sucessos da atualidade, clássicos do samba e música autoral. O material está disponível para download nas redes sociais da banda e em plataformas digitais.

Em 13 faixas, o CD mescla hits de Dilsinho, Ferrugem, Pixote, Turma do Pagode e Vou Pro Sereno, além do clássico musical "Como Eu Amei", de Benito de Paula. Uma das canções é autoral, chamada "Pra Nós Dois", e abre a playlist.

Para baixar o CD, a banda disponibilizou link no perfil do instagram (@100soprasambar) ou por meio do endereço eletrônico www.suamusica. com.br/pranosdois. 

"Estamos muito felizes com a repercussão em pouco tempo de lançamento. É o efeito da instataneidade das redes sociais. Valorizamos bastante nossos seguidores", conta Júlio Frazão, comemorando a boa fase.

Histórias do pagode baiano ao samba raiz Para elencar as conquistas do projeto, é preciso voltar no tempo e contar a história da banda. “Tudo surgiu em 1998, através de uma brincadeira com meus outros dois irmãos. Começamos a tocar sambar em casa para receber amigos em dias de churrasco e confraternizações familiares.

Depois, muitos gostaram e disseram que éramos ‘cem por cento’ em tudo que fazíamos, e que este deveria ser o mote do grupo. A partir daí, o que era somente um hobby, virou nosso meio de vida”, relembra Marcos Vinícius.

Para buscar espaço, a banda teve que se adequar às exigências do mercado da época e até incluir o pagode baiano no repertório. “Como o mercado é cíclico, o samba caiu um pouco e deu espaços a outros ritmos, como a suingueira, que veio no auge do Harmonia do Samba, no início dos anos 2000”, explica o empresário que, com a saída dos irmãos, decidiu focar apenas no samba e abandonar o ritmo baiano.

Repertórios clássicos e hits da atualidade 

Na fase atual, o ponto forte da banda é o repertórioque mistura os clássicos do samba com pagodes atuais.“É uma verdadeira viagem no tempo. Incluímos os sucessos de sambistas como Benito Di Paula, Jorge Aragão, Alcione e Arlindo Cruz, com Pagode 90, como Belo, Exaltasamba, Os Travessos e Sorriso Maroto, e hits da atualidade, como Ferrugem, Dilsinho, Turma do Pagode e Tiaguinho. 

Agradamos a todos com essa pluralidade de vertentes do samba”, avalia Marquinhos, que já tocou com atrações nacionais, como Revelação, Jhonatan Alexandre e Aglomerou.

Rede social 

O grupo 100% Só PraSambar tem uma interação forte com seguidores por meio do Instagram, o que gera alto engajamento, com fotos, vídeos, biografia, agenda e sorteios.

A banda inova no cenário musical e oferece ao público uma novidade: no momento do show, os fãs podem pedir músicas por meio do @100soprasambar e são atendidos instantaneamente.

“As pessoas gostam de ouvir suas canções preferidas. Isso gera um contrato afetivo entre a gente no palco e quem nos acompanhar. É uma troca gostosa”, brinca o vocalista.

20 de janeiro de 2020

Impossível lembrar de Elizeth Cardoso e não associá-la ao termo

Impossível lembrar de Elizeth Cardoso e não associá-la ao termo "Divina"

Título que ganhou pela beleza de sua voz que, por décadas, foi considerada a mais bela do País.

Se estivesse viva, neste ano ela estaria fazendo 100 anos. Nascida no Rio de Janeiro, em 1920, ela veio a falecer em 1990, também no Rio, deixando o Brasil órfão de uma intérprete que encantou o mundo. Na infância, acompanha as serestas do pai e o bloco carnavalesco da mãe. Aos 5 anos, canta a marcha “Zizinha” no palco da sociedade carnavalesca Kananga do Japão. Abandona os estudos aos 10 anos. Aos 13, trabalha em um varejo de cigarros, depois em uma peleteria, uma fábrica de sapólio e um salão de beleza. Começa a cantar profissionalmente em 1936, na Rádio Guanabara, apresentada por Jacob do Bandolim (1918-1969). Estreia com os sambas “Do Amor ao Ódio”, de Luís Bittencourt (1915-?), e “Duas Lágrimas”, de Benedito Lacerda (1903-1958). No Programa Suburbano, impressiona o compositor Noel Rosa (1910-1937), que lhe ensina seu samba “Quem Ri Melhor”. Participa dos programas Samba e Outras Coisas, da Rádio Educadora, e Rádios Novidades, na Rádio Transmissora, com o maestro Fon-Fon (1908-1951).

Apresenta-se com o humorista e compositor Grande Otelo (1915-1993). Em 1939, casa-se com o cavaquista Ari Valdez (ca.1906-ca.1961), integrante da companhia de Teatro de Pedro Gonçalves e De Chocolat (1887-1956), com a qual faz turnê em Belém do Pará, Recife e Salvador. Separam-se pouco tempo depois, mas, da união, nasce o compositor Paulo Valdez. Em 1940, trabalha como taxi-girl no Dancing Avenida, depois como crooner da orquestra do clube. É convidada para ir a São Paulo, onde canta no Dancing Salão Verde e na Rádio Cruzeiro do Sul. Em 1948, conhece o compositor Evaldo Rui (1913-1954), que a leva para o programa Alvorada da Alegria, na Rádio Mauá. Participa de um programa noturno, com Jacob do Bandolim e Blecaute (1919-1983). Em 1949, volta à Rádio Guanabara, em diversos programas, especialmente Clube do Samba, apresentado pelo cantor e compositor Ataulfo Alves (1909-1969). 

Em 1950, grava as músicas “Canção de Amor”, de Chocolate (1923-1989) e Elano de Paula (1923-2015), e “Complexo”, de Wilson Batista (1913-1968). O sucesso do disco garante-lhe contrato de dois anos com a Rádio Tupi, apresentações na televisão e participações no cinema. Atua nos filmes Coração Materno (1951), É Fogo na Roupa (1952), O Rei do Samba (1952), Na Corda Bamba (1957), Com a Mão na Massa (1958) e Garota Enxuta (1959). Em 1958, lança Canção do Amor Demais, com composições de Vinícius de Moraes (1913-1980) e Tom Jobim (1927-1994), com violão de João Gilberto (1931). O disco é considerado marco inaugural da bossa nova. 

Em 1964, Elizeth interpreta “Bachianas n. 5” de Heitor Villa-Lobos (1887-1959), no Teatro Municipal do Rio de Janeiro e de São Paulo. No ano seguinte, regrava as músicas do show Rosa de Ouro no álbum Elizete Sobe o Morro. Apresenta Bossaudade, na TV Record, ao lado do cantor e compositor Cyro Monteiro (1913-1973). A convite do Itamaraty, apresenta-se em Cannes, na França, com Clementina de Jesus (1902-1987), Zimbo Trio e Wilson Simonal (1939-2000). Em 1968, faz um espetáculo com  Jacob do Bandolim, Zimbo Trio e Conjunto Época de Ouro no Teatro João Caetano. O show é gravado em LP pelo Museu da Imagem e do Som do Rio de Janeiro (MIS/RJ).

Inesquecível

De acordo com a crítica especializada, a sensibilidade musical de Elizeth Cardoso deixa à música popular brasileira uma obra expressiva. Constrói sua formação musical “de ouvido”, convivendo durante a infância com carnaval de blocos e ranchos, serestas e reuniões de músicos na casa de Tia Ciata. Ouvinte assídua de rádio, conhece bem o repertório de sua época, tendo por influências as cantoras Odete Amaral (1917-1984), Aracy de Almeida (1914-1988) e Marília Batista (1917-1990). Com o tempo, apura seu estilo, incorporando elementos característicos dessas intérpretes, como os vibratos e o prolongamento da consoante “r” – por exemplo, nas frases do samba “Barracão”, de Luis Antônio (1921-1996) e Oldemar Magalhães (1912-1990), gravado pela cantora em 1968. É um recurso utilizado também pelos locutores de rádio. Favorecendo-se de sua amplitude vocal, interpreta com êxito tanto sambas como as Bachianas de Villa-Lobos.

Elizeth participa de um momento decisivo para a música popular, no qual convergem três movimentos: a estética e o repertório da chamada Era de Ouro do rádio, a invenção da bossa nova e a realização de espetáculos que se remetem a gêneros musicais considerados tradicionais. Parte de sua carreira vincula-se à fase em que o rádio é o principal meio de divulgação da música popular. Nesta fase, registra canções de compositores como Pixinguinha (1897-1973), Ary Barroso (1903-1964), Custódio Mesquita (1910-1945), Noel Rosa e Tito Madi (1929). Até então, seu repertório constitui-se, sobretudo, de sambas-canções, gênero do qual ela se torna referência.

Daniel Munduruku - O índio como ele é

Daniel Munduruku - O índio como ele é

"As serpentes que roubaram a noite e outros mitos" é uma coletânea de seis histórias contadas pelos velhos Munduruku para suas crianças.

Essas histórias remetem a temas ou situações voltadas para origens da cultura e da história dos Muduruku, contadas como memória do povo aos jovens para despertar o amor pela sua própria história e cultura. A proposta do autor é possibilitar ao leitor uma visão do povo Munduruku pela narrativa dos mitos. Além dos contos, a edição é complementada por dois textos in formativos - um sobre história do povo Munduruku no Brasil, seus hábitos, tradições e costumes, e outro no qual o autor busca desmistificar a imagem do índio como um ser quase beatificado, puro e bom.

Daniel Munduruku (Belém, 28 de fevereiro de 1964) é um escritor e professor brasileiro. Pertence à etnia indígena mundurucu. É graduado em filosofia, história e psicologia. Fez mestrado em Antropologia social pela USP, doutorado em Educação também pela USP e pós-doutorado em Literatura pela UFSC-Car. É Diretor-Presidente do Instituto Uk´a - Casa dos Saberes Ancestrais. É autor de 52 obras, sendo a maioria classificada como literatura infanto-juvenil. Extremamente engajado no movimento indígena brasileiro. É membro da Academia de Letras de Lorena[3]. Recebeu a Comenda do mérito cultural por duas vezes. Já recebeu vários prêmios no Brasil e no exterior: Jabuti, da Brasileira de Letras, Érico Vanucci Mendes (CNPq), Tolerância (UNESCO).

Daniel Munduruku é autor de Histórias de índio, coisas de índio e As serpentes que roubaram a noite, os dois últimos premiados com a Menção de livro Altamente Recomendável pela FNLIJ. Seu livro Meu avô Apolinário foi escolhido pela Unesco para receber Menção honrosa no Prêmio Literatura para crianças e Jovens na questão da tolerância. Entre outras atividades, participa ativamente de palestras e seminários destacando o papel da cultura indígena na formação da sociedade brasileira. 

The Vejo na Ponte terá distribuição de tatuagens contra assédio de mulheres

The Vejo na Ponte terá distribuição de tatuagens contra assédio de mulheres

A ação quer levantar o debate sobre o combate ao assédio às mulheres em festas de carnaval.

A 3ª edição do The Vejo na Ponte, que este ano será Especial de Carnaval, está chegando também com a missão de distribuir gratuitamente mais de três mil tatuagens temporárias em apoio a uma campanha pela não violência contra mulher, idealizada pelo Coletivo Não é Não”. A ação quer levantar o debate sobre o combate ao assédio às mulheres em festas de carnaval.

A iniciativa, que é um trabalho em parceria das Secretarias Municipais de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec) e Políticas Públicas para as Mulheres (SMPM) e deve ocorrer durante os três dias de evento, foi pauta durante reunião realizada na última sexta-feira (17). Além disso, o Coletivo também estará durante todo o evento conversando com as mulheres sobre como curtirem esse período de folia com mais segurança.

Para a gerente de eventos da Semdec, Thayrinne Brito, ter o coletivo presente no evento é mais um momento importante e que agrega substancialmente à causa feminina na cidade. “O The Vejo na Ponte desta vez vem com uma pegada mais carnavalesca, então essa é a oportunidade ideal para que o Coletivo faça todo esse trabalho informativo, que flerta muito bem com os projetos da Secretaria da Mulher. A Prefeitura de Teresina apóia a iniciativa, pois a sociedade não tolera mais qualquer tipo de violência contra a mulher”, analisou.

Segundo a secretária executiva da SMPM, Maria Helena, a parceria com o movimento ajuda a intensificar as campanhas já desenvolvidas na cidade. “A importância da parceria mora justamente na intensificação, ainda maior, da reflexão e da orientação na busca pela ajuda e pelos serviços que dispomos na cidade, em especial o do Centro de Referência Esperança Garcia. Além da presença do Coletivo Não é Não, estaremos levando também a campanha “Marcas da Alegria”, que a Secretaria desenvolve”, comenta.

The Vejo na Ponte terá distribuição de tatuagens contra assédio de mulheres. Divulgação

De acordo com a embaixadora do projeto no Piauí, Luana Sena, a parceria entre o Coletivo, a Semdec e a SMPM veio no momento oportuno. “A parceria veio no momento certo porque a gente precisa minimamente de uma estrutura para estar nesses espaços, ou seja, essa é uma porta de entrada para que a gente possa acessar um número maior de mulheres. E o melhor é que nosso Coletivo tem tudo a ver com as bandeiras já levantadas pela SMPM. Casou demais”, comentou.

Ainda de acordo com embaixadora, a parte mais importante de todo o movimento é o momento da aplicação das tatuagens temporárias. “O momento da aplicação é a parte mais importante para nós do Coletivo, porque é no corpo a corpo que passamos a mensagem de combate à violência e a favor da liberdade da mulher. Então, enquanto nossas voluntárias estão aplicando a tatuagem, essas mulheres estão recebendo também informações e sendo conscientizadas”, completou Luana.

Com datas confirmadas para os dias 26 de janeiro e 02 e 09 de fevereiro, o Festival The Vejo na Ponte também volta para movimentar o Complexo Turístico Ponte Estaiada, desta vez para unir a alegria das férias com a do carnaval: é o The Vejo na Ponte Edição de Carnaval. As atrações da nova edição serão divulgadas em breve pela Semdec e Fundação Cultural Monsenhor Chaves (FMCMC).

18 de janeiro de 2020

Ponte Estaiada será palco de dois eventos neste domingo (19)

Ponte Estaiada será palco de dois eventos neste domingo (19)

É o #VemPraPonte e o #Kombinado!?, eventos diferenciados por seu maior contato com público.

O próximo domingo (19) será diferente na Ponte Estaiada. O local será animado durante quase todo o dia por duas atrações distintas. É o #VemPraPonte e o #Kombinado!?, eventos diferenciados por seu maior contato com público. O objetivo é levar os visitantes que já passam por lá, ou que irão se dirigir para o local motivados pelo evento, para curtir a família e amigos ocupando o Complexo Turístico com muita arte e gastronomia.

O #VemPraPonte, que começa às 10h e vai até às 14h, tem o objetivo de oferecer atrações diferenciadas na manhã de domingo do teresinense. Com DJs, exposição de carros antigos, food truck e outros atrativos, a ideia do evento é manter o local movimentado.

Já o #Kombinado!? é um evento com a alma do rock and roll teresinense. Os Radiofônicos estarão no local com uma Kombi estilizada, levando várias atrações, como Os Radiofônicos, André Reole, Modstock, Ostiga Jr. e Florais da Terra Quente. O evento começa às 17h e vai até às 19h30.

De acordo com o gestor da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), Venâncio Cardoso, os dois eventos, que contam com o apoio da Secretaria, são frutos de uma iniciativa da Prefeitura de Teresina, que vem trabalhando para movimentar e levar mais opções de lazer para o teresinense no mês das férias.


Ponte Estaiada será palco de dois eventos neste domingo (19). Arquivo O Dai

“Recebemos apoio do prefeito Firmino para que nesse mês de férias procurássemos desenvolver opções de lazer com essa pegada mais cultural que Teresina tem a oferecer. Nossa cidade é recheada de boas bandas, boa comida e ótimas idéias. Então juntamos isso tudo para fazer esse domingo diferenciado. O objetivo da Semdec é esse: movimentar nossos atrativos turísticos com o que a nossa gente tem a oferecer”, explicou Venâncio.

The Vejo na Ponte

Com datas confirmadas para os dias 26 de janeiro e 02 e 09 de fevereiro, o Festival The Vejo na Ponte também volta para movimentar o Complexo Turístico Ponte Estaiada, desta vez para unir a alegria das férias com a do carnaval: é o The Vejo na Ponte Edição de Carnaval. As atrações da nova edição serão divulgadas em breve pela Semdec e Fundação Cultural Monsenhor Chaves (FMCMC).

Projeto de dança une mulheres pelo fim da violência de gênero

Projeto de dança une mulheres pelo fim da violência de gênero

A prática tem sido uma forma de reinventar a vida, dando para elas novas cores, sons, movimentos múltiplos de singularidade para o enfrentamento da violência de gênero.

Quando o grupo de mulheres acompanhadas pelo Centro de Referência Esperança Garcia (CREG) reúne-se para atividade de dança, as transformações acontecem além do que os olhos podem ver. A prática tem sido uma forma de reinventar a vida, dando para elas novas cores, sons, movimentos múltiplos de singularidade para o enfrentamento da violência de gênero.

A atividade denominada “Mulheres que dançam” é um projeto de iniciativa do CREG em conjunto com a Secretaria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres (SMPM) e acontece uma vez ao mês. O Projeto busca proporcionar alegria, interação e bem-estar às mulheres atendidas, procurando ajudar também, cada vez mais, no fortalecimento e no rompimento do ciclo de violência sofrido.

A voluntária e professora, Ana Lídia, afirma que a dança é uma atividade que tem contribuído com a autoestima e empoderamento dessas mulheres. “Estamos no quinto mês da atividade e percebo que elas gostam muito, pois a dança ajuda na situação de enfrentamento da violência que elas vivenciaram. Além de ajudar na melhora da autoestima, desenvoltura, timidez, percebo que elas se já se soltam mais durante as aulas. É um momento agradável e de alegria para elas”, considera.

A.S, desempregada, de 32 anos, que frequenta a unidade há cerca de um ano, afirma que mesmo com a limitação de uma deficiência se sente bastante motivada em participar do momento. “Mesmo com a deficiência que tenho em um braço e perna, muitas vezes chego com dores, e com as atividades de alongamento e dança acaba passando todas as dores, e além de contribuir com a autoestima a gente sai com as energias renovadas para enfrentar o dia e o momento ruim que passei desaparece cada vez mais. Mesmo com a minha deficiência eu consigo dançar, no meu limite, mas eu consigo. E a mesma determinação que estou tendo na aula de dança procuro levar para minha vida”, pontua.


Projeto de dança une mulheres pelo fim da violência de gênero. Divulgação

Já a segurança particular, D.S, por considerar o momento bastante atrativo e com diversos benefícios avalia que a atividade deveria ser realizada mais vezes.  “A dança contribui de várias formas. É uma atividade que nos traz alegria e benefícios para o corpo, além de me ajudar a esquecer toda violência sofrida. Uma distração e eu até preferia que fossem mais dias e não apenas uma vez por mês”, relata.

O Centro de Referência Esperança Garcia oferece atendimento social, psicológico e jurídico para mulheres em situação de violência em Teresina e desenvolve diferentes práticas integrativas complementares.  Entre janeiro e novembro de 2019 o Centro acompanhou 384 mulheres que sofreram algum tipo de violência na cidade de Teresina. Segundo levantamento realizado pela SMPM, juntamente com o CREG, dessas mulheres 125 foram inseridas no serviço no ano de 2019 e 259 já realizam acompanhamento na unidade. Através do atendimento especializado e trabalho de conscientização, somente nesse ano 15 mulheres conseguiram romper o ciclo de violência.

“O propósito da dança é reunir, esclarecer, descobrir todos os aspectos da vida. No dia de hoje, a usamos especialmente para enaltecer a mulher, que precisa se redescobrir, se aceitar, se respeitar. Por isso, procuramos essa harmonia. A atividade funciona também como mais um dos momentos de fortalecimento para que ela consiga cada vez mais romper esse ciclo de violência,” finaliza a gerente de enfrentamento a violência da SMPM, Lidiane Oliveira.

Mais informações sobre os serviços oferecidos pelo Centro podem ser obtidas por meio do telefone: (86) 3233-3798.

17 de janeiro de 2020

Artesãs do Poty Velho: são selecionadas e recebem recursos de projeto nacional

Artesãs do Poty Velho: são selecionadas e recebem recursos de projeto nacional

A presidente da cooperativa, Antônia Lisboa da Silva Santos, comemora o recebimento do recurso e destaca a importância para o desenvolvimento da cooperativa, composta por 39 mulheres.

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) disponibilizou R$ 600 mil para apoiar projetos inovadores nos Territórios do Desenvolvimento do Piauí. A Cooperativa de Artesanato do Poty Velho foi uma das contempladas e recebeu R$ 100 mil para incremento dos trabalhos e fortalecimento da instituição. A presidente da cooperativa, Antônia Lisboa da Silva Santos, comemora o recebimento do recurso e destaca a importância para o desenvolvimento da cooperativa, composta por 39 mulheres. 

A cooperativa é recém-registrada no Sistema OCB SESCOOP/PIque está elaborando projetos para capacitação das artesãs. “Foi maravilhoso para o grupo. Chegou numa hora muito boa para a gente melhorar nossas condições de trabalho e também dar visibilidade para nossos produtos. Vamos investir em cursos que iremos fazer para melhorar a nossa produção. Vamos também fazer uma reforma na nossa sala de produção, que é onde confeccionamos as peças”, disse Antônia Lisboa.

Também está nos planos das cooperadas a compra de computadores para a informatização da cooperativa. Atualmente, as artesãs trabalham na confecção de peças esmaltadas, atendendo encomendas do Rio de Janeiro. As artesãs produzem peças em cerâmica como vasos, bijuterias, peças para decoração, entre outros.


Artesãs do Poty Velho: são selecionadas e recebem recursos de projeto nacional. Divulgação

A iniciativa de financiamento dos projetos é fruto do acordo de cooperação firmado pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Planejamento (SEPLAN), para que o PNUD transfira tecnologia de gerenciamento e execução de projetos capazes de promover o desenvolvimento nos territórios.

Com a presença do governador Wellington Dias, do representante do PNUD no Piauí, Maurilo Oliveira, e de diversas organizações da sociedade civil e do setor privado, o PNUD fez a entrega simbólica dos cheques para os seis projetos selecionados no Piauí, no auditório da Seplan, em dezembro.

O projeto ODS Piauí, que é executado através do PNUD, da Seplan e de empresas privadas, está em execução desde 2016. Durante os primeiros anos, o foco da atuação foi em construir diagnósticos do Piauí e dos municípios do Território do Itaim, identificando os principais desafios para o alcance do ODS.

 Foram identificadas iniciativas  que podem contribuir com o combate à pobreza extrema, a geração de energia renovável, o fortalecimento do protagonismo das mulheres e iniciativas de produção de alimentos saudáveisEstes estudos ajudaram a formatar os critérios de seleção do Innovations Challenger, que abriu edital de seleção de projetos no mês de novembro.

Esta seleção contemplou apenas os Estados do Piauí e Amazonas. Todos os recursos para os prêmios foram disponibilizados pelo PN.

16 de janeiro de 2020

Oscar 2020: Filmes indicados nas telas dos Cinemas Teresina

Oscar 2020: Filmes indicados nas telas dos Cinemas Teresina

Alguns indicados ao Oscar 2020 - o maior prêmio do cinema mundial - estão em cartaz: “Adoráveis Mulheres”; “O Escândalo”; “Frozen 2”;“Parasita”; “O Farol” e “1917”.

Para os cinéfilos de plantão, os Cinemas Teresina apresentam uma cinesemana das mais esperadas: alguns indicados ao Oscar 2020 - o maior prêmio do cinema mundial - estão em cartaz: “Adoráveis Mulheres”; “O Escândalo”; “Frozen 2”;“Parasita”; “O Farol” e “1917”.

O drama “1917” terá pré-estreia no sábado (18) e domingo (19) às 19h10. No filme, os cabos Schofield (George Mac- Kay) e Blake (Dean-Charles Chapman) são jovens soldados britânicos durante a Primeira Guerra Mundial. Quando eles são encarregados de uma missão aparentemente impossível, os dois precisam atravessar território inimigo, lutando contra o tempo, para entregar uma mensagem que pode salvar seus colegas de batalhão.

Outra pré-estreia da semana é o também drama russo “Uma Mulher Alta”, exibido no domingo (19) às 10h30. Na Leningrado de 1945, Iya e Masha são duas jovens mulheres em busca de esperança e significado em meios aos destroços deixados na Rússia após a Segunda Guerra Mundial. 

cerco de Leningrado, um dos mais brutais da história, chegou ao fim, mas reconstruir suas vidas permanece uma situação permeada por morte e trauma.

“O Escândalo” fica em cartaz durante a semana e mostra os acontecimentos de 2016, um ano antes do #MeToo, movimento em que denúncias de assédio sexual derrubaram homens poderosos. O caso relatado no filme é o do presidente e chefe-executivo da Fox News, Roger Ailes, denunciado por assédio sexual por um grupo de mulheres.


Oscar 2020: Filmes indicados nas telas dos Cinemas Teresina. Reprodução

Outro concorrente em exibição é “Parasita”, que terá reestreia essa semana no Cinemas Teresina. No longa sul coreano, toda a família de Ki-taek está desempregada, vivendo num porão sujo e apertado. Uma obra do acaso faz com que o filho adolescente da família comece a dar aulas de inglês à garota  de uma família rica. Fascinados com a vida luxuosa destas pessoas, pai, mãe, filho e filha bolam um plano para se infiltrarem também na família burguesa, uma um. 

No entanto, os segredos e mentiras necessários à ascensão social custarão caro a todos. Além dos indicados, também chega à telona a continuação “Jumanji - Próxima Fase”. Tentado em revisitar o mundo de Jumanji, Spencer (Alex Wolff) decide consertar o jogo de videogame que permite que os jogadores sejam transportados ao local. Logo o quarteto formado por Smolder Bravestone (Dwayne Johnson), Moose Finbar (Kevin Hart), Shelly Oberon ( Jack Black) e Ruby Roundhouse (Karen Gillan) ressurge, agora comandado por outras pessoas: os avôs de Spencer e Fridge (Danny DeVito e Danny Glover) assumem as personas de Bravestone e Finbar, enquanto o próprio Fridge (Ser'Darius Blain) agora está sob a pele de Oberon.

15 de janeiro de 2020

Inscrições para concurso de Rei e Rainha do Carnaval já estão abertas

Inscrições para concurso de Rei e Rainha do Carnaval já estão abertas

As premiações, que chegam a R$ 5 mil, devem acontecer no Iate Clube no dia 2 de fevereiro.

As inscrições para as categorias de Rei e Rainha da Pessoa com Deficiência e Rei e Rainha da Pessoa Idosa já estão abertas e podem ser realizadas no Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) mais próximo. O processo é realizado pela Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcapi), assim como o referente à escolha da Rainha Trans, cujas inscrições começaram nessa terça-feira. As premiações, que chegam a R$ 5 mil, devem acontecer no Iate Clube no dia 2 de fevereiro.

Durante a primeira fase do processo seletivo, cinco casais de idosos devem ser pré-selecionados para concorrer à final no Iate Clube. A pré-seletiva será realizada no Clube dos Diários, às 8 horas do dia 22 de janeiro. A pré-seleção está, por enquanto, reservada apenas para esta categoria, em virtude de contar com o maior número de inscrições entre as administradas pela Semcaspi. Caso os outros segmentos recebam número semelhantes também contarão com a pré-etapa.

Os concorrentes às Majestades da Pessoa e Idosa e com Deficiência devem apresentar, durante inscrição, cópias da Cédula de Identidade e CPF, do comprovante de endereço, número de celular ativo, numero do PIS/PASEP ou NIT (caso tenha), número de conta bancária e foto promocional do candidato. Os vencedores destas categorias serão honrados com o valor de R$3.500.

Já para as possíveis concorrentes ao título de Rainha Trans se pede que tenham a partir de 18 (dezoito) anos, que sejam travestis e transexuais com identidade de gênero feminina, vivenciada diariamente e concluam sua inscrição, com a mesma documentação, na sala do Conselho Municipal dos Direitos da População LGBT, situada na Rua Coelho Rodrigues, 954, Centro, Edifício CENAJUS, 3ª Andar. A premiação para a Rainha será de R$ 5 mil e as inscrições podem ser realizadas até o fim do mês de janeiro.


Inscrições para concurso de Rei e Rainha do Carnaval já estão abertas. Arquivo O Dia

Segundo Anderson Afeli, presidente do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da População LGBT de Teresina, os grupos organizados de travestis e transexuais da capital, GP Trans e Atrapi, estão responsáveis pelas inscrições.

“O concurso é de extrema importância! É uma forma de valorizar a arte LGBT dentro do município de Teresina e uma conquista do Conselho, que vem ajudando a realizar, junto com a Fundação Monsenhor Chaves, essa escolha da Majestade Trans”, ressaltou ainda Anderson.

A população pode acompanhar as próximas etapas por meio dos sites e das redes sociais da Semcaspi e da Prefeitura de Teresina. Eventuais dúvidas também podem ser solucionadas através do contato com os Conselhos referentes:



Paixão de Cristo em floriano terá Kadu Moliterno como rei Herodes Antipas

Paixão de Cristo em floriano terá Kadu Moliterno como rei Herodes Antipas

A produção do espetáculo, que acontece em Floriano, divulga os principais nomes de um dos maiores eventos a céu aberto do Brasil

Um espetáculo que já se tornou notícia Brasil afora: é a Paixão de Cristo, que acontece em Floriano - a 240 km de Teresina -, durante a semana santa, e reune grandes nomes da dramaturgia nacional e milhares de espectadores no Teatro Cidade Cenográfica - um dos maiores do País.

Este ano o evento contará com Kadu Moliterno, Raphael Viana, Ana Cecília Costa e Miguel Rômulo. As apresentações do espetáculo acontecem dias 10 e 11 de abril, no Teatro Cidade Cenográfica, sempre às 20h, com entrada franca. A produção é do grupo Escalet, que desde 1996 apresenta a maior Paixão de Cristo do Piauí, com 350 atores, 20 cenas que contam a história de Jesus do batismo à ressurreição. 

Atraindo milhares de espectadores, famílias, jovens e crianças, tornando-se um dos maiores evento de cunho cultural e religioso do estado do Piauí e do Brasil. O elenco nacional esse ano conta com Kadu Moliterno, conhecido pelos episódios da série Armação Ilimitada, da Rede Globo, e pelas novelas,

O Dono do Mundo, Renascer e Malhação. Ele irá interpretar o rei Herodes Antipas, da Galileia. O ator Raphael Viana é outro nome nacional que integra o elenco, vivendo o personagem Pilatos, governador da Judeia, tendo se destacado nas novelas, O Outro Lado do Paraíso, O Tempo não Para e Império. Ana Cecília Costa impressionou pela atuação na Novela Órfão da Terra e dará vida a Maria, mãe de Jesus, no espetáculo. 


Paixão de Cristo: Kadu Moliterno interpreta o rei Herodes Antipas. Divulgação

Para completar o elenco, Miguel Rômulo, que fez sua última participação em Verão 90, também participou de Malhação, Êta Mundo Bom e a Grande Família, da Rede Globo, será Caifás, o Sumo Sacerdote do Templo de Jerusalém. Para Alisson Rocha, diretor de cena do espetáculo, o público poderá esperar, para esse ano, cenas marcantes, de forte impacto e emoção. 

“Iremos retratar um Cristo brando, porém altivo e ciente de sua missão, revelando à humanidade o poder que lhe fora dado por seu Pai.” A adaptação do evangelho de Mateus e a direção geral do espetáculo é de César Crispim: “Fazer a mensagem cristão alcançar profundamente o coração dos que amam Jesus será o maior desafio e o maior presente para os espectadores em 2020.” 

O evento tem patrocínio da Secretaria de Cultura do Estado do Piauí, Lei Rouanet e apoio do Armazém Paraíba, Credishop e Ferroleste.

14 de janeiro de 2020

Programação de férias tem shows nacionais do Baby Shark e Bonecas LOL

Programação de férias tem shows nacionais do Baby Shark e Bonecas LOL

De 15 a 19 próximos acontece a programação especial que o Teresina Shopping preparou para curtir as férias com toda a família.

De 15 a 19 próximos acontece a programação especial que o Teresina Shopping preparou para curtir as férias com toda a família: muitas atrações com música, mágica, palhaços, teatro e os shows nacionais Baby Shark e O Mundo Mágico das Bonecas LOL.

Baby Shark é um espetáculo que reúne teatro e música com os cinco personagens que encantaram a criançada. O show começa com o tio Ronynho e Ana se preparando para um passeio na praia onde vão encontrar os seus amiguinhos pinkfong, Baby Shark e o papai Shark, só que eles encontram toda praia e oceano sujos. O pirata Barba Azul, vilão da história, faz a maior poluição porque não gosta de limpeza e começa a sujar tudo. Mas a porção mágica do tio Ronynho faz o pirata gostar de limpeza e ensina a todos como cuidar do nosso planeta

“O espetáculo tem música educativa que fala da reciclagem e muito mais”, explica Aldo Azevedoresponsável pelo espetáculo. Já na apresentação da Boneca LOL, Alice é uma menina muito aventureira que gosta de brincar com suas bonecas e tem um desejo que elas virassem humanas, falassem e brincassem com ela.


Programação de férias tem shows nacionais do Baby Shark e Bonecas LOL. Divulgação

Então o mágico Rony vem ao mundo real para realizar todos os sonhos e levar Alice ao mundo mágico das bonecas LOL, onde tudo que ela deseja e sonha se realiza. Lá ela encontra suas bonecas e vivem uma aventura, só que tudo isso tem um tempo e ela precisa tomar uma decisão importante: ficar no mundo real ou no Mundo Mágico das Bonecas LOL. 

“É onde temos uma grande mensagem para as crianças e os pais para nunca deixarem de acreditar nos sonhos e desejos”, diz a direção. Constando ainda da programação show de Mágica com Zaron, Turma do TelelecoEspetáculo Infantil "Chapeuzinho Vermelho. As apresentações são grátis e acontece na Praça de Eventos II.

10 de janeiro de 2020

Projeto piauiense traduz músicas de Luiz Gonzaga para Alemão

Projeto piauiense traduz músicas de Luiz Gonzaga para Alemão

O projeto não tem intuito financeiro. Todo o valor da venda será destinado para obras de caridade da Igreja Católica

Uma iniciativa de piauienses traduziu para a língua alemã músicas do Rei do Baião, Luiz Gonzaga. A obra gravada em catedrais da Europa e em estúdios do Piauí e Ceará traz canções do artista nordestino que tratam sobre ecologia e religiosidade, como Súplica Cearense, Asa Branca e Ave Maria Sertaneja.

O projeto foi idealizado pelo professor Wilson Seraine depois que ele recebeu de um amigo um livro em alemão que relatava os problemas do Nordeste brasileiro e trazia músicas de Gonzaga em alemão. A ideia, compartilhada com amigos, foi parar no país germânico.

“Quando estávamos preparando uma exposição do Luiz Gonzaga por conta do centenário, Reginaldo Silva, que tem um museu itinerante, nos presenteou com um livro que fala da seca, dos problemas do Nordeste, escrito por um pesquisado alemão. E, no livro, tinha várias músicas, entre elas do Luiz Gonzaga”, explica Seraine.

Wilson Seraine possui extensa produção cultural entorno da obra de Luiz Gonzaga (Foto: Elias Fontinele / O DIA)

As música foram traduzidas pelo Frei Adolfo Temme, que logo depois viajou à Alemanha para gravação de parte da obra.  “O Frei Adolfo Temme  traduziu as músicas e gravou na Alemanha nos órgãos bonitos das igrejas antigas. Quando chegou aqui vimos todo o material e gravamos aqui em Teresina, depois em Juazeiro do Norte onde acrescentamos os instrumentos típicos do nordeste, como a Sanfona, o  Zabumba e saiu essa beleza”, revelou.

O CD foi lançado recentemente em Teresina e está disponível em livrarias e lojas do segmento em Teresina. O projeto não tem intuito financeiro. Todo o valor da venda será destinado para obras de caridade da Igreja Católica.

“Todo nordestino tem a obrigação de divulgar a obra de Luiz Gonzaga. Ele remete a tudo que o nordeste tem, tanto as coisas boas como as que causam problemas, com a seca. Eu trabalho a obra do Luiz Gonzaga há mais de 20 anos. Já são 5 livros publicados, temos o programa de rádio há 13 anos, criamos a procissão da Sanfona, a missa de Santa Luzia”, finaliza Wilson Seraine. 

Phill Veras faz voz e violão em show na Galeria do Teatro Torquato Neto

Phill Veras faz voz e violão em show na Galeria do Teatro Torquato Neto

O show, voz e violão, acontece no domingo, 12, na Galeria do Teatro Torquato Neto, no Complexo Cultural Club dos Diários.

Três anos depois de seu último show em Teresina, o cantor Phill Veras está de volta à cidade, trazendo novidades e atendendo a pedidos de seus incontáveis fãs. O show, voz e violão, acontece no domingo, 12, na Galeria do Teatro Torquato Neto, no Complexo Cultural Club dos Diários.

No repertório, as músicas de seu último trabalho, “Alma” (2018), um disco sobre amor, espiritualidade e entendimento pessoal, que mostra a evolução e maturidade do músico, além de outras canções de seu primeiro EP, “Valsa e Vapor” (2012), e dos álbuns “Gaveta” (2013) e “Carpete” (2014).

Embora tenha apenas 27 anos de idade, Phill Veras traz na bagagem experiências de um veterano, com várias passagens pelas mais importantes casas de shows brasileiras. entre outros, já se apresentou em palcos do Studio SP, do Sesc Vila Mariana, Pinheiros e Pompeia, em São Paulo, até o Teatro Arthur Azevedo, em São Luís, Maranhão, onde gravou seu primeiro DVD. 

São Luís, aliás, é a terra natal do músico, hoje radicado em São Paulo. Já esteve em Teresina em duas diferentes ocasiões, apresentando-se no tradicional Teatro do Boi e NordX. “É sempre muito bom tocar em Teresina. O público me recebe muito bem, canta todas as músicas no show, é gratificante. E agora levando esse disco novo, a ansiedade é ainda maior. Vai ser muito lindo o show.” – afirma o músico.


Phill Veras faz voz e violão em show na Galeria do Teatro Torquato Neto. Divulgação

Phill Veras também passou pelo palco Sunset do maior festival de música do Brasil, o Rock In Rio. Autodidata, o artista já é considerado um dos principais nomes de sua geração, ao lado de músicos como Rubel e Cícero- que também vêm se destacando nacionalmente.

“A nossa ideia é trazer para Teresina novos nomes da música brasileira, com apresentações sempre aos domingos. É um tipo de entretenimento do qual somos carentes aqui na cidade. Os shows começam pontualmente e terminam cedo para que todos voltem satisfeitos e com segurança pra casa. O retorno do público tem sido incrível e já estamos com um calendário para depois do carnaval.” – ressalta Mariana A. Arruda, uma das realizadoras do evento.

09 de janeiro de 2020

As mulheres são protagonistas da tela nos lançamentos nacionais da semana

As mulheres são protagonistas da tela nos lançamentos nacionais da semana

Em ‘Adoráveis Mulheres’, as irmãs Jo (Saoirse Ronan), Beth (Eliza Scanlen), Meg (Emma Watson) e Amy (Florence Pugh) amadurecem na virada da adolescência para a vida adulta.

Adoráveis Mulheres’, ‘Retrato de uma Jovem em Chamas’ e ‘Ameaça Profunda’ entram em cartaz nesta quinta-feira (9), nos Cinemas Teresina, no Teresina Shopping. E o melhor, as mulheres são as protagonistas dessas estreias.

Em ‘Adoráveis Mulheres’, as irmãs Jo (Saoirse Ronan), Beth (Eliza Scanlen), Meg (Emma Watson) e Amy (Florence Pugh) amadurecem na virada da adolescência para a vida adulta enquanto os Estados Unidos atravessam a Guerra Civil. Com personalidades completamente diferentes, elas enfrentam os desafios de crescer unidas pelo amor quenutrem umas pelas outras.

É a França do século XVII o contexto do filme ‘Retrato de uma Jovem em Chamas’: Marianne (Noémie Merlant) é uma jovem pintora que recebe a tarefa de pintar um retrato de Héloïse (Adèle Haenel) para seu casamento sem que ela saiba. Passando seus dias observando Héloïse e as noites pintando, Marianne se vê cada vez mais próxima de sua modelo conforme os últimos dias de liberdade dela antes do iminente casamento se veem prestes a acabar.


As mulheres são protagonistas da tela nos lançamentos nacionais da semana. Reprodução

Em ‘Ameaça Profunda’, um grupo de pesquisadores se encontra num laboratório subaquático, quando um terremoto causa a destruição do veículo e expõe a equipe ao risco de morte. Eles são obrigados a caminhar nas profundezas marítimas, com quantidade insuficiente de oxigênio, para tentarem sobreviver. No entanto, conforme se deslocam pelo fundo do mar, descobrem a presença de uma criatura mortal.

Os Cinemas Teresina ainda reexibe o sucesso ‘Parasita’, eleito o melhor filme estrangeiro no Globo de Ouro. Será= uma sessão única no domingo (12) às 10h30. No filme, toda a família de Ki-taek está desempregada, vivendo num porão sujo e apertado. Uma obra do acaso faz com que o filho adolescente da família comece a dar aulas de inglês à garota de uma família rica. Fascinados com a vida luxuosa destas pessoas, pai, mãe, filho e filha bolam um plano para se infiltrarem também na família burguesa, um a um. No entanto, os segredos e mentiras necessários à ascensão social custarão caro a todos.

08 de janeiro de 2020

Show em homenagem ao Rei Roberto Carlos acontece em Teresina

Show em homenagem ao Rei Roberto Carlos acontece em Teresina

O maestro Eduardo Lages apresenta “Sucessos do Rei”, ao lado de Marina Elali no dia 7 de fevereiro, às 20h, no Theatro 4 de Setembro.

Com 41 anos de estrada ao lado do Rei Roberto Carlos,maestro Eduardo Lages apresenta “Sucessos do Rei”, uma homenagem especial ao cantor. Para a interpretação das canções, o maestro se une à voz encantadora de Marina Elali. No repertório, músicas consagradas de Roberto Carlos. O show acontece no dia 7 de fevereiro, às 20h, no Theatro 4 de Setembro.

Os fãs poderão se emocionar com “Olha”, “Amor Perfeito”, “Como Vai Você”, “É Preciso Saber Viver”, “Como é Grande o Meu Amor Por Você” e outras canções marcantes da carreira do rei Roberto Carlos, neste show inesquecível. “Interpretar os sucessos de Roberto Carlos ao vivo, acompanhada pelo grande maestro do Rei, é sempre mágico para mim e para o público”, comenta a cantora Marina Elali. 

Show em homenagem ao Rei Roberto Carlos em Teresina. Divulgação

Ao montar o espetáculo, Lages sabia que a voz que daria vida às canções deveria ser especial. “Quando imaginei um show com uma cantora para dividir o palco cantando as músicas do Roberto Carlos, lembrei da interpretação de Marina Elali, e assim nasceu este show”.

Em 2019 o show foi gravado pela Rede Globo NEexibido em várias cidades do Brasil e em quase 100 países, através da Globo Internacional. Em breve será lançado o DVD em todo o Brasil.

Alienação parental é tema de documentário premiado em Floariano

Alienação parental é tema de documentário premiado em Floariano

O filme havia sido indicado a seis categoria se concorreu ao lado de pesos-pesados da atual safra do cinema nacional, como o cearense Pacarrete e o gaúcho Legalidade.

"Tranças", documentário sobre alienação parental, foi lançado nos cinemas de Salvador (BA) e que recebeu o troféu Cacto de Prata, no Festival de Cinema dos Sertões (Floriano, PI), pelo roteiro, assinado por Angelo Tortelly, Douglas Tourinho e pela própria diretora.

O filme havia sido indicado a seis categorias (melhor filme, melhor direção, roteiro, montagem, trilha sonora original e design de produção) e concorreu ao lado de pesos-pesados da atual safra do cinema nacional, como o cearense Pacarrete e o gaúcho Legalidade.

Tranças é o mais atualizado e abrangente documentário feito no país – um dos poucos no mundo – sobre um tema delicado e polêmico: a alienação parental. De acordo com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), trata-se de um mal que atinge 17 milhões de jovens e adolescentes no Brasil.


Alienação parental é tema de documentário premiado dirigido por Livia Sampaio. Divulgação

Eles são impedidos por pais, mães e, via de regra, por toda a família do alienador de ter contato com o outro genitor e seus familiares. É uma “chacina de afetos”, como define um dos entrevistados do documentário. Partindo de um drama pessoal, Livia Sampaio trava uma batalha e investiga com lupa os meandros jurídicos e familiares da alienação parental – e suas consequências.

Nesta jornada, enquanto busca meios de reencontrar sua neta, levada pela mãe para o interior da Argentina, a diretora questiona a efetividade das legislações e do Poder Judiciário, nem sempre preparados para lidar com um tema tão urgente a todas as partes envolvidas.

Para montar o panorama, Livia Sampaio entrevistou pessoas – entre Salvador (BA) e Buenos Aires (Argentina) – como pais, psicólogos, juízes de varas de famílias e amigos próximos, entre outros. Juntos, eles desbravam meandros da alienação parental.

07 de janeiro de 2020

Brinquedo inspirado no filme Jumanji chega ao Teresina Shopping

Brinquedo inspirado no filme Jumanji chega ao Teresina Shopping

A partir do dia 13 de janeiro chega o brinquedo Jumanji.

Prontos para curtir as férias no Teresina Shopping? Muitas atrações garantem a diversão da garotada nesse período. A partir do dia 13 de janeiro chega o brinquedo Jumanji.

A atração é inspirada no filme da Sony Pictures, onde quatro adolescentes encontram um videogame cuja ação se passa numa floresta tropical. Empolgados com o jogo, eles escolhem seus avatares para o desafio, mas um evento inesperado faz com que sejam transportados para dentro do universo fictício, transformando-se nos personagens da aventura.

A verdadeira experiência Jumanji foi desenvolvida para oferecer momentos inesquecíveis e muita aventura com escorregador, tobogã, pontes, piscina de bolinhas, Muro Peçonhento, espaço para fotos e aventura na selva.

No Muro Peçonhento os aventureiros deverão colocar o olho do Jaguar, mas para isso terão que passar por uma área repleta por serpentes venenosas. Logo após eles terão que escalar até o topo do rochedo e inserir o olho no seu respectivo local de origem. Perfeito para aqueles que se consideram aventureiros e estão dispostos a enfrentar qualquer desafio sem medo.

No espaço Aventura na Selva, os jogadores irão se divertir no circuito dinâmico repleto de atividades. O espaço é composto por três árvores que se unem por pontes, tobogã e escorregador. Um lindo lago, piscina de bolinhas, completa o visual de selva, onde animais selvagens podem aparecer.

O valor para o brinquedo é de R$18 para 15min e R$25 para 30min, valor de R$1 para cada minuto adicional. Já para brincar no Muro Peçonhento o valor é R$12.

Eletrique Zamba: Novo single traz lista de vítimas de feminicídio

Eletrique Zamba: Novo single traz lista de vítimas de feminicídio

A faixa é uma chamada pública para participação de mulheres que foram vítimas ou presenciaram algum tipo de violência.

A banda Eletrique Zamba lançou nesta segunda-feira (6), o single Feminícidio (Tu  Matando No Nome de Quem?), faixa que levou um ano para ser finalizada e que contou com uma chamada pública para participação de mulheres que foram vítimas ou presenciaram algum tipo de violência doméstica e quisessem falar sobre o assunto,  sem necessariamente terem que participar da track.

Segundo Fábio Grazy, a música foi construída sobre a base sampleada de Killing In The Name Of, do RATM. O subtítulo é o título original do sample, reformulado de afirmação para questão: Tu tá matando no nome de quem?

Já a letra apresenta uma lista estatística com nomes de mulheres vítimas de feminicídio, assassinato praticado contra mulheres no contexto da violência doméstica ou da discriminação de gênero.

A track ainda contou com a colaboração da artista feminista ativista Lu Rebordosa, também do Piauí, que forneceu fontes documentais com estatísticas e nomes, inclusive de mulheres trans.


Eletrique Zamba: Novo single traz lista de vítimas de feminicídio. Divulgação

Em 2017, a Eletrique Zamba estreou com o disco Vol. 1 e promete material novo para 2020. A faixa Feminicídio é a última com produção da formação que gravou o debut.

Os parnaibanos Lucas Linhas e Levi Nunes se juntam a Fábio Crazy e Lívio Nascimento para dar continuidade ao grupo este ano.

Idealizada pelo músico Fábio Grazy, Eletrique Zamba surgiu em 2009 em Amsterdam, com Fábio no vocal, Nielsberg na guitarra, Fons Van Tienen na bateria e Ibelise Guardia no piano, sintetizadores e voz. Essa formação se desfaz quando Fábio retorna para o Brasil definitivamente em 2013, e decide retomar o projeto musical com parcerias no Piauí. 

Foi quando cruzou com o guitarrista Lívio Nascimento, os dois conversaram e Fábio o convidou para ir em sua casa tirar um som. Daí surgiram dez músicas que viriam a integrar o álbum de estreia do grupo.

06 de janeiro de 2020

Folia de Reis é uma das festas mais importantes do Nordeste

Folia de Reis é uma das festas mais importantes do Nordeste

Comemorado anualmente no dia 6 de janeiro, o Dia de Reis, também conhecido como Folia de Reis, é uma das festas mais populares do Nordeste.

Misto de religioso e profano, o evento celebra um dos momentos mais importantes da tradição do Cristianismo: a visita dos reis magos ao Menino Jesus, quando do seu nascimento. A forte simbologia desse encontro soa como página de lirismo ao acontecimento da grade noite do Natal.

De acordo com o relato bíblico, teria sido nesta data que o Menino Jesus, recém-nascido, recebeu a visita de três reis magos, os quais lhe trouxeram presentes simbólicos. Segundo a tradição oral, chamavam-se Belchior, Gaspar e Baltazar e levaram para Jesus, respectivamente, ouro, incenso e mirra.

De acordo com estudiosos do tema, os presentes não foram ofertados à-toa, mas obedecendo uma referência maior que uma simples lembrança. Cada presente tem um significado: o ouro indica o reconhecimento de Jesus como rei; o incenso, remete à sua divindade; enquanto a mirra representa as características humanas de Jesus.

Conforme narra a Bíblia, os três reis teriam encontrado Jesus Cristo graças a uma estrela que os guiou desde o Oriente até Belém e que ficaria conhecida como a "Estrela de Belém".

Em homenagem aos reis magos, os católicos realizam a folia de reis, que se inicia em 24 de dezembro, véspera do nascimento de Jesus, indo até o dia 06 de janeiro, dia em que encontraram o menino. A Folia de Reis é de origem portuguesa e foi trazida para o Brasil por esses povos na época da colonização.

Durante os festejos, os grupos saem caminhando pelas ruas das cidades, levando as bênçãos do menino para as pessoas que os recebem. É tradição que as famílias ofereçam comidas aos integrantes do grupo, para que possam levar as bênçãos por todo o trajeto.

Os integrantes do grupo da folia de reis são: mestre, contramestre, donos de conhecimentos sobre a festa, músicos e tocadores, além dos três reis magos e do palhaço, que dá o ar de animação à festa, fazendo a proteção do menino Jesus contra os soldados de Herodes, que queriam matá-lo. Além desses personagens, os foliões dão o toque especial, seguindo o cortejo.

Uma tradição bem diferente da nossa acontece na Espanha, onde as crianças deixam sapatos nas janelas, cheios de capim ou ervas, a fim de alimentar os camelos dos Reis Magos. Contam as lendas que em troca, os reis magos deixam doces e guloseimas para as crianças.

Em alguns países fazem a comemoração repartindo o Bolo Rei, que tem uma fava no meio da massa. A pessoa que for contemplada com a fava deve oferecer o bolo no ano seguinte.

Na Itália a comemoração recebe o nome de Befana, uma bruxa boa que oferece presentes às crianças. No país não existe a tradição de se presentear no dia 25 de dezembro, mas no dia 06 de janeiro, dia de reis. O dia de reis é tão importante na Europa que se tornou feriado em todo o continente.

05 de janeiro de 2020

Dia de Santos Reis é comemorado com apresentações gratuitas

Dia de Santos Reis é comemorado com apresentações gratuitas

A celebração ao Dia de Reis é uma homenagem à visita dos magos do oriente ao menino Jesus

O ano de 2020 já começa com muita arte e cultura popular. Celebrando a tradição religiosa em comemoração ao Dia de Santos Reis, acontece neste domingo (05), às 18h, no Parque da Cidadania, apresentações de reisado e música. A programação continua na segunda-feira (06), às 19h, no povoado Boquinha, zona rural de Teresina.

A festa é uma realização da Prefeitura de Teresina, através da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC). “Trazer essas festividades para nossa cidade e região é uma forma de resgate das nossas raízes”, ressalta o coordenador de Cultura Popular da FMC, Wellington Sampaio.

De acordo com a tradição cristã, a celebração ao Dia de Reis é uma homenagem à visita dos magos do oriente ao recém-nascido menino Jesus. A festa, introduzida no Brasil pelos portugueses no período colonial, reúne um grupo de músicos e dançarinos que percorrem as ruas e propriedades das cidades.

Grupos tradicionais vão animar a festa de Santos Reis em Teresina(Foto: Arquivo/O Dia) 

Com uma programação inteiramente gratuita, no domingo (05), a partir das 18h, o Grupo Cultural Candieiro do Forró, o Reisado Reis de Ouro e a banda Valor de PI tomam de conta do Parque da Cidadania. Já na segunda (06), às 19h, é a vez do Reisado Boi Estrela fazer a festa no povoado Boquinha.

“Fazer parte da festa de Reis é para mim uma grande alegria. O Reisado possui um enredo muito interessante e é uma das festas mais alegres que temos. Além de ser bastante inclusiva, com vários personagens que interagem com o público. Essa presença popular é o mais interessante”, conta Vagner Ribeiro, vocalista da banda Valor de PI.