Zoobotânico: projeto de transferência de animais será apresentado no Consórcio Nordeste

Atualmente, o zoobotânico possui, aproximadamente, 400 animais. Entretanto, somente os exóticos serão transferidos

15/07/2021 11:03h - Atualizado em 15/07/2021 12:07h

Compartilhar no

O governo do Estado do Piauí, através da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Piauí (Semar), juntamente com os outros órgãos e técnicos responsáveis, vai elaborar uma minuta para apresentar um protocolo de soltura dos animais exóticos do Parque Zoobotânico de Teresina. Este protocolo deve ser apresentado na Câmara Técnica de Meio Ambiente do Consórcio Nordeste, para ser debatido com os demais governadores. 

"A ideia é que o Estado do Piauí vá aderindo a essa nova ordem mundial, de ter muito mais botânico e menos zoo. Estamos propondo a criação de um protocolo de transferência desses animais para habitats e santuários naturais no Brasil. Só que, para fazer isso, precisamos de fazer isso. No Brasil não existe um protocolo de transferência de animal de zoológico para santuário", disse Sádia Castro, secretária da Semar.

Foto: Divulgação/Portal O Dia

Sádia Castro destacou que tem buscado parcerias para transferência dos animais, tanto em logística como em santuários naturais. Para isso, tem dialogado com a Confederação Brasileira de Proteção Animal (CBPA) e da Força Aérea Brasileira (FAB). "Há, sim, interesse dos santuários em receber esses animais. A proposta é fazer a transferência ainda este ano, mas ainda não temos um prazo".

Atualmente, o zoobotânico possui, aproximadamente, 400 animais. Entretanto, somente os exóticos serão transferidos. O órgão não deu prazo para conclusão da elaboração da minuta. Entretanto, a secretária da Semar destacou que a ideia é concluir o mais breve possível, e, em seguida, iniciar o processo de transferência.

Secretária da Semar, Sádia Castro (Foto: Assis Fernandes/ODIA)

"Queríamos fazer ainda este ano, no segundo semestre, mas queríamos fazer o quanto antes. Ainda não podemos precisar uma data porque dependemos do andamento das tratativas e elaboração do protocolo. É uma expectativa", disse.

Santuários

A transferência será feita de maneira gradativa, avaliando cada espécie e o nível de estresse que o translado pode causar aos animais. A CBPA está responsável por fazer essa ponte entre os santuários e o parque zoobotânico,

“Estamos analisando quais animais serão os primeiros a serem transferidos, temos algumas sugestões, mas ainda estamos acompanhando. Queremos priorizar, por exemplo, os macacos barrigudos, já que recentemente nasceu um filhote e está em extinção. É interessante que os próximos filhotes já nasçam em um local mais livre”, informa.

PPP do Zoobotânico

O Parque Zoobotânico de Teresina está localizado na zona Leste da capital e foi inaugurado nos anos de 1970.  Com a transferida dos animais exóticos, a proposta é revitalizar o local, que é uma unidade de conservação ambiental. A licitação da Parceria Público-Privada (PPP) do Zoobotânico está prevista para acontecer no dia 30 de julho. Na última terça-feira (13), o Ministério Público do Estado do Piauí (MPPI) informou que iria requerer nova suspensão do edital, devido inconsistências no certame.

A secretária da Semar, Sádia Castro, destacou que a PPP do Zoobotânico manterá as normas previstas para uma unidade de conservação ambiental e que a concessionária deverá honrar com esse compromisso. Com a transferência dos animais exóticos, os recintos serão destruídos.

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário