Vacinação contra gripe continua restrita aos grupos de risco

Pessoas têm ido até postos de saúde de Teresina em busca da vacina sem sucesso. Vacina pode ser liberada a partir da próxima segunda-feira (12).

05/06/2017 11:11h - Atualizado em 05/06/2017 13:31h

Compartilhar no

A informação de que a campanha de vacinação contra a gripe seria estendida para além dos grupos de risco fez com que muitas pessoas se dirigissem até os postos de saúde de Teresina em vão. A vacina contra o vírus Influenza continua restrita ao público alvo definido pelo Ministério da Saúde até o dia 9, quando a campanha de fato se encerra.

A confusão aconteceu após o Ministério da Saúde liberar a informação de que a vacinação seria aberta a todos os públicos a partir de hoje. Mas o que ocorreu na verdade foi uma prorrogação da campanha original, dando mais uma semana para os grupos de risco se imunizarem prioritariamente. A campanha agora segue até sexta-feira, dia 9.


Saiba mais:

Ampliação da vacinação no PI dependerá de ministério enviar novas doses 


Segundo a gerente de enfermagem do Hospital da Primavera, a enfermeira Elizangela Varonil, a partir da próxima segunda-feira, caso sobrem vacinas, o atendimento será aberto a todos os públicos. “E geralmente sobram vacinas”, disse Elizangela, acrescentando que lote novo do medicamento pode ser liberado para a nova demanda. “Precisaríamos de novas doses para atender toda a população, já que os grupos de risco são minoria”, afirma. "Uma doença como a gripe, que é simples para um adulto jovem, pode ser bastante complicada para um idoso, ou uma gestante. Por isso temos que manter a restrição, para tentar imunizar essa população ao máximo".

Ainda de acordo com Elizangela Varonil, muitas pessoas foram até o Hospital da Privamera, na manhã de hoje, pensando que poderiam ser imunizados nesta segunda-feira. A aposentada Maria Amélia, de 63 anos, foi uma das pessoas que se deslocaram em vão até o hospital. Ela conta apenas descobriu que não poderia se vacinar quando já estava na fila. “Eu vi pela TV que poderia me vacinar hoje. Além de mim haviam vários outros, mas já foram todos embora. Eu fiquei para acompanhar minha filha gestante”, disse a aposentada .

Batalha contra a gripe

Até o dia 9, a vacina contra Influenza só será permitida a crianças entre seis meses a quatro anos, gestantes, mulheres que tenham realizado parto há menos de 45 dias, idosos maiores de 60 anos, doentes crônicos (mediante prescrição médica), trabalhadores da saúde, indígenas, população privada de liberdade, profissionais do sistema prisional e professores das escolas do ensino básico ao superior.

Alguns estados já liberaram a vacina para toda a população:  Acre, Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Roraima, Santa Catarina, Sergipe e Maranhão, além do Distrito Federal. Já os estados de Alagoas, Amapá, Ceará, Pernambuco e São Paulo não irão liberar a vacina pelo Sistema Único de Saúde.

A Secretaria de Estado da Saúde informou que já solicitou ao Ministério da Saúde mais doses da vacina contra a gripe, para assim ampliar a campanha para toda a população. Com aproximadamente 74% de cobertura vacinal, o Piauí tem cerca de 45 mil doses em estoque, quantitativo insuficiente para atender toda a população. Por conta disso, a Sesapi definiu por manter a campanha voltada para o público prioritário.

Compartilhar no
Edição: Nayara Felizardo
Por: Andrê Nascimento

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário