Tiro que matou comerciante em Teresina pode ter sido disparado por PM

A vítima não tinha envolvimento com crime e tentava proteger crianças durante tiroteio na Zona Norte

29/09/2021 12:52h - Atualizado em 29/09/2021 14:07h

Compartilhar no

Um homem identificado como Cândido Constâncio de Souza Filho, de 41 anos, morreu após ser atingido com uma bala perdida durante perseguição da Polícia Militar a um suspeito de assalto. A abordagem ocorreu na noite de ontem (28), por volta das 20h30, próximo ao Residencial Dilma Rousseff, zona Norte de Teresina. A vítima não tinha envolvimento com crime e trabalhava em um comércio da região. 

Tiro que baleou comerciante pode ter sido disparado por PM. (Foto: Divulgação/Redes Sociais)

Segundo Lindomar Castilho, comandante da PM, tudo indica que o tiro que vitimou Cândido foi disparado por um dos policiais que estavam na ação. "A polícia foi acionada para uma ocorrência de assalto e saiu em perseguição do suspeito. Durante a perseguição, um policial disparou a arma e acabou atingindo uma pessoa que não tinha nada a ver com a ocorrência”, explica o comandante.

De acordo com testemunhas, o comerciante tentava proteger crianças durante o tiroteio e, neste momento, foi atingido com a bala perdida. “Os policiais não sabem abordar, quando o indivíduo correu, eles saíram atirando. Atiraram em um cidadão que estava protegendo as crianças, eles não auxiliaram, nem deram assistência”, comenta um popular em vídeo enviado ao PortalODia.com.

O suspeito de assalto fugiu e os dois policiais que estavam envolvidos na abordagem tiveram suas armas recolhidas para dar início a investigação e balística. O comandante conta ainda que existem imagens que, em questão de segundos, demonstram que o tiro saiu da arma do policial. 

Comandante Castilho afirma que tudo indica que tiro saiu de arma de PM. (Foto: Arquivo O Dia)

"Aparentemente, o tiro foi disparado por um policial, a imagem que temos demonstra isso rapidamente, mas o que trará certeza é a perícia, balística e o corpo delito, que irão analisar de onde veio a bala. Então, ainda vai ser comprovado”, afirma Lindomar Castilho. 

Testemunhas que estavam no local lamentam o fato de um cidadão trabalhador ter sido vitimado dessa maneira. “Isso é revoltante, um cidadão morrer de graça é revoltante”, afirma um popular.

Em nota enviada pela PM, o Major Tiago Ribeiro informa que a abordagem foi mal sucedida e que, por se tratar de ocorrência envolvendo policiais militares, a corregedoria se encontra ainda em diligências a fim de localizá-los. Além disso, será instaurado o Inquérito Policial Militar, para que os policiais possam apresentar sua versão dos fatos e responder pelas consequências da sua conduta.


Noite desta terça-feira é marcada por homicídios em Teresina

A noite de ontem (28) foi marcada por ondas de violência que preocupam a população teresinense. Foram, pelo menos, três registros de homicídios confirmados nas zonas Sul, Norte e Sudeste.

A ocorrência da zona Sul se deu próximo a Ceasa, bairro Lourival Parente, onde um homem de 40 anos, identificado como Dayan Carlos Sousa Oliveira, morreu após ser esfaqueado duas vezes durante discussão em um bar no local. Segundo o Tenente Francisco Antonio, do 6º Batalhão da PM, não se sabe a motivação da briga. 

 Foto: Jailson Soares

“As testemunhas no local não sabia quem teria cometido o crime, apenas que ele estava de camisa amarela. Mas, até o momento, o suspeito não foi localizado”, afirma o tenente. 


A zona Sudeste de Teresina também foi palco de violência nesta madrugada. Por volta das 5h30 da manhã, uma mulher identificada como Larisse Machado de Castro, de 22 anos, foi executada a tiros na Vila Monte Horebe, bairro Colorado. O namorado da vítima, identificado como João Vitor, também foi baleado, porém foi socorrido e sobreviveu.

 Larisse Machado de Castro foi baleada com dois tiros. (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Segundo o Major Tiago Ribeiro, dois suspeitos que estavam em uma moto alvejaram as vítimas. “O homem foi atingido com dois disparos, vindo a ser socorrido e levado ao HUT. Já a mulher veio a óbito alvejada por dois disparos na região da cabeça”, explica.

A área foi isolada pela Polícia Militar e o Instituto de Medicina Legal (IML) juntamente a perícia, foram  acionados para os procedimentos legais.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Edição: Ithyara Borges

Deixe seu comentário