Teresina investiga novo caso de raiva humana após quatro décadas

O paciente está internado no Instituto de Doenças Tropicais Natan Portela e deve receber alta nos próximos dias

08/02/2021 10:38h - Atualizado em 08/02/2021 12:03h

Compartilhar no

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) está investigando um caso de raiva humana em Teresina após quatro décadas do último registro da doença na cidade, nos anos de 1980. O paciente, que foi mordido por um cachorro e está internado no Instituto de Doenças Tropicais Natan Portela, deve receber alta nos próximos dias. Ele teria apresentado crises convulsivas e desorientação. A Secretaria do Estado da Saúde (Sesapi) também está acompanhando o caso.

(Foto: Reprodução/Google)

Por meio de nota, a Gerência de Zoonoses (Gezoon) de Teresina informou que a pessoa que está internada no Instituto De Doenças Tropicais Natan Portela com suspeita de raiva humana ainda não tem diagnóstico fechado para a doença. O órgão destacou ainda que não identificou o animal que mordeu a pessoa internada, já que se trata de um animal de rua. 

A Sesapi informou que o paciente já realizou alguns exames e que a equipe médica está aguardando o resultado. Contudo, o paciente está apresentando um quadro satisfatório e que, diante disso, acredita-se não se tratar de raiva humana, porém, essa informação só poderá ser confirmada após o resultado dos exames.

A Gezoon esclarece que desenvolve atividades inerentes aos Programas de Controle da Raiva, Leishmaniose Visceral, Dengue, Animais Sinantrópicos, Roedores, Animais Peçonhentos, Educação em Saúde e outras Zoonoses. Além disso, disponibiliza para a comunidade vacina contra a raiva animal, exame para o diagnóstico da Leishmaniose Visceral (calazar) e recolhimento de animais doentes (positivos para Leishmaniose Visceral e agressores) das vias públicas.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário