Teresina: Construtora aplica golpe e empresária perde mais de R$1 milhão

Mais de 60 famílias contrataram o serviço da empresa para construir casas em um condomínio de alto padrão

15/10/2021 09:15h - Atualizado em 15/10/2021 13:07h

Compartilhar no

Famílias abaladas, prejuízo de milhões e sensação de impunidade. Esse é o sentimento que mais de 60 famílias estão vivenciando após sofrerem um golpe milionário aplicado pela Capital Construtora, que atua em Teresina (PI). A promessa eram imóveis de alto padrão em um dos maiores condomínios de luxo da Capital. Porém, para muitos, a casa dos sonhos nunca chegou a sair do papel.

A empresária Regina Araújo (38) é uma das dezenas de vítimas da construtora. Ela fechou o contato com a Capital em junho de 2019. A obra chegou a ser iniciada, mas não passou dos 30%. Desde então, ela tenta buscar respostas e corre atrás do prejuízo, que soma R$1 milhão.

“Meu prejuízo está em R$1 milhão. Já tive crise de choro, mas hoje estou mais calma. Você trabalha tanto para realizar um sonho, confia seu sonho em uma construtora e ela simplesmente some, inventa desculpas, te bloquear e finge que nada aconteceu”, relata Regina.

Muitos imóveis sequer foram iniciados (Foto: Reprodução/Arquivo pessoal)

Após dois anos, ela tenta reaver o dinheiro que investiu junto à Capital Construtora, mas ainda não obteve sucesso. Com a ajuda de um advogado, ela corre atrás do prejuízo e busca uma solução para o golpe que sofreu.  “Você pensa que nunca vai cair em uma cilada dessas. Pior que fazemos boletim de ocorrência, entramos na Justiça e não dá em nada”, lamenta a empresária.

De acordo com Regina Araújo, a construtora alegou que a demora em construir as casas se deu em decorrência da pandemia do novo coronavírus. “Só pediam dinheiro para terminar, colocando culpa na pandemia”. Entretanto, a crise sanitária só teve início em março de 2020. 

Foi exatamente isso que chamou atenção do empresário Rômulo Pereira (34), que também sofreu o golpe aplicado pela construtora. Ele comenta que a Capital Construtora alegou que a pandemia dificultou a execução da obra. Contudo, 

“Eles dizem que a Construtora está com alguns atrasos na obra devido à pandemia, porque atrasou alguns materiais, mas eles dão golpes desde 2019 e a pandemia começou em 2020. Uma coisa não tem nada a ver com a outra. Eles querem se esconder atrás da pandemia”, afirma o empresário.

Assim como Regina, Rômulo Pereira conta que buscou os serviços da Capital Construtora devido à quantidade de obras que eles ofereciam neste condomínio de luxo. Para fechar o negócio, ele deu um imóvel na entrada, como garantia. Porém, passados dez meses desde a assinatura do contrato, a obra de sua casa não chega a 1%.


Rômulo Pereira relata o que ele e mais 60 famílias estão sofrendo com o golpe (Vídeo: Divulgação/WhatsApp)

“Eles diziam que estavam com problemas com o engenheiro e a gente que não entendia, acreditava. Eles queriam a todo custo que eu transferisse o meu bem para eles, sendo que não tinham colocado um tijolo no meu terreno, e foi aí que percebi o golpe”, relata. 

Pelo fato de não ter transferido seu imóvel para a construtora, nem ter dado dinheiro em espécie no momento da assinatura do contrato e o lote que seria construído já era de Rômulo, seu prejuízo acabou sendo menor, se comparado com os demais moradores que foram vítimas do golpe aplicado pela Capital Construtora.

“A gente sabe que dinheiro é algo importante na nossa vida, porque é um patrimônio e o fruto do nosso trabalho. O mais grave não é a perda do dinheiro, mas sim o dano psicológico e moral, porque isso afeta nossas divas”, completa o empresário.

Boletim do Ocorrência

Muitas vítimas já registraram Boletim de Ocorrência no 12º Distrito Policial. Cada família também mobilizou um advogado para ficar à frente do caso. O empresário Rômulo Pereira faz um apelo a todos que sofreram o golpe aplicado pela Capital Construtora, que busquem seus direitos e não deixem de registrar boletim. 

"As pessoas são medrosas e é isso que alimenta o estelionato. Se as pessoas que sofreram esse golpe antes tivessem ido para a mídia, teriam evitado que outras pessoas também caíssem”, diz. 

Capital Construtora 

A Capital Construtora utilizou as redes sociais para emitir um comunicado sobre o caso. Na nota, eles informam que a pandemia contribuiu para a desorganização da produção, provocando o desabastecimento de diversos itens, culminando com o atraso nas obras.

A equipe de reportagem do PortalODIA.com tentou conversar com o proprietário da Capital Construtora, mas as ligações não foram atendidas e nem retornadas. O espaço está à disposição para esclarecimentos. 

Confira abaixo o comunicado da construtora na íntegra:

“Prezados clientes da Capital Construtora, 

nos últimos dias tem circulado na imprensa e nas redes sociais falsas notícias sobre um suposto golpe praticado pela Capital Construtora contra seus clientes. 

A Capital Construtora vem, por este comunicado, esclarecer aos clientes, fornecedores e demais parceiros que tais notícias são inverídicas. Como é de notório conhecimento, a pandemia desorganizou a produção global de bens e de matérias-primas e o excesso de liquidez nos mercados causou um desabastecimento de diversos itens, o que provoca uma pressão inflacionária sentida por toda a sociedade.

Matérias-primas essenciais da construção civil sofreram e continuam a sofrer reajustes imprevisíveis de preços. Portanto, o atual cenário econômico provocou um desarranjo na construção civil e, como não poderia ser diferente, trouxe impactos para a Capital Construtora.

A Capital Construtora está trabalhando incansavelmente para encontrar soluções que permitam a continuidade das obras dos seus clientes, de forma justa e equilibrada e reitera o compromisso da empresa com seus clientes”.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário