Teresina: confira quem pode se vacinar a partir desta segunda (18)

As doses serão aplicadas nos dias 18, 19 e 20, nos turnos manhã e tarde, para evitar aglomeração.

17/10/2021 10:36h

Compartilhar no

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) continua com o cronograma de vacinação contra a Covid-19 nesta segunda-feira (18). É importante lembrar que o agendamento para novas vagas deve ser feito pelo site do Vacina Já

Serão contemplados três públicos: trabalhadores da saúde de 30 a 39 anos que precisam tomar a dose de reforço; pessoas com a segunda dose da Pfizer com data marcada no cartão até o dia 21 de novembro e pessoas acima dos 18 anos que ainda não tomaram a primeira dose.

As vagas serão abertas em três horários diferentes:
16h – Dose de reforço - Trabalhadores da Saúde de 30 a 39 anos;
18h – Segunda dose Pfizer – Pessoas com a segunda dose marcada no cartão até o dia 21 de novembro;
20h – Repescagem primeira dose – Pessoas de 18 anos e mais.

(Foto: Divulgação/CCom)

A FMS lançou ainda uma programação de drive thrus para reforço de idosos de 80 anos e mais e pessoas imunossuprimidas, além de pessoas com segunda dose das vacinas astrazeneca e coronavac marcada no cartão de vacinação até o dia 24 de outubro. Os locais e horários serão os seguintes:

Dose de reforço
Idosos de 80 anos e mais; pessoas imunossuprimidas de qualquer idade

Dias: 18, 19 e 20 de outubro
Horário: manhã (9h às 13h)

Locais drive thru:
Terminal do Buenos Aires;
Terminal do Parque Piauí;
Terminal do Zoobotânico;
Terminal do Livramento.

Segunda dose – Astrazeneca e Coronavac até o dia 24/10

Dias: 18, 19 e 20 de outubro
Horário: tarde (13 às 17h)

Locais drive thru:
CEU Norte;
Terminal do Bela Vista;
Terminal do Zoobotânico;
Terminal do Itararé.

Emanuelle Dias, coordenadora da campanha de vacinação contra a Covid-19 em Teresina, pede aos usuários atenção ao horário dos drives, que embora aconteçam em três pontos comuns são em horários diferentes: dose de reforço pela manhã e segunda dose pela tarde.

Para ter direito à dose de reforço, os trabalhadores da saúde e idosos devem ter no mínimo seis meses da segunda dose ou dose única de qualquer um dos imunizantes. Para os imunossuprimidos, o prazo é de 28 dias da segunda dose ou dose única. No momento da vacina eles devem apresentar documento de identificação com foto, CPF ou cartão do SUS e o cartão de vacina com o registro das doses anteriores.

Imunossuprimidos devem apresentar, além desses documentos, um laudo ou prescrição médica comprovando sua inclusão neste grupo. Já os trabalhadores da saúde devem levar um comprovante de trabalho (que está na ativa como trabalhador em Estabelecimento de Saúde).re

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário