Quadrilha é presa suspeita de fraudes em registro de veículos no Detran Piauí

Clones de carros, furtos e fraude documental estão entre os crimes praticados, com prejuízo que soma R$ 20 milhões

10/07/2021 08:00h - Atualizado em 10/07/2021 11:46h

Compartilhar no

Quatro homens foram presos na tarde dessa sexta-feira (09) suspeitos de integrar uma organização criminosaacusada de fraudar registro de veículos no Detran Piauí. Segundo a Polícia Civil, três deles foram detidos em um condomínio de luxo na Zona Leste de Teresina. A investigação, que começou há quatro meses, apontou que a organização era bem articulada e os suspeitos tinham tarefas bem definidas. Clones de carros, furtos e fraude documental estão entre os crimes praticados, cujo prejuízo soma R$ 20 milhões.


Fotos: Jailson Soares/ODIA

O delegado Odilo Sena, do 13º Distrito Policial, informou à – O Dia TV – que funcionários do Detran Piauí receberam treinamento que ajudaram a polícia a chegar até os criminosos, que tentavam registrar veículos já emplacados.  


“Esse foi um trabalho de investigação iniciado há quatro meses. O pessoal do Detran Piauí recebeu treinamento e ficaram cientes das fraudes que estavam ocorrendo. Depois disso, dois homens foram apresentar uma documentação aparentemente normal, mas que tinha falhas documentais. Com elas, a gente conseguiu perceber que se tratava de fraude e, que o carro que eles estavam emplacando, já tinha registro na cidade de São Paulo. O veículo vale aproximadamente R$ 145 mil e estava sendo vendido a R$ 110 mil”, disse.


Na ação criminosa, a polícia conseguiu prender um dos suspeitos que foi levado ao 13º Distrito Policial para prestar esclarecimentos. Os agentes descobriram que ele estava hospedado em um condomínio de luxo na Zona Leste de Teresina. Chegando ao local, três homens foram detidos com celulares, bebidas e aparelhos eletrônicos. Além disso, duas motocicletas foram apreendidas.

“O primeiro preso foi interrogado, segurou algumas informações, mas não teve jeito devido a situação. Fomos até o apartamento de luxo e encontramos três homens. Tem gente de Teresina, Fortaleza, Parnaíba e outros lugares também. Boa parte dessas pessoas eram usadas com laranjas para aplicar esses golpes que prejudica o Estado e, claro, pessoas de bem”, concluiu.

A polícia informou ainda que a investigação está no começo e outras pessoas podem ser presas acusadas de fraudes no Piauí.

Compartilhar no
Fonte: Com informações de Chico Filho e Jailson Soares
Por: reda

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário