Prefeitura de Teresina suspende passe estudantil por causa do coronavírus

Segundo a Superintendência de Transportes e Trânsito de Teresina (Strans), 12% dos passageiros que continuam utilizando diariamente o transporte público são estudantes, o que corresponde cerca de 2.500 pessoas.

08/04/2020 16:30h

Compartilhar no

O prefeito Firmino Filho assinou nesta quarta-feira (08) um novo decreto estabelecendo a suspensão do passe estudantil no transporte público em Teresina. De acordo com a prefeitura, a medida é mais uma estratégia de conter a transmissão do novo coronavírus (Covid-19).

Foto: Arquivo O Dia.

O decreto já entra em vigor nesta quarta-feira por tempo indeterminado. Segundo a Superintendência de Transportes e Trânsito de Teresina (Strans), 12% dos passageiros que continuam utilizando diariamente o transporte público são estudantes, o que corresponde cerca de 2.500 pessoas.

“É um número alto e que vai de encontro ao que estamos orientando. Estamos com as aulas suspensas, as bibliotecas, os shoppings e teatros fechados por conta dos decretos feitos para evitar as aglomerações. Termos ainda essa quantidade de estudantes saindo de suas casas é contra a nossa estratégia para combater o vírus. Não faz sentido a Prefeitura estimular as aglomerações”, disse Firmino.

Para a decisão, Firmino levou em consideração que Teresina está em situação de calamidade pública em saúde além da existência dos decretos, tanto municipal quanto estadual, que determinou a suspensão das aulas. A prefeitura afirmou que a ideia é reduzir, ao máximo possível, a circulação de pessoas na cidade.

“Estamos adotando todas as estratégias possíveis para que as pessoas permaneçam em suas casas. É necessário que isso aconteça. Então, vamos ficar em casa”, conta o preito.

Dados do último boletim epidemiológico da Fundação Municipal de Saúde, em Teresina, apontam para 579 casos notificados do novo coronavírus, sendo 130 suspeitos, 425 descartados, 24 confirmados e três óbitos.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Edição: Adriana Magalhães
Por: Jorge Machado

Deixe seu comentário