• SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Pai reclama da falta de médico para pré-natal na Maternidade do Dirceu

A FMS explicou que não é obrigada a presença de médico para consultas de pré-natal na Maternidade Wall Ferraz

04/12/2019 17:12h - Atualizado em 05/12/2019 11:28h

O eletrotécnico José Roberto da Silva gravou um vídeo e divulgou nas redes sociais como forma de protesto pela falta de médico para realização de pré-natal na Maternidade Wall Ferraz, no bairro Dirceu, no zona Sudeste de Teresina. Sua esposa, Abilene Bazílio da Silva, está aos 5 meses de gravidez.

Há um mês, o casal realizou a consulta na Maternidade e já agendou retorno para o dia 2 de dezembro. Na segunda-feira marcada, contudo, ao chegar a unidade de saúde, foram informados que não havia mais médico para a realização da assistência. José Roberto registrou o momento.

“Descaso com ser humano. Aqui na maternidade não tem médico. Não tem médico de pré-natal. Ai a gente fica assim desse jeito. Agora eu vou fazer a denúncia. Vou fazer a denúncia no Ministério Público e vou também registrar um boletim. A gente tem que correr atrás do nosso direito porque isso ai está errado”, disse no vídeo que publicou nas redes sociais.


José Roberto que é morador do Bairro Gurupi disse que os funcionários da Maternidade afirmam que não há previsão de quando outro médico vai assumir a função.  “O pessoal lá informa que o médico saiu e não tem previsão de quando outro vai assumir. É revoltante para os usuários que necessitam do serviço e ficam sem opção”, afirma.

Procurada pelo Portal O Dia, a Fundação Municipal de Saúde explicou que não é obrigada a presença de médico para consultas de pré-natal na Maternidade Wall Ferraz, já que o procedimento é realizado nas 90 Unidades Básicas de Saúde distribuídas pela capital. Mesmo assim, a FMS afirma que mantém um médico para pré-natal da Maternidade. O profissional precisou se afastar da função e outro médico deve assumir as atividades.

“A Fundação Municipal de Saúde (FMS) esclarece que a assistência pré-natal de mulheres com gestação classificada como de baixo risco deve ser realizada nas 90 Unidades Básicas de Saúde (UBS) espalhadas por Teresina. Se a gestação for considerada de alto risco, a mulher é direcionada para receber o atendimento pré-natal na Maternidade Dona Evangelina Rosa”, esclarece.

“Especificamente na Maternidade Wall Ferraz, embora não haja obrigatoriedade, a gestão optou por colocar médico para realizar o pré-natal. Recentemente, este profissional teve que se afastar das atividades por motivo legal, mas a Administração informa que já está providenciando o provimento do cargo”, informou a FMS.

Por: Otávio Neto

Deixe seu comentário