Ônibus em Teresina: Motoristas e cobradores vão ao MPT pedir diálogo com o Setut

Categoria alega que a volta dos ônibus de Teresina ainda não foi conversada com os trabalhadores. Reunião está marcada para amanhã.

11/10/2021 09:32h - Atualizado em 11/10/2021 10:32h

Compartilhar no

Motoristas e cobradores de ônibus de Teresina estão reunidos em frente ao Ministério Público do Trabalho, protestando pelo diálogo entre a categoria e a classe patronal para discutir os termos do retorno do transporte coletivo da capital. O grupo de trabalhadores alega que ainda não foi procurado pelo Setut para conversar a respeito de como será feita a ampliação da frota anunciada pela Prefeitura no final de semana.

É que o acordo firmado entre o ente municipal e os empresários prevê a ampliação para 200 ônibus da frota que circula hoje em Teresina. A medida já vale a partir desta segunda-feira (11). No entanto, a categoria alega que não foi oficialmente informada e pede que, antes disso, seja assinada a convenção coletiva da classe com o fim dos pagamentos em diárias e manutenção do piso salarial.


Foto: Divulgação/Sintetro

“Estamos hoje aqui atrás de uma resposta do MPT, porque os empresários assinaram um acordo somente eles e a Prefeitura. Não procuraram o sindicato para assinar nossa convenção e estamos agora correndo atrás disso”, pontuou o cobrador de ônibus Oswaldo Gomes.

Na semana passada, o Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Público de Teresina (Sintetro) já havia informado que não teria como ampliar a frota em circulação na cidade se não houvesse um acordo entre o Setut e os trabalhadores com a assinatura da convenção coletiva da categoria. Esta reunião, segundo anunciou o presidente da entidade, Ajjuri Dias, está marcada para acontecer amanhã ás 11h na sede do Sindicato das Empresas.

Na ocasião, os trabalhadores terão acesso à ordem de serviço emitida pela Strans e discutirá com os empresários sobre recontratações de quem foi demitido e a manutenção dos veículos que ficaram um ano e meio parados para garantir que a população seja bem atendida.

O que diz o Ministério Público do Trabalho e o Setut

Por meio de sua assessoria, o Ministério Público do Trabalho disse que não foi chamado para participar do acordo entre a Prefeitura de Teresina e o Setut, mas que acompanha os impasses em torno das questões trabalhistas envolvendo a classe patronal e os trabalhadores. 

O Portalodia.com aguarda um retorno do Setut.


Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário