Obra na alça da Ponte JK atrasa e via segue interditada por mais 15 dias

Trabalhadores tiveram que escavar um buraco maior que o previsto para evitar risco de deslizamento de terra e acidentes.

10/08/2021 10:41h - Atualizado em 10/08/2021 10:53h

Compartilhar no

obra de drenagem que está sendo feita na alça da Ponte Juscelino Kubitscheck que dá acesso às Avenidas Ininga e Raul Lopes atrasou. Por conta disso, o trecho deve permanecer interditado pelos próximos 15 dias. Inicialmente, a obra estava prevista para terminar em 10 dias, mas os trabalhadores tiveram que alargar o buraco que cavaram para colocar as manilhas de modo a evitar riscos de deslizamento de terra das laterais.


Quem explica é o encarregado da obra, Aparecido Braga dos Santos. “Esse terreno aqui tem muito material saturado, muita areia porque foi tudo aterrado. Estamos tendo que abrir mais nas laterais pra livrar a gente de perigo enquanto fazemos a instalação do material novo. O buraco aqui que nós cavamos já tem 16 metros, bem acima do que tinha sido previsto de primeiro”, comenta.


Foto: Assis Fernandes/O Dia

Ao todo, 13 trabalhadores atuam no local escavando, compactando a areia para evitar que ela deslize e instalando as manilhas novas. Os serviços que fazem parte da obra de drenagem do canto da galeria e devem sanar de vez o problema de alagamento daquele trecho próximo à margem do Rio Poty.

Por conta da interdição do trecho, os condutores que precisam sair da Raul Lopes para acessar a Ponte JK devem pegar um desvio até a Avenida Nossa Senhora de Fátima para chegar à João XXIII e conseguir entrar na ponte.

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário