Moradores reclamam de acúmulo de lixo e sujeira no bairro Pirajá

Segundo relato de moradora, a sujeira atrai animais como ratos, baratas e urubus e incomoda quem vive nos arredores.

10/06/2021 10:19h - Atualizado em 10/06/2021 10:41h

Compartilhar no

Mal cheiro, acúmulo de sujeira e até a convivência com ratos, baratas e urubus. Tem sido essa a realidade dos moradores da Rua Segismundo Freire com Rua Paraíba, no bairro Pirajá, zona Norte de Teresina, onde há acúmulo de lixo na calçada de uma casa aparentemente abandonada. E quem joga o lixo, segundo a denúncia recebida pelo Portalodia.com, são justamente moradores de residências próximas.


Leia também: Prefeito Dr. Pessoa determina mutirão de limpeza em Teresina 


A situação dura há anos, mas tem piorado nos últimos tempos devido à inconstância na limpeza pública. Imagens recebidas pela reportagem mostram sacos plásticos e embalagens se acumulando no chão em frente à residência, além do mato crescendo e de restos de capinas anteriores abandonados na calçada.


Foto: Reprodução/Whatsapp

Quem relata a situação é a senhora Maria do Carmo Leite. Moradora do bairro Pirajá há 25 anos, ela cobra um posicionamento da administração pública sobre a limpeza da região. “É muito lixo e aumenta a quantidade de rato. Fazem isso permanentemente e a Prefeitura aparece uma vez por ano pra fazer a capina e levar o lixo. A gente sabe que o terreno não está ocupado, a casa toda já caiu e ficou só a parede, e aí as pessoas aproveitam para jogar lixo lá. A gente convive com mau cheiro, rato, barata e até urubu”, afirma a moradora.


Foto: Reprodução/Whatsapp

Maria do Carmo pede que haja fiscalização efetiva e diálogo com quem fica sujando a cidade e cobra um posicionamento do poder público além da limpeza. “Tem uma escola municipal aqui perto [Escola Municipal Ambiental 15 de Outubro] e nem assim é tomada uma providência. Nós não podemos e nem queremos viver na sujeira e é inadmissível que nada tenha sido feito ainda a esse respeito”, finaliza ela.

O Portalodia.com entrou em contato com a Prefeitura de Teresina por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Semduh). O órgão encaminhou um técnico até o local e informou que a situação é recorrente e que a SAAD Centro mantém uma programação de remoção de lixo com caminhões do transbordo.  A Secretaria pediu que fosse antecipada a remoção da sujeira do local para hoje ou amanhã.

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário