Liniker e Karol Conka serão atrações principais da Parada da Diversidade

A informação foi confirmada pelo secretário Estadual de Cultura, Fábio Novo.

24/07/2017 16:48h - Atualizado em 24/07/2017 17:52h

Compartilhar no

Está confirmado! Liniker e Karol Conka são as duas atrações principais da 16ª Parada da Diversidade, que acontece no próximo dia 03 de setembro, na Ponte Estaiada, localizada na Avenida Raul Lopes. A informação foi confirmada pelo secretário Estadual de Cultura, Fábio Novo, em entrevista ao Portal O Dia. 

Secult confirma Liniker e Karol Conka como atrações principais da Parada da Diversidade. (Foto: Divulgação/Matizes)

A Parada da Diversidade é o evento de encerramento da 13ª Semana do Orgulho de Ser, que este ano terá como tema “Liberdade, liberdade, abre asas sobre nós”. Segundo o secretário Estadual de Cultura, Fábio Novo, a Parada da Diversidade é um evento que faz parte do calendário cultural do Estado e é referência em eventos sobre a temática LGBT no Brasil. 

“Nós temos essa semana pedagógica com palestras e debates, que culmina no encerramento na Ponte Estaiada. Então, é dever do Governo do Estado dar apoio a esse evento que é referência no país inteiro, devido a quantidade de pessoas que participam todos os anos”, afirma o secretário.

Liniker

Liniker é a vocalista da banda “Liniker e os Caramelows”. Formada em 2015, na cidade de Araraquara, no interior de São Paulo, a banda lançou seu primeiro EP em 15 de outubro, intitulado "Cru", embalado pelo primeiro single, "Zero". Os vídeos com a interpretação das canções ganharam milhões de visualizações e a banda foi alçada à fama rapidamente. Em setembro de 2016, Liniker e os Caramelows lançou seu álbum de estreia,  o “Remonta”, gravado com ajuda dos fãs através de financiamento coletivo. O som da banda possui traços de estilos como R&B, soul e blues.

Liniker. (Foto: Divulgação)

Famosa pelo vozeirão e pelos turbantes, a vocalista Liniker não se define como homem, nem como mulher, sendo um exemplo de pessoa não-binária. Além de exprimir uma personalidade às canções que interpreta, Liniker possui um estilo próprio de se vestir, utilizando peças do vestuário feminino e masculino, misturando elementos como turbante, saia, batom e bigode.

Karol Conka

Karol Conka, é uma rapper, cantora e compositora brasileira, além de atriz, produtora, modelo e apresentadora, conhecida por suas canções que exaltam a força da mulher na sociedade. Seu primeiro EP, intitulado “PROMO”, foi lançado em 2011. Após parcerias com grandes nomes nacionais, como o rapper Projota, Karol recebeu sua primeira estatueta na categoria Artista Revelação, no Prêmio Multishow de Música Brasileira, em 2013.

Karol Conka. (Foto: Reprodução/Instagram)

Dois anos depois, a cantora voltou a ser premiada, desta vez na categoria Nova Canção, pela canção “Tombei”. Desde então, Karol se consagrou como um dos grandes nomes do ramo de rapper e do movimento feminista no país, fazendo shows no mundo inteiro.

13ª Semana do Orgulho de Ser

Este ano, a 13ª Semana do Orgulho de Ser acontecerá entre os dias 26 e 31 de agosto. Com o tema “Liberdade, liberdade, abre as asas sobre nós”, o evento contará com a realização de palestras, mesas redondas, bate papos, mostras cinematográficas, oficinas e ações sociais.

13ª Semana do Orgulho de Ser. (Foto: Divulgação/Matizes)

De acordo com uma das fundadoras do Grupo Matizes, Marinalva Santana, esta edição terá 80% da sua programação voltada o debate sobre a transexualidade. “Nós queremos discutir as várias opressões que sofremos no cotidiano, e os vários mecanismos que o sistema usa para nos aprisionar como seres humanos, independentemente de ser, ou não, LGBT”, afirma.

Além disso, a semana também trará discussões sobre corpo, gênero, diversidade, educação, violência, feminismo, entre outros temas.  “Nós temos esse formato descentralizado e bem diversificado. É um evento que abriga vários outros, como alguns fóruns que vão acontecer dentro da nossa programação”, destaca Marinalva Santana ao afirmar que a Semana do Orgulho de Ser é o maior evento sobre os direitos LGBT do Brasil.



Compartilhar no
Por: Nathalia Amaral

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário