Interdição da João XXIII: entenda como fica o desvio do trânsito na região

Para evitar maiores transtornos, os motoristas que passam diariamente pela Ladeira do Uruguai devem ficar atentos às mudanças.

19/11/2021 09:37h - Atualizado em 19/11/2021 09:47h

Compartilhar no

  • O início das obras de rebaixamento da Avenida João XXIII para a construção do viaduto no cruzamento com a Avenida Zequinha Freire irá mudar o fluxo do trânsito na região pelos próximos meses. Para evitar maiores transtornos, os motoristas que passam diariamente pela Ladeira do Uruguai devem ficar atentos às mudanças que iniciam na próxima segunda-feira (22).

Rotatória da Avenida João XXIII (Foto: Reprodução/DNIT) 

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), os veículos que vierem pela BR-226 precisarão acessar a BR-343 no sentido Altos, fazer o próximo retorno próximo à entrada da Usina Santana, e só então acessar a avenida Zequinha Freire. 

Já os motoristas que vierem pela avenida Zequinha Freire precisarão adentrar na BR-343 no sentido Teresina, fazer o próximo retorno localizado em frente às locadoras de veículos, e depois acessar a BR-226, sentido zona Sudeste.

De acordo com o DNIT, a obra deve durar dois anos. O rebaixamento da via acontecerá, principalmente, para priorizar o trânsito no sentido Teresina-Altos, pois neste trecho, cerca de 30 mil veículos circulam diariamente, segundo a PRF. 

"Teresina é uma das últimas capitais a ter uma obra dessa magnitude para melhoria da mobilidade urbana. Essa obra já deveria ter acontecido a cinco ou seis anos atrás. Agora o DNIT conseguiu essa duplicação e com a duplicação vieram os problemas correlatos, porque você tem um fluxo muito rápido na BR e quando chega na área urbana você é impedido nessas rotatórias", destaca Clóvis Cendon, chefe do setor de Operações da Polícia Rodoviária Federal.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Edição: Com informações de Raimundo Lima.

Deixe seu comentário