Imperfeições no asfalto da Avenida Miguel Rosa causam transtornos

Situação é mais crítica nos corredores de ônibus e obriga os motoristas a desviarem pela pista dos carros de passeio

30/04/2019 10:29h

Compartilhar no

Os condutores que trafegam pela Avenida Miguel Rosa têm se deparado com o asfalto repleto de irregularidades. Essa situação é ainda mais visível nos corredores exclusivos de ônibus, onde em alguns trechos a malha asfáltica formou buracos e os motoristas precisam desviar pela pista dos carros de passeio.

Além de colocar em risco a segurança dos motoristas, sobretudo dos motoqueiros que podem cair ao passar por esses buracos ou nos desníveis, também prejudica o trânsito, pois os ônibus precisam sair de suas pistas exclusivas. 

O mecânico Aurinardo Lima trabalha em frente à estação Capelinha de Palha, um dos trechos com o asfalto bastante comprometido. Ele conta que a situação no local está crítica há cerca de dois meses. Segundo ele, os ônibus que passam pelo local chegam a balançar por conta do desnível no asfalto.

“Esse asfalto já foi arrumado, mas voltou a ficar ruim. No lugar que os ônibus passam, criou um buraco, formando uma barreira dentre a pista exclusiva dos ônibus e a dos carros. Um perigo para quem passa aí. Chegaram até a colocar uns equipamentos para arrumarem esse trecho, mas não consertaram e retiraram as máquinas”, comenta. 

Em um dos trechos da Avenida Miguel Rosa os reparos já estão sendo feitos. No local, foi retirada a malha asfáltica e colocado um solo de cimento. Por conta da obra e do material, a pista exclusiva dos ônibus foi interditada e os veículos do transporte coletivos estão tendo que desviar pela via dos carros de passeio.

“Agora que estão arrumando, acredito que vai melhorar, mas o buraco que foi formado nesse trecho estava bastante perigoso, cheio de morro e irregularidades. Os ônibus estavam com bastante dificuldade de transitar pelo local e tinham que dividir a pista com os motoristas dos carros pequenos, o que ficava complicado em horário de pico”, conta James Fabrício, mecânico.

 

Via passará por reparos, garante Strans

Segundo a engenheira civil da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (Strans), Adélia de Melo, toda a Avenida Miguel Rosa passará por reparos. As obras estão sendo realizadas por etapa, de acordo com a complexidade do trecho. 

“Estamos iniciando pela Miguel Rosa, dando atenção aos pontos mais críticos, onde estão sendo registrados afundamentos mais graves, obrigando os motoristas dos ônibus a desviarem e entrarem na faixa dos carros de passeio. Posteriormente, iremos corrigir os pontos mais próximos da estação, de forma a não comprometer os usuários e sem a necessidade de interditar as estações”, disse.

A engenheira explica ainda que os locais que passarão por obra serão previamente informados pela Strans, no site da Prefeitura, com pelo menos uma semana de antecedência, para que os motoristas e usuários se planejem e não sejam pegos desprevenidos. Ainda de acordo com Adélia de Melo, as obras estão sendo concluídas diariamente, de forma a não prejudicar o trânsito.

“Todas as intervenções serão feitas em um dia, para que o transtorno seja mínimo. Tudo será feito rapidamente, ou seja, aberto e fechado ainda no mesmo dia. Alguns locais já passaram por reparos, como próximo à estação da Justiça Federal e da Capelinha de Palha, que eram pontos mais críticos”, comenta. 

Adélia de Melo enfatiza que isso tem acontecido devido o solo ficar exposto ao período chuvoso, fazendo com que o material fique sem resistência. Para que o reparo seja feito, é preciso retirar o asfalto comprometido e colocar um solo cimentado, dando mais resistência para essa carga que está no corredor.


É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Edição: Virgiane Passos
Por: Isabela Lopes - Fotos: Poliana Oliveira

Deixe seu comentário