Há 8 anos sem registrar casos de raiva humana, Piauí planeja Dia D de vacinação em animais

Secretaria de Estado da Saúde do Piauí planeja evento para o dia 25 de setembro. Veterinário alerta para os cuidados com animais silvestres;

02/09/2021 11:09h - Atualizado em 02/09/2021 11:13h

Compartilhar no

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) informou, na manhã desta quinta-feira (02), que está trabalhando a possibilidade de realizar o Dia D da vacinação antirrábica no dia 25 de setembro. De acordo com a secretaria, há oito anos o Piauí não registra casos de raiva humana. Neste ano, a campanha vem sendo elaborada por técnicos da coordenação de saúde ambiental em parceria com as unidades hospitalares.

Ainda conforme a Sesapi, todos os anos, o Piauí vem atingindo as metas da campanha de vacinação contra a raiva do Ministério da Saúde, com pelo menos 80% da população de cães e gatos vacinados. O médico veterinário e técnico da coordenação de saúde ambiental da Sesapi, explica como o trabalho é desenvolvido.

“Estamos entrando em contato com as nossas regiões de saúde para que todos estejam aptos a mais uma vez realizar a campanha com qualidade em todo o nosso estado. Vamos encaminhar os imunizantes para os municípios para que em meados do dia 25 de setembro ou até o início de outubro as aplicações comecem a ser feitas, mantendo o Piauí em uma situação mais protegida contra a raiva e sem registros de casos da raiva humana”, esclarece.

Último caso em 2013

A última vez que o Piauí registrou casos de raiva humana foi em 2013. Na época, dois casos foram confirmados, sendo um no município de Parnaíba e o outro em Pio IX. Segundo a Sesapi, eles foram causados por contato de humanos com animais silvestres.

Francisco de Assis alerta para a vacinação de animais domésticos. Segundo ele, é preciso atenção ao entrar em contato com animais silvestres.

“Os animais silvestres vem sendo os principais transmissores da doença para os humanos, por isso é essencial que as pessoas tenham cuidados e evitem o contato com eles. Caso aconteça algum ataque desses animais é essencial buscar o acompanhamento médico para ter as orientações corretas de como proceder. É preciso lembrar que a raiva humana é 100% letal caso seja negligenciada, por isso é importante buscar logo a assistência médica”, reforça o médico veterinário.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Fonte: Com informações da Sesapi

Deixe seu comentário