Fim do balão da UFPI divide opiniões de motoristas

Condutores reagem a mudanças no tráfego da região, que passam a valer a partir do próximo dia 24

14/06/2017 09:01h

Compartilhar no

Na última semana, a Strans anunciou uma mudança na rotatória próxima a Universidade Federal do Piaui, localizado no cruzamento Avenida Nossa Senhora de Fátima com Avenida Universitária com intuito de diminuir os engarrafamentos na região. A alteração tem dividido a opinião dos motoristas que costumam transitar pela via. 

O mototaxista Robert Freitas está em um ponto localizado próximo ao balão todos os dias e diz que é comum presenciar acidentes no local, ocorridos como consequência da irresponsabilidade de alguns condutores. Para ele, a intervenção no balão trará mais segurança principalmente pelo fato de aumentar a atenção das pessoas, que agora terão que passar por um semáforo. 

No local é comum ocorrências de acidentes de trânsito. Foto: Moura Alves/ODIA

No entanto, o mototaxista compartilha que, já que será necessário dar uma volta maior para chegar à universidade ou chegar à Avenida Visconde da Parnaíba, o preço do serviço deve aumentar. “Vai dar uma volta a mais e eu penso que vai ser melhor. Na Avenida Visconde já tem muito fluxo de carro e agora deve aumentar mais, mas é melhor por causa da segurança que nós vamos ter, principalmente para as motos”, fala. 

Da mesma forma, o estudante Marcondes Ayres vê de forma positiva a mudança, mas faz questão de destacar algumas ressalvas. Para o usuário da via, a agilidade e o fluxo de veículos vai ser um benefício, já que a rota vai se tornar mais livre. No entanto, quando se fala em gastos, Marcondes comenta que o consumo de gasolina vai aumentar por conta do aumento do comprimento da viagem. 

“Nisso, sobra para quem tem carro. Apesar de ser uma boa mudança, eu acho que isso é como se fosse a opção que Prefeitura tem. Porque não tem verba para fazer obra de grande porte, aumenta todas as vias possíveis, e ai o que eles podem fazer pra agilizar e diminuir congestionamentos é tirar retorno e dar volta em quarteirão”, fala. 

Já o motorista Darles Gomes não aprovou a mudança e, além disso, também reclama da diminuição de velocidade em outras vias. Para ele, a medida não traz grandes vantagens para os usuários e sim prejudica quem precisa transitar todos os dias na via. O motorista aponta ainda que o maior problema é na saída da Rua Senador Joaquim Pires, em que se concentra muitos carros em horário de pico.

 “Inclusive nem acho que tenha trânsito demais para fazer essa modificação. Qualquer horário estou passando por aqui e não vejo por que de tantas mudanças em retornos. E quando vão fazer alguma mudança não consultam as pessoas que usam o local”, reclama. 

Mudanças

 De acordo com a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsitos (Strans), a previsão é que a intervenção passe a vigorar no final deste mês, a partir do dia 24 de junho. No local, será feita adequação no canteiro central da Avenida Visconde da Parnaíba para auxiliar nas conversões à esquerda, em direção à Universidade Federal do Piauí.

 Além disso, quem vem da Ponte da Primavera com destino a Ufpi não poderá mais fazer o balão em direção à Universidade e precisará dar uma volta no quarteirão seguinte para ter acesso, nas ruas Eletricista Guilherme e Angélica em direção à Avenida Visconde da Parnaíba e lá pode seguir em frente ou dobrar à esquerda. A rotatória passar por intervenções com intuito de proibir o acesso. 

Numa outra situação, os condutores que vierem da universidade com destino a Avenida Nossa Senhora de Fátima podem seguir direto pela avenida ou dobrar à direita com destino à Avenida Universitária. 

Ainda segundo a Strans, será feita divulgação por meio de panfletos e também com sinalização horizontal e vertical. No local, também ficarão agentes de trânsitos com objetivo de educar e orientar os motoristas que tiverem dúvidas.

Compartilhar no
Edição: Yuri Ribeiro
Por: Letícia Santos

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário