• Natal
  • Policlinica
  • Motociclista
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Férias: Polícia Militar orienta sobre reforço de segurança de casas

Neste período, muitas famílias costumam viajar e os cuidados com a segurança do imóvel devem ser reforçados

05/07/2019 11:42h

O período de férias chegou e nesta época muitas pessoas viajam para o interior ou litoral. Por isso, é necessário um cuidado extra ao deixar a casa fechada. A tenente-coronel Elza Rodrigues, do 1° Batalhão da Polícia Militar do Piauí, lembra que verificar se portas e janelas estão trancadas é essencial antes de sair. 

“É importante checar também se você não deixou nenhum objeto do lado de fora da casa que sirva como facilitador [para bandidos], como escada e outros objetos”, indica. 

Situações como comentar que a residência estará sem cuidados ou exibir nas redes sociais fotos das viagens são algumas das atitudes que também devem ser evitadas. 

Parentes e a vizinhança podem ajudar nesse período. “Deixe uma pessoa de confiança cuidando da sua casa, fazendo a limpeza, pegando as correspondências. Caso você não tenha essa pessoa, recomende um vizinho para verificar e, tendo alguma irregularidade, peça para ligar para o 190 para que a polícia possa examinar in loco se teve acesso de alguma pessoa estranha naquela casa”, ressalta a tenente-coronel.

Além disso, também é recomendado contratar serviços de vigilância, câmeras e cercas elétricas. Caso já tenha algum desses serviços, é importante “verificar se o sistema de alarme está ligado e não recomendamos deixar as luzes acessas porque, geralmente, os infratores observam isso durante o dia, então é um facilitador”, acrescenta Elza Rodrigues.

Sistema de monitoramento

No mercado, é possível encontrar empresas que oferecem sistema de monitoramento de alarme, sensores para portões, portas e janelas, bem como disponibilizam uma central de monitoramento 24h para fazer a vigilância de imóveis.

Ivo Marques, gerente de uma empresa de segurança eletrônica da cidade, reforça a importância destas ferramentas, sobretudo neste período de férias. “Imagina a situação de um morador que está em Parnaíba, quando o alarme é acionado, não tem muito o que fazer. Então, com a central 24h, a gente aciona um carro imediatamente para verificar se há alguém no local. O mesmo caso acontece com as câmeras de segurança, podemos ver, em tempo real, a residência e, quando identificamos algo estranho, ligamos para a polícia. Tem a opção também de cerca elétrica, pois umas das ações do invasor é quebrar o muro, então, com o impacto, a cerca aciona”, pontua Ivo.

Edição: Virgiane Passos
Por: Sandy Swamy

Deixe seu comentário