• Dia do PI 2018
  • Banner boticário Malbec Magnetic
  • TV O DIA - fullbanner w3b
  • TV O Dia - fullbanner

Escritórios compartilhados viram tendência em Teresina

Aluguel de salas comerciais já mobiliadas e sem contratos de longa duração se torna alternativa vantajosa para profissionais independentes.

10/08/2018 07:55h

O coworking segue as tendências do freelancing e das startups, permitindo a reunião de pessoas em um mesmo ambiente de trabalho. A proposta é bastante viável, principalmente para os profissionais independentes ou que querem ter custos menores com aluguel de salas comerciais. 

O empresário Thiago Napoli montou há um ano um espaço onde oferece escritórios compartilhados e com a estrutura necessária para comportar profissionais de diferentes áreas. Ele explica que, apesar de ser uma tendência mundial, essa novidade ainda é bem recente na Capital, mas ressalta os benefícios. 

“Essa é uma prática utilizada no mundo inteiro há muitos anos, mas em Teresina, observamos que as pessoas não estão muito habituadas a esse tipo de modalidade, mas estamos tentando quebrar paradigmas. Esse tipo de serviço possibilita uma comodidade muito grande, principalmente para quem precisa de um escritório completo e não tem ou não quer montar um escritório do zero, onde teria que alugar um prédio, se preocupar com mobiliário e outras burocracias”, comenta.

Ele enfatiza que a principal ideia do espaço compartilhado é o custo-fixo, que fica bem mais em conta. Inclusive, ele cita que algumas empresas estão instalando escritórios completos dentro do local, ou seja, contratam uma estação e instalam seus funcionários, barateando assim o aluguel com salas comerciais. 

Foto: Divulgação

“O segundo propósito, além da comodidade, é fazer com que o profissional se preocupe apenas em trabalhar, porque ele não vai ter as preocupações do dia a dia de uma empresa, que é pagar contas, resolver problemas com manutenção de ar-condicionado, energia, internet, segurança, reparos. Quem resolve somos nós. Ele paga um único boleto e não precisa se preocupar com mais nada e tem acesso a uma estrutura completa”, explica.

Sem fidelidade

Thiago Napoli comenta que profissionais de diferentes áreas optam por escritórios compartilhados, como arquitetos, advogados, contadores, empresa de seguros, banco e construtora. O empresário acrescenta que a não obrigatoriedade de contratos longos também é uma vantagem.

“Geralmente as imobiliárias fazem contratos com vigência de um ano e aqui não tem isso. Se o cliente quer ficar por um mês e por algum motivo não quer mais, vai viajar ou quer sair, ele não vai ser cobrado a mais por sair. Ele paga e usa. Terminou o tempo dele, ele pode sair sem se preocupar em tirar mobília, pintar paredes e entregar o ponto, como acontece em salas comerciais”, pontua.

Outras vantagens

As salas dos escritórios compartilhados possuem estações, no qual o profissional aluga uma estação exclusiva. Outra vantagem é o cliente poder usar o endereço comercial e fiscal, ou seja, o profissional pode abrir uma empresa e colocar no seu cartão de visita.

“Assim, o cliente dele vai até o local achando que é seu escritório, e na verdade é. Você não vai atender na sua estação, mas no café ou na sala de reunião, que é um espaço personalizado para isso. Por dia, cerca de 90 pessoas passam pelo local. Fomos os primeiros a instalar essa modalidade em Teresina e a gente acredita que a tendência é melhorar. Esse é o futuro, porque ninguém quer alugar um prédio interior ou sala comercial”, finaliza.

Clientes

A arquiteta Emanuella Soares conta que conheceu a empresa de coworking em maio de 2017 através de um amigo, também arquiteto, que tinha feito o projeto do escritório compartilhado, e disse ter achado a proposta muito atrativa. Segundo ela, além da comodidade, ter uma sala em um local bem localizado e com estrutura lhe permitiu uma maior interação com profissionais de outras áreas.

“Me encantei pelo espaço e pela ideia inovadora em Teresina. Me proporciona um ambiente de trabalho acolhedor, tanto para mim como para meus clientes. Tem boa estrutura de apoio e uma excelente localização. Aumentei minha rede de contatos pela diversidade de profissionais que dividem os espaços comigo”, finaliza.

Edição: Virgiane Passos
Por: Ananda Oliveira

Deixe seu comentário






Enquete

Um jovem morreu ao sofrer descarga elétrica colocando celular para carregar. Quais cuidados você toma em relação a isso?

ver resultado