Empresas de ônibus entregam planilha sobre impactos financeiros à Strans

O Consórcio SITT e demais consórcios também entregaram um cronograma de ações a serem executadas

17/09/2021 12:42h - Atualizado em 17/09/2021 12:48h

Compartilhar no

O Consórcio SITT e demais consórcios do sistema de transporte público de Teresina protocolaram nesta sexta-feira (17) a entrega de uma planilha de gratuidades, dos impactos financeiros e perspectiva de cronograma de ações a serem executadas após estabelecimento de Auxílio Gratuidade da Prefeitura de Teresina. O material protocolado deverá ser analisado pela Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) em reunião com a Diretoria de Transportes do Município e técnicos do Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina (SETUT).

Os consórcios e as empresas reafirmam que não abrem mão de direitos assegurados por contrato (Foto: Arquivo O Dia)

Nesta semana foi realizada uma reunião com a Strans a fim de buscar uma solução e acordo entre as partes. Naiara Moraes, representante do SITT e consultora jurídica do SETUT, informa os próximos passos das tratativas com o Ente Municipal.

"Fizemos o protocolo da planilha de gratuidades, e dos impactos financeiros desse benefício. O relatório leva em consideração as gratuidades transportadas (estudantes, integração e categorias) referentes aos meses de janeiro a agosto de 2021. Também encaminhamos uma perspectiva de cronograma, tão logo se estabeleça o auxílio do Município. As gratuidades transportadas são um parâmetro inequívoco e temos esperança de que seja referendado para a construção do auxílio financeiro ao sistema de transporte coletivo", disse.

Naiara Moraes informa os próximos passos das tratativas com o Ente Municipal. (Foto: Arquivo O Dia)

Naiara Moraes comenta ainda sobre as negociações contratuais e de subsídio. "As demais discussões de contrato, como repasses e outros valores, continuarão em tratativas, ao mesmo tempo em que se busca uma solução para a retomada dos serviços a partir desse termo de compromisso. Os consórcios e as empresas reafirmam que não abrem mão de direitos assegurados por contrato", conclui a representante do Consórcio SITT.

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário