Em protesto, Agentes de Saúde de Teresina pedem auxílio transporte em dinheiro

crise do transporte público da Capital muitos agentes não conseguem se deslocar até o trabalho ou fazem uso de seus próprios veículos

20/10/2021 11:41h

Compartilhar no

Agentes de saúde de Teresina realizaram um protesto, na manhã desta quarta-feira (20), em frente à Câmara de Vereadores. Os trabalhadores pedem que a Prefeitura faça o pagamento dos vales transportes em espécie, que atualmente ocorre por meio eletrônico. Segundo a categoria, devido à crise do transporte público da Capital muitos agentes não conseguem se deslocar até o trabalho ou fazem uso de seus próprios veículos.

(Foto: Tárcio Cruz/ODIA)

“Estamos com essa crise do transporte e lutando para que esses agentes, que hoje utilizam seus próprios automóveis e motos, possam receber os vales em dinheiro, anexado no contracheque. Assim, ele pode fazer melhor uso desse incentivo, podendo colocar a gasolina no seu transporte ou até usar para alimentação, já que muitas vezes não dá tempo de retornar à sua residência no horário de almoço”, explica Rômulo Stefanno, agente comunitário.

Ainda de acordo com o representante dos agentes de Saúde, sem ter como voltar para suas residências entre os turnos, os trabalhadores chegam a se alimentar em vias públicas. “Os agentes de endemias trabalham cobrindo áreas afastadas e não têm como voltar, tanto por conta da crise do transporte como pelo pouco tempo, e acabam almoçando na rua, embaixo de uma árvore. É um descaso”, acrescenta.

Rômulo Stefanno, agente comunitário (Foto: Tárcio Cruz/ODIA)

Atualmente, Teresina conta com, aproximadamente, dois mil agentes de Saúde, entre agentes comunitários de saúde, que trabalham no Estratégia Saúde da Família (ESF), e de combate às endemias. Todos os profissionais, atualmente, recebem vale transporte eletrônico.

Contraponto

Por meio de nota, a Fundação Municipal de Saúde (FMS) informa que a Secretaria Municipal de Administração (Sema), responsável pela gestão de recursos humanos da prefeitura, que está realizando um estudo de todos os servidores que recebem o auxílio-transporte em formato eletrônico, para que se levante o impacto dos pagamento desses valores em pecúnia.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário