Em cenário de abandono, obras de Avenida seguem paradas na zona Leste

No local, a situação é de abandono, obra paralisada, sujeira e insatisfação dos moradores

10/08/2021 10:06h - Atualizado em 10/08/2021 10:19h

Compartilhar no

Com investimento total de mais de R$ 20 milhões, os serviços de execução da Avenida Ulisses Marques, que ligará as Zonas Leste e Norte de Teresina, seguem paralisados e sem previsão de retomada pela prefeitura. O percurso total é dividido em duas partes.

A obra foi projetada, licitada e iniciada na gestão do ex-prefeito Firmino Filho. O primeiro trecho da Ulisses Marques, que compreende a ligação da Presidente Kennedy com a Rua Dirce de Oliveira (bairro Ininga), foi entregue no ano passado e veículos trafegam pela via. Porém, faltam 240 metros de pavimentação asfáltica para o cruzamento com a Avenida Raul Lopes. No local, a situação é de abandono, obra paralisada, sujeira e insatisfação dos moradores e motorista da região.


Foto: Jailson Soares/ODIA

Mesmo na parte que já foi entregue a população, a escuridão toma conta do local e impede a utilização do trecho a noite, assim como aumenta a insegurança para moradores do local.

O engenheiro da Superintendência das Ações Descentralizadas Leste (saad-leste), José Alberto Lustosa, explica que parte da construção está parada por conta de um impasse entre a prefeitura e a construtora responsável pelo serviço.

“Está faltando ainda 700 metros de calçada além da limpeza que é de responsabilidade da SAAD Leste. O outro trecho, até a Raul Lopes, foi licitado pela Saad Norte juntamente com o acesso da ponte. A empresa licitada para fazer desistiu da obra e, consequentemente, ficou parado esse serviço. Está sendo feita uma nova licitação para concluir”, disse.

Quanto a iluminação, a promessa é de que em breve a empresa licitada comece colocar os postes. “Essa obra tem um prazo de 150 dias, mas é um prazo elástico, mas vai depender da conclusão da licitação da Saad Norte”, finaliza.

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário