Eliardo Cabral, promotor nos casos Correia Lima e Fernanda Lages, morre de Covid-19

Ele se notabilizou pelas declarações polêmicas que deu ao longo das investigações de grande repercussão no estado

01/03/2021 14:24h - Atualizado em 01/03/2021 16:39h

Compartilhar no

O promotor de Justiça, Eliardo Cabral, morreu na manhã desta segunda-feira (1), na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Satélite, zona Leste de Teresina, por complicações de saúde em decorrência do novo coronavírus (Covid-19).

Cabral ficou conhecido por sua participação nas investigações de dois casos de grande repercussão no estado: o de combate ao crime organizado, que resultou na prisão do ex-militar José Viriato Correia Lima, e o da morte da estudante Fernanda LagesEm nota, a Associação Piauiense do Ministério Público (APMP) lamentou o falecimento do promotor de Justiça, prestou condolências à família e destacou sua atuação nos casos já citados. "Construiu uma brilhante carreira, deixando, ao longo de décadas de dedicação e amor pelo MP, grande legado para a instituição e para o engrandecimento classe ministerial piauiense", lembrou.

O governador Wellington Dias (PT) também manifestou, através de nota, o seu pesa pela morte de Eliardo Cabral. "Esteve a frente de diversos casos importantes e deixou sua marca como promotor no estado do Piauí. Neste momento de dor, o Governo do Piauí expressa as mais sinceras condolências à família e aos amigos pela sua perda", frisou.

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário