• Natal
  • Policlinica
  • Motociclista
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Em passeata, estudantes e professores pedem por mais segurança

A "caminhada pela paz" foi idealizada por amigos do estudante de medicina Antonio Rayron, que foi assassinado ao reagir a um assalto no último domingo (23).

01/12/2018 14:55h - Atualizado em 01/12/2018 15:16h

Vestidos branco professores, estudantes e familiares de Antônio Rayron, realizaram neste sábado (01), uma caminhada para homenagear o universitário, que foi morto no último domingo (23), ao reagir a um assalto em uma estação de ônibus na zona Sul de Teresina.  A passeata teve inicio na Igreja de Nossa Senhora de Fátima, zona Leste e seguiu até a Universidade Federal do Piauí (UFPI), onde Rayron cursava medicina. 


Antônio Rayron de Holanda, estudante de medicina. (Foto: Reprodução/Facebook)

Para José Tiburcio, professor de medicina da UFPI, a caminhada, além de ser uma homenagem ao estudante, é também um pedido de paz. “Esta união aqui hoje simboliza uma indignação, que não é apenas da família dele. Um sonho foi desperdiçado. Ele era alguém que sonhava, que lutava e isso foi desperdiçado sem motivo algum. E por isso estamos aqui para protestar e fazer esta homenagem ao Rayron”, afirma. 

Ilan Sobral, amigo de Rayron, relembra um pouco sobre como o estudante era. “O que ele passava para mim, era o que passava para todos. Sempre foi uma pessoa do bem, procurava ajudar em que precisasse, tinha um jeito próprio. Era uma pessoa excelente, todo mundo o queria por perto”, conta. 


Foto: Zan Viana/ODIA

Segurando cartazes pedindo justiça, familiares e amigos encerraram a caminhada em frente a UFPI, onde foi realizado um abraço coletivo e após orações foram soltos balões brancos. 

Por: Geici Mello e Zan Viana

Deixe seu comentário