Covid-19: Morre o Sr. Abrahão Gama, do tradicional 'Suco do Abrahão'

O ilustre teresinense tinha mais de 90 anos e perdeu a luta contra a covid-19.

19/03/2021 09:43h - Atualizado em 19/03/2021 11:34h

Compartilhar no

Teresina perdeu nesta sexta-feira (19) um de seus personagens mais tradicionais, o Sr. Abrahão, do tradicional "Suco do Abrahão", na zona Norte.

Seu Abrahão perdeu a luta contra a covid-19. Confira um pouco da história desse personagem lendário da nossa Capital, em matéria da jornalista Karool Oliveira, que publicamos no ano de 2017, para comemorar o aniversário de Teresina.

A história do Sr. Abrahão Silva Gama

Era 1957 quando o maranhense Abrahão Silva Gama construiu, em um terreno baldio, o prédio que abrigaria a lanchonete que, há seis décadas, é referência em sucos na capital piauiense. Mas solidificar este empreendimento não foi tarefa fácil. O dinheiro para levantar a obra veio das vendas de picolé, que o sustentava desde que chegara a Teresina, quando tinha 18 anos.

“Quando cheguei, não tinha mais idade para estudar, tive que diminuir dois anos para conseguir vaga na escola. Não tive muita sorte no começo, logo fui abraçado por uma tuberculose, mas consegui superar. Trabalhei na empresa Três Irmãos e depois vendendo picolé, pois, na época, picolé estava em evidência. E foi vendendo picolé, lutando no dia a dia e prosperando que construí esse prédio”, relembra Abraão.

(Foto: Arquivo O Dia)

Hoje com 89 anos, sendo 60 dedicados à venda de sucos e lanches, Abrahão atribui a prosperidade do seu negócio ao carisma que ele tem ao receber os clientes. A conversa e a boa convivência são o que mais conquistam os consumidores. “Eu era leigo e, no dia a dia, fui me aperfeiçoando ao ponto de hoje ser uma pessoa de destaque em Teresina, por conta da dedicação e da maneira que eu tenho de servir bem a partir da palavra. A prosperidade me abraçou, eu aproveitei e hoje tenho a dizer que trabalho não por necessidade, mas por vontade de gastar o tempo fazendo algo que gosto”, explica.

Todavia, o maranhense nem imaginava que ia ganhar tanta notoriedade através do seu trabalho. “De certo modo, fui convivendo com o pouco e, graças à minha estratégia e meu merecer, o povo de Teresina hoje é minha família. Me sinto bem, feliz, mas estou banhado de humildade. Não me envaidece, mas me alegra por ter feito um suco à altura do contentamento do povo e hoje tenho rendimento para atuar na área da caridade, fazendo o bem quem precisa”, diz.



O governador Wellington Dias (PT), publicou em suas redes sociais uma nota lamentando a morte do Seu Abrahão. "Quem nunca fez uma parada pra tomar um suco com salgado em sua lanchonete? A sua história de vida se mistura a história do Centro de Teresina. Um exemplo de empreendedorismo e tradição do Piauí. Que falta a sua presença física vai fazer, Seu Abrahão! Mas saiba que o seu legado nunca será esquecido no coração dos piauienses". 


A Prefeitura Municipal de Teresina (PMT), divulgou uma nota pesar pela morte   "Seu" Abrão e deixou a sua solidariedade aos familiares e amigos neste momento de dor.


É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário