Covid-19: Fundação nega contaminação de idoso em ambulância

O caso veio à tona depois Valdinar Santos apareceu em um vídeo questionando o laudo médico de que o pai Valdemar Pessoa dos Santos, de 68 anos de idade, teria falecido por Covid-19

28/05/2020 14:17h - Atualizado em 28/05/2020 14:56h

Compartilhar no

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) de Teresina negou nesta quinta-feira (28) informações contidas em uma nota de esclarecimento do Hospital Getúlio Vargas de que um idoso teria sido transferido do Hospital de Urgência de Teresina (HUT) para o HGV juntamente com uma pessoa infectada pelo novo coronavírus, o que teria levado à contaminação do homem que faleceu no último domingo (24).


Leia também

Teresina: Idoso pode ter contraído Covid-19 em ambulância; entenda 


O caso veio à tona depois Valdinar Santos apareceu em um vídeo questionando o laudo médico de que o pai Valdemar Pessoa dos Santos, de 68 anos de idade, teria falecido por Covid-19. Segundo o relato, o idoso sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC), passou por uma cirurgia no HUT, logo depois foi transferido para o HGV e ficou internado no setor destinado aos pacientes não Covid. A família questionou por qual motivo a causa da morte apontada pelos médicos foi a doença provocada pelo novo coronavírus.

Ao esclarecer através de nota à imprensa que o idoso apresentou problemas respiratórios e, por prevenção, foi levado para a área Covid, o HGV acabou revelando que Valdemar Pessoa dos Santos chegou à unidade de saúde sendo trazido do HUT em uma ambulância juntamente com uma paciente da Covid-19. “A direção do HGV  informa que como o paciente veio do HUT juntamente com uma paciente que testou positivo, apesar da negatividade do teste no primeiro momento, o paciente continuou em observação”, disse a nota. O Portal O Dia repercutiu o caso na última terça-feira (26).

Hoje, a FMS se manifestou e negou que o idoso tenha sido transferido ao lado de outro paciente. Em comunicado, a Fundação afirmou que “não havia segundo paciente dentro da mesma ambulância. O usuário Valdemar Pessoa dos Santos estava na UTI do HUT e foi transferido para o HGV em uma ambulância de suporte avançado do SAMU, com todo o aparato necessário e por equipe qualificada”.

A FMS esclareceu ainda que o paciente chegou ao HUT proveniente do município de Barro Duro, interior do Piauí, com déficit de força muscular do lado direito e diminuição no nível de consciência. Após exames, Valdemar Pessoa foi diagnosticado com AVC hemorrágico e angiotomografia, que evidenciou aneurisma, e pneumonia. Ele passou com uma cirurgia e foi transferido para o HGV porque a unidade é referência nesse tipo de tratamento.

Veja a nota completa

Acerca da reclamação de que um usuário teria supostamente contraído Covid-19 em ambulância após ser transportado juntamente com paciente infectado, a Fundação Municipal de Saúde (FMS) esclarece que essa informação não é verídica, pois não havia segundo paciente dentro da mesma ambulância. O usuário Valdemar Pessoa dos Santos estava na UTI do HUT e foi transferido para o HGV em uma ambulância de suporte avançado do SAMU, com todo o aparato necessário e por equipe qualificada.

A Fundação comunica ainda que o mencionado paciente veio transferido do município de Barro Duro com suspeita de AVC e deu entrada no dia 23/04 no HUT, com quadro de déficit de força muscular do lado direito e diminuição de nível de consciência. A equipe do estabelecimento realizou todos os procedimentos médicos necessários, inclusive exames laboratoriais, tomografia de crânio que constatou o diagnóstico de AVC hemorrágico e angiotomografia que evidenciou aneurisma do lado esquerdo. Ele também foi diagnosticado com pneumonia. Foi realizada cirurgia, com abertura da calota craniana e limpeza de hematoma. Após o procedimento, foi direcionado para leito de UTI.  No dia 09/05, o paciente foi transferido para o HGV, já que esse estabelecimento é referência no tratamento de aneurisma.

A Fundação Municipal de Saúde lamenta o óbito do paciente, ocorrido no HGV, e coloca-se à disposição para prestar quaisquer esclarecimentos.

Compartilhar no
Por: Otávio Neto

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário