• assinatura jornal

Com 12 votos a favor, Conselho aprova passagem de ônibus a R$ 3,71

Reunião encerrou por volta das 17h20. Conselho definiu, por 12 votos a 2, os novos valores de tarifa para os usuários comuns e estudantes.

04/01/2018 13:39h - Atualizado em 04/01/2018 19:10h

Com 12 votos a favor, o Conselho Municipal de Transporte aprovou a nova tarifa do transporte coletivo da capital a R$ 3,71 para usuários comuns e de R$ 1,18 para estudantes. Apenas duas entidades votaram contra o reajuste, sendo elas: a Associação dos Deficientes Físicos de Teresina e o Diretório Central dos Estudantes da Universidade Federal do Piauí. Já o presidente da Associação dos Usuários de Transporte de Teresina, José Borges Sousa, se absteve da votação. A reunião do Conselho Municipal de Transporte foi encerrada por volta das 17h20. 

Forte esquema de policiamento foi montado para impedir manifestações. (Foto: Elias Fontenele/O Dia)

De acordo com o superintendente da Strans, Carlos Daniel, a tarifa é necessária porque o sistema de transporte urbano está defasado. "Essa é uma tarifa técnica que era necessária. O sistema está super defasado e essa defasagem se deve à queda do número de passageiros, que em 2017 caiu cerca de 18%", afirma.

A representante da Associação de Deficientes Físicos de Teresina, Amparo Sousa, explica que foi contra o reajuste porque alguns profissionais, como policiais e agentes penitenciários, continuarão a ter direito à gratuidade. Para ela, determinados profissionais que têm condições de pagar a tarifa, deveriam pagar pelo serviço de transporte. "Eu acho que os estudantes comprovadamente carentes devem ter passe livre. Fui contra porque mantiveram os privilégios desses profissionais que têm condições de pagar a passagem", explica.

Policiais e manifestantes concentrados em frente ao prédio da Semjus. (Foto: Elias Fontenele/O Dia)

Segundo o estudante Hector Martins, representante do DCE/UFPI, que diz ter sido comunicado sobre a reunião apenas duas horas antes, a nova tarifa está fora da realidade do trabalhador e dos estudantes de Teresina, e afirma que, a partir de amanhã (5), os estudantes irão se mobilizar para tentar barrar o reajuste. A primeira manifestação está marcada para acontecer amanhã à tarde, na Avenida Frei Serafim.

Estudantes ficaram indignados com o resultado da reunião. (Foto: Elias Fontenele/O Dia)

Com a aprovação, a decisão será enviada ao prefeito Firmino Filho (PSDB) que determinará se sanciona ou não o reajuste definido pelo Conselho Municipal de Transportes e decidirá quando o novo valor entrará em vigor. Caso a nova tarifa seja sancionada pelo prefeito Firmino, o valor da passagem de ônibus para o usuário comum corresponderá a 21% do salário mínimo, levando em consideração a quantidade de passagens de um usuário que pega dois ônibus por dia, de segunda a sábado. 

A reunião

A reunião do Conselho Municipal de Transporte para definir o possível aumento da passagem do transporte coletivo de Teresina teve início na tarde desta quinta-feira (4), com um forte esquema de policiamento, composto por policiais da Tropa de Choque da Polícia Militar e guardas municipais. Os policiais estiveram no local para agir em caso de grande aglomeração de pessoas e impedir a entrada dos manifestantes no interior da sede da Semjus. A rua Anfrísio Lobão, no trecho próximo a sede da Secretaria Municipal de Juventude, no bairro Jockey, foi isolada pela Polícia.

Policiais da Tropa de Choque da Polícia Militar. (Foto: Elias Fontenele/O Dia)

Apesar do alerta geral compartilhado nas redes sociais por entidades estudantis, pedindo o comparecimento de passageiros de ônibus para um ato antes da reunião, somente cerca de 50 pessoas compareceram à manifestação. Muitos manifestantes mostravam-se indignados com o fato da reunião ter sido comunicada apenas poucas horas antes, não dando possibilidade para as categorias que são contra o reajuste se organizarem.


Matéria original

Pode ser decidido nesta quinta-feira (04) o aumento da passagem do transporte coletivo de Teresina. Uma reunião do Conselho Municipal de Transporte foi marcada para as 15h30, na sede da Secretaria Municipal de Juventude, localizada na rua Anfrísio Lobão, no bairro Jockey. 

A decisão sobre o reajuste foi adiada desde o dia 28 de dezembro. De acordo com a planilha apresentada pela Strans, o valor da nova tarifa deve ser de R$ 3,71. Já a passagem estudantil não ficará mais congelada e sobe para R$ 1,18.

Segundo o presidente do Diretório Central dos Estudantes da Universidade Federal do Piauí, Vitor Carvalho, a convocatória para a reunião de hoje foi entregue sem a antecedência mínima de 24h. “O objetivo da prefeitura é fugir da indignação dos usuários do precário transporte público de Teresina e apenas aprovar o aumento para encher o bolso dos empresários do transporte, sem que ninguém tenha tempo de debater e questionar o valor absurdo que está sendo proposto”, afirma o estudante.

Um alerta geral está sendo compartilhado na internet, chamando os passageiros de ônibus para um ato antes da reunião. A concentração será às 15h, na parada do Shopping Riverside. De lá, os manifestantes seguem para a Semjuv.

A decisão final sobre o valor da passagem cabe ao prefeito Firmino Filho (PSDB), que precisa sancionar o que for decidido pelo Conselho Municipal de Transportes. 

Por: Nathalia Amaral, com informações de Luís Carlos de Oliveira.

Deixe seu comentário