Comitê municipal faz planejamento para retorno das aulas presenciais

A Semec pretende concluir o plano de ação nas próximas semanas.

10/07/2020 13:02h

Compartilhar no

Mesmo sem data definida para o retorno das aulas presenciais na rede municipal de ensino de Teresina, a Secretaria Municipal de Educação (Semec) já se organiza para definir um planejamento das atividades. Para isso, foi criado um comitê com gerentes de todos os setores, além de representantes da Fundação Municipal de Saúde (FMS) e do Conselho Municipal de Educação para elaborar um plano de ação incluindo uma série de protocolos de segurança, com reorganização do ambiente escolar, planejamento das aulas, Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e até mudança na rotina de transporte e merenda.

A secretária municipal de Educação, Kátia Dantas, explica que a secretaria está acompanhando o planejamento da Prefeitura e que está sendo desenvolvida uma sistemática para que, quando esse retorno acontecer, seja de forma gradual e segura, tanto para os alunos como para os professores. Além disso, o retorno deve ocorrer por grupos de alunos.

“O comitê que discute o retorno das aulas está debruçado em estudos e pesquisas sobre estratégias que estão funcionando em outros locais. Estamos buscando referências sobre o que tem dado certo nos países que já retomaram as atividades educacionais, mas dentro da nossa realidade. Estudamos cada aspecto da rotina escolar e faremos modificações onde for necessário. Será um processo gradual e responsável”, explicou.

A Semec pretende concluir o plano de ação nas próximas semanas. A ideia é já começar o diálogo com os diretores das escolas, realizar as adequações necessárias e planejar a nova rotina com os pais. As aulas estão suspensas desde março, quando foram registrados os primeiros casos de Covid-19 em Teresina. Alunos e professores tiveram suas férias antecipadas e, em junho, a Semec retomou as aulas com o regime de atividades pedagógicas não presencia

Leia tambémRetorno das aulas presenciais no Piauí só deve acontecer em agosto 

Enquanto isso, os alunos seguem tendo aulas remotas e os resultados, na avaliação da secretária, são bastante positivos. “Nós criamos uma série de estratégias e contato com os alunos por meio de outras formas e, seguindo nosso monitoramento, conseguimos alcançar cerca de 80% dos nosso alunos, tendo um retorno das nossas atividades e acompanhando esses alunos. Nossa avaliação é positiva, considerando que com todo esse prejuízo do isolamento conseguimos, com essas atividades, minimizar um pouco. Temos sentido uma colaboração das famílias, porque sem elas esse momento não acontece. Os pais estão entendendo a importância e participando desse processo”, completa.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Por: Isabela Lopes

Deixe seu comentário