Comédia nacional e filme de terror entram em cartaz nos Cinemas Teresina

Além de Ingrid Guimarães de volta às telonas, os Cinemas Teresina traz uma refilmagem e um lançamento religioso.

11/04/2019 07:00h

Compartilhar no

A partir desta quinta-feira (11), o Cinemas Teresina passa exibir novos filmes, estreias de todos os gêneros para todos os públicos. Entram em cartaz a comédia brasileira “De Pernas Pro Ar 3”, “Primeiro Ano”, “Superação - O Milagre da Fé” e o filme de terror “Suspíria - A Dança do Medo”. Também nessa semana, acontecem as pré-estreias dos premiados “Chuva é Cantoria na Aldeia dos Mortos” e “Los Silencios”.

Ingrid Guimarães retorna aos cinemas na sequência “De Pernas Pro Ar 3”. No filme ela vive Alice, nome a frente da Sex Delícia e que roda o mundo, visitando os mais diversos países em uma correria interminável. Sem tempo para se dedicar à família, quem assume a casa é seu marido João, que cuida dos filhos Paulinho e Clarinha. Cansada de tanta agitação, Alice decide se aposentar e entregar o comando dos negócios à sua mãe, Marion. Porém, o surgimento de Leona, uma jovem competidora, faz com que mude seus planos.

A produção “Primeiro Ano” também entra em cartaz nos Cinemas Teresina. No drama, Benjamin acaba de se formar no ensino médio e está começando seu primeiro ano da faculdade de medicina. Já Antoine está começando o primeiro ano pela terceira vez. Quando os dois se conhecem, uma amizade logo se forma e os dois se unem para enfrentar noites mal dormidas, um ambiente extremamente competitivo e a pressão das expectativas para seu futuro.


“Suspíria - A Dança do Medo” é a refilmagem de um clássico do terror que chega hoje às telonas - Foto: Divulgação

Outro lançamento da semana é o filme “Superação - O Milagre da Fé”. No drama, John Smith, de 14 anos, passeava com a família em uma manhã de inverno no Lago St Louis, no Missouri, quando, acidentalmente, sofreu uma queda e se afogou. Chegando ao hospital, John foi considerado morto por mais de 60 minutos até que sua mãe, Joyce Smith, juntou todas as suas forças e pediu a Deus para que seu filho sobrevivesse. Sua prece poderosa foi responsável por um milagre inédito. 

E tem novidade também para fãs de filme de terror. Passa a ser exibido a refilmagem de um clássico do terror “Suspíria - A Dança do Medo”. No enredo da produção, a escuridão toma conta de uma companhia de dança mundialmente renomada, envolvendo a diretora artística da companhia, uma jovem dançarina ambiciosa e um psicoterapeuta de luto. Alguns vão sucumbir ao pesadelo. Outros finalmente vão acordar.

Pré-estreias

No sábado, dia 13, às 11h, será exibido como pré-estreia o filme “Chuva é Cantoria na Aldeia dos Mortos”. O documentário ganhou o prêmio do júri da mostra “Um Certo Olhar” do Festival de Cannes. A produção trata sobre os indígenas brasileiros da etnia Krahô. A equipe gravou o filme durante nove meses, depois de ter passado longas temporadas com a comunidade de 3.500 pessoas, no estado do Tocantins. 

A produção acompanha a história de Ihjac que faz parte da aldeia. No começo do filme ele recebe um chamado do pai, já morto, para que termine o ritual fúnebre. Ihjac também está no meio de um processo para se tornar xamã entre seu povo. O filme conta com os membros da própria comunidade interpretando eles mesmos e falando em seu próprio idioma.

Também como pré-estreia será exibido o filme “Los Silencios” no domingo, dia 14, às 10h30. Falado em espanhol e em línguas indígenas, o drama foi selecionado para ser exibido na seção “Quinzena dos Diretores” no Festival de Cannes de 2018. 

No filme, Núria e Fábio chegam de madrugada com sua mãe Amparo a uma ilha desconhecida, na fronteira entre Brasil, Colômbia e Peru. Estão fugindo dos conflitos armados na Colômbia e, ali, descobrem que seu pai, supostamente morto num deslizamento de terra de uma mineradora, se esconde em uma das casas de palafitas da ilha, onde passam a morar. Com medo de trair esse segredo de família, Núria silencia, enquanto Fábio parece conviver com isso sem problema algum. Em meio a esse processo, a família tenta receber uma indenização pela morte do pai e obter um visto para fugirem para o Brasil.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Por: Yuri Ribeiro - Jornal O Dia

Deixe seu comentário