Chuva de 4 horas em THE deixa vários pontos de alagamento e trânsito lento

Semáforos das principais vias estão apagados e há formação de engarrafamento. Veja os principais pontos de alagamento e que locais evitar.

03/04/2019 07:36h - Atualizado em 03/04/2019 11:29h

Compartilhar no

O teresinense tem enfrentado transtornos e dificuldades para sair de casa na manhã desta quarta-feira (03) devido à forte chuva que está caindo desde as 4 horas da manhã. São vários os pontos de alagamento na zona urbana, além de semáforos quebrados e longos engarrafamentos. Na zona Leste, por exemplo, foram identificados pontos de inundação na Avenida Presidente Kennedy, Avenida João XXIII, no cruzamento com a Nossa Senhora de Fátima e a própria Avenida Nossa Senhora de Fátima também acumula água em boa parte de sua extensão.


O balão da Universidade Federal do Piauí está completamente tomado pela água e os veículos que não conseguem fazer a travessia formam um engarrafamento que se estende até o cruzamento com a Avenida Universitária. A Avenida Elias João Tajra, onde foi feita uma obra de rebaixamento para evitar o acúmulo de água, também registra um ponto de alagamento. Quem tenta pegar o acesso da ponte JK, na João XXIII também encontra dificuldades, não só pelo alagamento no cruzamento, mas também porque o semáforo que sinaliza o terminal de passageiros na cabeceira da ponte está apagado.


Foto: Assis Fernandes/O Dia

Seguindo pela Avenida Frei Serafim, o principal ponto de alagamento é no cruzamento com a Rua Santa Catarina e também em frente ao Colégio das Irmãs, onde há mais semáforos apagados por conta da chuva. Os veículos também forma engarrafamento no local.


Foto: Assis Fernandes/O Dia

Na zona Sul, foram identificados pontos de alagamento na Avenida Cromwell de Carvalho, nos cruzamentos com a Avenida Pedro Almeida e Miguel Sady, além de vários locais ao longo da Avenida Miguel Rosa, principalmente na altura da Tabuleta. A Avenida Eurípedes Aguiar, no bairro Macaúba, também está debaixo d’água, assim como a Avenida da Cervejaria Ambev, no bairro Angelim onde, na semana retrasada, o nível da água chegou a cobrir parcialmente alguns veículos estacionados no depósito do local.

Compartilhar no
Por: Maria Clara Estrêla

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário