Casal resgatou 80 gatos abandonados em avenida em um mês: "A Marechal não é abrigo"

Gilvan Gomes e Fabiane Sampaio resgatam os animais há seis anos, na pandemia o abandono aumentou muito.

29/04/2021 12:14h - Atualizado em 29/04/2021 12:33h

Compartilhar no

Há cerca de 6 anos o casal Gilvan Gomes e Fabiane Sampaio resgatam gatos que são abandonados em toda extensão da Avenida Marechal Castelo Branco, que segue da zona norte a zona sul de Teresina. Durante a pandemia a quantidade de animais abandonados aumentou significativamente, só em abril foram abandonados 80 gatinhos.


(Foto: Arquivo Pessoal)

Quando Gilvan e Fabiane se mudaram para próximo da AV. Marechal, em 2015, eles começaram a alimentar os animais e auxiliar quando estavam doentes, na época eram 25 kg de ração por mês. Hoje, são 75 kg de rações ao mês, fora medicação e veterinário.

“Nós vimos que o que os gatos que estão na avenida não sobrevivem muito tempo na Marechal, pelas condições que estão, eles são atropelados ou pegam doenças. Existem algumas exceções de gatos adultos que estão há anos no local, mas estes estão castrados”, explica Gilvan Gomes. 

Com o aumento da demanda de cuidados, o casal criou uma conta no instagram @gatinhosdaMarechal para pedir ajuda a população, pois eles possuem dividas em clinicas veterinárias, por conta da quantidade de animais doentes que são acolhidos.

“Não tem um dia que não tenha animal abandonado. Antes da criação da conta no instagram, divulgávamos as doações e pediamos ajudas para ONG´S e casa de abrigo da capital”, diz Gilvan Gomes. 

A conta na rede social foi criada para: as pessoas se conscientizarem que os gatinhos morrem após o abandono, para adoção dos animais e com o intuito de que as autoridades públicas possam tomar providências, já que o abandono é questão de saúde pública. Desta forma, Gilvan acredita que a instalação de câmeras na Avenida Marechal e outros pontos de abandonado da cidade podem coibir a ação.


(Foto: Arquivo Pessoal)

“Nós sempre batemos na tecla que inicialmente, o essencial é a implementação das câmeras de segurança. Na Marechal, as pessoas que abandonam os gatos vão no mínimo de moto, então, a partir do momento que tem monitoramento, identificação e punição, as pessoas começam a ter receio do abandono”, concluí.

Para ajudar os gatinhos é possível contribuir com rações, pagamentos da dívida em clinicas veterinárias ou adoção dos animais.

Abandono de animais é crime

Abandonar ou maltratar animais é crime previsto pela Lei Federal nº 9.605/98. Vale lembrar que uma nova legislação, a Lei Federal nº 14.064/20, sancionada em setembro, aumentou a pena de detenção que era de até um ano para até cinco anos para quem cometer este crime. Além disso, o rito processual passa à vara criminal, não mais ao juizado especial.

Com isso, foi criado o Dezembro Verde que vai alertar a população sobre as graves consequências do abandono de animais e fomentar a guarda responsável dos bichinhos, geralmente cães e gatos que vagam nas ruas, após serem abandonados por seus tutores. 


(Foto: Arquivo Pessoal)

Embora não haja estatísticas oficiais, uma estimativa da Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta que mais de 30 milhões de cães e gatos estejam em situação de abandono no Brasil. 

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário