• Banner Cultura Governo do PI
  • Obras no Litoral Cultura
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Cadeirantes fazem ato contra sucateamento do Transporte Eficiente

Para os manifestantes, a frota disponibilizada pela Prefeitura de Teresina é insuficiente e apresenta problemas de manutenção.

04/04/2019 11:41h

Cerca de 70 cadeirantes fizeram um ato na manhã desta quinta-feira (4), em frente à Câmara Municipal de Teresina, para protestar contra o sucateamento do Transporte Eficiente, serviço de transporte público municipal voltado para pessoas com deficiência. Segundo os manifestantes, a frota disponibilizada pela Prefeitura de Teresina é insuficiente e apresenta problemas de manutenção, prejudicando os usuários.

Segundo Wilson Gomes, presidente da Associação dos Cadeirantes do Município de Teresina (ASCAMTE), a frota possui 14 ônibus, mas apenas 12 estão em circulação. “Desses 12, nós temos a informação de que três irão parar de funcionar a partir de dezembro. Ano passado o prefeito nos prometeu cinco carros novos, mas esses carros ainda não saíram. Nós estivemos na Secretaria Municipal de Administração, onde comprovamos que a licitação não se encontra lá, ainda está na Strans”, afirma. 

Para os manifestantes, mesmo com cinco novos veículos, a frota continuará insuficiente para atender os usuários. “Eles vão apenas substituir aqueles carros que já estão totalmente sucateados e não tem mais condição de rodar, então o mínimo seria 10 carros”, destaca Wilson Gomes. 

Os manifestantes estiveram na Câmara cobrando que os vereadores se comprometam em cobrar junto à Prefeitura a renovação da frota, para que o processo tenha celeridade. Já a líder do prefeito na Câmara, a vereadora Graça Amorim, argumentou que o processo licitatório está dentro do prazo e que os ônibus do transporte coletivo de massa foram adaptados para atenderem também os usuários com deficiência.

“De uns 3 anos pra cá os ônibus já são adaptados justamente para aumentar  a frota, para que as pessoas com deficiência possam andar no transporte coletivo de massa. A prefeitura está fazendo a licitação para renovar a frota e aumentar, mas nós sabemos que essas ações existem todo um procedimento, um processo, a fase de recursos, a gente reconhece que é um direito que tem melhorar, mas é isso que a prefeitura tem buscado”, argumenta.

Por: Nathalia Amaral, com informações de Breno Cavalcante.

Deixe seu comentário