• Patrimônio 30/04
  • banner marcas
  • Marcas Inesquecíveis 2018 26/03

Atenção plena: técnica reduz estresse e eleva a produtividade

Yako Guerra teve contato pela primeira vez com as técnicas do Mindfulness durante um retiro em Luís Correia

10/02/2018 12:22h

Duas vezes, Francisco Viana bateu o carro por conta do celular. “A primeira apenas encostou e não houve danos; da segunda foi pior”, lembra. Mesmo assim, ele não deixa de usar o aparelho enquanto dirige. O comportamento de Francisco poderia ser revertido se ele utilizasse as técnicas do Mindfulness.

Yako revela os benefícios da meditação e da atenção plena no seu dia a dia. Foto: Jailson Soares/ODIA

Para o empresário Yako Guerra, casos como o de Francisco e de tantas outras pessoas devem-se a uma crise generalizada de desatenção. O tempo é relativo, o tempo de relógio não condiz com a rotina que o mundo moderno impõe a quem faz parte dele.

A técnica de Mindfulness entrou na vida de Yako durante um retiro em Luís Correia. “Atenção plena é você estar presente, consciente do que está acontecendo ao seu redor e dentro de você, exatamente como essa realidade se apresenta, sem apego ao que gostaria que fosse e sem aversão a algo que não condiz com alguma idealização”, explica ele, que já praticava yoga e meditação. O melhor é que, para iniciar o processo de “mindful”, não é preciso estar em uma sala silenciosa e escura – como muita gente imagina. 

“É um momento em que paramos (meditação sentada) ou caminhamos (meditação ativa) e trabalhamos essa habilidade inata, que foi sendo enfraquecida pelo senso de urgência, cada vez mais intenso, ao qual nos submetemos na sociedade atual. E o Mindfulness ressoa não apenas nesses momentos de introspecção e pausa”, explica Yako.

O praticante destaca que a atenção plena pode ser fortalecida constantemente com práticas simples de identificação da realidade. “Assim, assamos a estar presentes em situações que passariam despercebidas, vivenciando as experiências em sua totalidade: o banho no começo do dia, a escovação dos dentes, o cafezinho, o cumprimento do porteiro, dirigir até o trabalho, tudo isso pode deixar de ser automático e se tornar oportunidades de estar presente, até mesmo nas situações não agradáveis”, completa o empresário.

Por: Biá Boakari

Deixe seu comentário