Apipa precisa de doação de ração para alimentar quase 400 cães e gatos

A ração para os animais acabou ontem (17) e o abrigo precisa urgentemente de doações.

18/07/2017 19:04h - Atualizado em 18/07/2017 19:08h

Compartilhar no

A Associação Piauiense de Proteção e Amor aos Animais (Apipa) está passando por dificuldades para alimentar os 380 animais que atualmente estão abrigados na sede da Associação, localizada no Loteamento Vila Uruguai, na zona Leste de Teresina. Segundo a coordenadora do abrigo, Jane Haddad, a ração para os animais acabou ontem (17) e o abrigo precisa urgentemente de doações.

Segundo Jane Haddad, o consumo diário de ração é de 25 kgs para cães adultos e 12 kgs para os gatos abrigados. Além disso, os cães e gatos filhotes que são levados até a entidade também precisam de ração para filhotes. Para conseguir manter o abrigo, a protetora conta que teve que comprar ração para os 380 animais do próprio bolso. 

Ração para os animais acabou ontem (18). (Foto: Divulgação/Apipa)

A Apipa é uma entidade de proteção aos animais que sobrevive de doações. A instituição, que existe há mais de 10 anos, resgata animais abandonados e promove ações de defesa dos direitos dos animais. Para ajudar, os interessados podem adotar um dos animais abrigados na entidade, ou, ainda, apadrinhar um cão ou gato doando quantias mensais para ajudar nas despesas do animal no abrigo.

Além da ração, a protetora relata que o abrigo também precisa de doação de materiais de limpeza como desinfetante, sabão em pó, detergente e vassouras. Para fazer as doações, os interessados podem se deslocar para a sede da Apipa, localizada Rua Trinta e Oito, número 1041, Loteamento Vila Uruguai - Bairro Uruguai, próximo à Uninovafapi. 

Para doações em dinheiro, estão disponíveis as contas bancárias:

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL

Agência: 0855

Operação: 013

Conta Poupança: 83090-0

BANCO DO BRASIL

Agência: 3507-6

Conta Corrente: 57615-8

Compartilhar no
Por: Nathalia Amaral

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário