Antes de inauguração, painéis com grafites são pixados

Em nova avenida de Teresina, os pixadores escreveram frases de protesto contra a prefeitura e contra os grafiteiros,

01/06/2018 14:03h - Atualizado em 01/06/2018 16:51h

Compartilhar no

Os painéis da avenida Padre Humberto Pietrogrande, na zona sudeste, foram pixados antes mesmo da inauguração, que está marcada para o dia 7 de junho. Os grafites, que retratam traços da cultura local e foram feitos por artistas locais, amanheceram riscadas com frases de protesto contra a prefeitura e contra os grafiteiros. 

Há uns dias, o superintendente da SDU-Sul Evandro Hidd falou sobre manifestação artística. “A arte é capaz de sensibilizar nosso olhar para detalhes da nossa regionalidade. Os painéis vão intervir na paisagem urbana, fazendo com que a população reflita sobre o que está sendo representado ali”, assinala.

As obras dos painéis são de três artistas, cujo trabalho foi realizado no vão aberto sob a ponte ferroviária. Ao todo são 20 painéis e dois paredões (estrutura de contenção) que receberam os grafites e também as pichações.

Mudanças no trânsito

Os motoristas de Teresina já podem trafegar pela avenida Padre Humberto Pietrogrande, mas algumas mudanças serão implementadas no trânsito da região, a exemplo da conversão à esquerda na saída da ponte Wall Ferraz.

A partir de agora, o condutor que vem dos shoppings ou está saindo da ponte Wall Ferraz deve entrar na nova Av. Padre Humberto e fazer o retorno que existe mais adiante. “Esse retorno é livre, é canalizado, você nem tem que parar. Você vai aumentar o seu percurso, mas vai aumentar o ganho em tempo. Antes se perdia muito tempo parado no semáforo”, explica o supervisor geral de operações de trânsito Torquato Neto.


Os veículos que estiverem em deslocamento na Av. Higino Cunha e desejarem acessar à esquerda, em direção aos shoppings deverão fazer o retorno na nova via, a Av. Padre Humberto Pietrogrande. Quem estiver na Av. Cajuína e quiser acessar a Av. dos Ipês também deverá fazer o retorno na Av. Padre Humberto Pietrogrande.

“Como as mudanças são significativas no trânsito, os agentes vão permanecer [no local] durante umas duas semanas para orientar o trânsito. No momento, a gente entende que era um hábito do teresinense logo ao sair da ponte virar à esquerda para acessar a Cajuína, o semáforo permitia isso. Hoje em dia ele não permite mais”, destaca.


O supervisor Torquato Neto explica que até a segunda-feira (5), a saída da Ponte Wall Ferraz no sentido para Av. dos Ipês estará fechado, de modo que os condutores de veículos devem acessar o prolongamento da Av. Cajuína e fazer o retorno de volta. A medida é uma ação educativa da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) para que os motoristas entrem na nova avenida e conheçam a nova dinâmica do trânsito no local.


A ação foi tomada também para evitar acidentes. “Essa é a maneira mais pedagógica para que o pessoal conheça a nova avenida e saiba que mais a frente tem um retorno. Com isso vamos evitar acidentes de um possível desavisado”, diz.

A partir de terça-feira (5), a saída estará aberta normalmente para os condutores que passarem pelo local.

A obra custou aproximadamente R$ 73 milhões e com a inauguração

Compartilhar no
Edição: Nayara Felizardo
Por: Ananda Oliveira

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário