Abrace a São Benedito: reforma passa de R$ 1 milhão e dinheiro restante é insuficiente

A campanha, lançada em abril de 2019, deve ter continuidade este ano, para conclusão da reforma da Igreja São Benedito

07/07/2021 12:21h - Atualizado em 07/07/2021 12:47h

Compartilhar no

A Arquidiocese de Teresina fez, nesta quarta (07), uma coletiva de imprensa para apresentação do andamento das obras da Igreja São Benedito, bem como para falar sobre os recursos arrecadados com a campanha ‘Abrace a São Benedito’. Na oportunidade, a equipe que administra a reforma  informou quais foram os prestadores de serviços e para onde foram direcionados os valores arrecadados.

Com uma lista de 26 fornecedores e serviços no geral, a despesa totaliza R$1.310.737,45. E, de acordo com a especialista, o valor que sobrou não é suficiente para continuar com a reforma. “Hoje, o que nós temos para dar continuidade, não dá nem pra começar. Iremos continuar com a campanha, para que a gente possa concluir todo esse trabalho e deixar o cartão postal de Teresina muito bonito”, disse a contadora Isabel Ferreira. 

Foto: Assis Fernandes/ O Dia

A campanha foi lançada em abril de 2019 com o objetivo de arrecadar recursos para a restauração do templo centenário após queda de um pináculo durante reforma em 2016. Segundo o padre Frei Chagas Santos, durante dois anos a campanha tem tido ajuda de toda a população de Teresina, além do apoio do governo do Estado.

A contadora Isabel Ferreira afirma que a campanha contou com três origens de recurso. “A primeira fonte foi o povo de Teresina, que abraçou a campanha. Nós temos um carnê com parcelas e as pessoas assumiram e se dedicaram. Também tivemos o apoio da empresa A 7000, que nos propôs, e nós aceitamos, fazer a campanha do Selo Premiável. E tivemos também apoio do governo do Estado através da Secretaria da Cultura, uma doação de 200 mil reais que nos ajudou muito”, declara. Ao todo, foi arrecadado R$1.403,288,58 com a campanha ‘Abrace a São Benedito'. 

Isabel Ferreira. Foto: Assis Fernandes/ O Dia

Reconhecida desde a década de 40 como patrimônio nacional pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), a Igreja São Benedito demarca momentos importantes da história da cidade de Teresina. De acordo com a representante do IPHAN, Claudiana Cruz Dos Anjos, há muito tempo se reconhece a importância desta igreja do ponto de vista institucional e por isso, a sua restauração é de extrema relevância. “A igreja é um bem muito antigo que tem um sistema construtivo diferente do que nós estamos acostumadas. Então é importante restaurar esses elementos”, afirma. 

A reforma da Igreja São Benedito contou com os serviços de profissionais da engenharia e da arquitetura. O arquiteto Gerardo Fonseca esclarece que, inicialmente, ele achava que seria apenas uma simples reforma, entretanto, após vistorias foi concluído que o projeto seria muito mais complexo.

Gerardo Fonseca. Foto: Assis Fernandes/ O Dia

“Não foi feita apenas uma reforma, foi feito um restauro. Nós descobrimos que é muito maior e muito mais complexo do que uma simples reforma. Inicialmente, fiz o projeto de pintura de toda a igreja, foi quando nós recebemos um laudo e uma nota técnica do IPHAN,  informando que a igreja poderia ser comprometida se fosse mantido o estado atual”, declara o responsável técnico da reforma.

O arquiteto conta ainda que apesar da parte interna estar praticamente finalizada, ainda restam algumas pendências, além da parte externa da igreja, que, de acordo com ele, pode levar mais dois anos para ser concluída.

Compartilhar no
Edição: Ithyara Borges

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário