‘Zoológico de Teresina precisa acabar. O Zoobotânico, não’, diz Thanandra Sarapatinhas

Vereadora questionou defensores do zoológico e ressaltou o porquê dos animais serem transferidos para santuários.

30/07/2021 15:04h - Atualizado em 30/07/2021 15:35h

Compartilhar no

A vereadora Thanandra Sarapatinhas afirmou, nesta sexta-feira (29), que não recuará da causa que adotou para a transferência dos animais do Parque Zoobotânico de Teresina para santuários. Anteriormente, a parlamentar teve a conta no Instagram derrubada por manter este posicionamento, após reações de grupos que são contra a retirada do animais do zoológico.

A vereadora questionou a motivação que leva pessoas, que afirmam se posicionar a favor da causa animal, levantarem bandeira para que os animais permaneçam no Zoobotânico de Teresina ao invés de serem levados para santuários.

“É estranho e até assustador. O que há por trás desse interesse em manter animais presos, sofrendo estresse dia e noite e em condições climáticas inadequadas, em espaços minúsculos?”, questionou. “Eu pergunto a vocês: qual a justificativa para manter um zoológico em Teresina? É lazer assistir animais em sofrimento? Não, é maldade e tortura”, frisou.


Foto: Divulgação 

Thanandra Sarapatinhas também revelou que buscou ouvir especialistas na área e que, para ela, a explicação destes reforçou ainda mais a necessidade da libertação dos animais. A vereadora esclareceu pontos que vem sendo questionados, por meio da redes sociais, através de publicações consideradas por ela como tendenciosas.

Thanandra garantiu que os animais não vão morrer com a viagem para santuários. Segundo ela, os bichos não vão ser soltos em florestas. Eles vão estar em locais protegidos, acompanhados de veterinários e não estarão sujeitos ao seus predadores como se estivessem livres na natureza. 

De acordo com Thanandra, transformar o Zoobotânico em santuário seria o ideal, mas levaria anos, com toda a burocracia que existe por trás de obras desse tipo. Segundo ela, o zoológico de Teresina precisa acabar. O Zoobotânico, não. Para ela, esse local pode e deve se tornar um parque ambiental para prática de atividades físicas, piqueniques, palco de teatro, shows culturais e trilhas para toda a família.

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário