"œNão consigo viver sem", diz jovem sobre uso do celular

Aparelho se tornou o principal meio de comunicação e interação dos brasileiros

16/10/2021 08:17h

Compartilhar no

Amante das redes sociais, ultraconectado e cada vez menos dependente do computador para acessar a internet. Esse é o perfil de muitos internautas teresinenses que, entre outras tendências, movimentam o mercado global ao usar smartphones para navegar

E não é por menos. Eles estão inseridos em uma massa de brasileiros que mais usa redes sociais no mundo, uma média de 3 horas e 42 minutos por dia. O país ocupa a terceira posição neste aspecto, ficando atrás apenas de Filipinas e Colômbia, conforme dados de estudo divulgado recentemente por uma plataforma de descontos, que reuniu informações da Hootsuite e WeAreSocial, sobre o uso de redes sociais no Brasil e em outros países. 

Foto: Assis Fernandes/ODIA


A manicure Ana Raquel, de 23 anos, disse à reportagem de O DIA que não consegue viver sem seu aparelho celular. O uso bate oito horas por dia. “Eu não consigo viver sem celular. Eu uso para redes sociais e estudo, e passo cerca de oito horas por dia”, disse. 

A estudante Lethycia Santos, de 11 anos, conta que desde os 9 tem acesso ao universo digital. O dispositivo a auxilia nas atividades da escola. “Uso mais para redes sociais e estudar, pois, na minha escola, muita coisa é repassada pela internet. Eu fico praticamente o dia todo no celular”, conta. 

Já Jorge Leandro, de 23 anos, fala que consegue usar o celular de forma controlada. Ele afirma que se pudesse, ficaria até um ano longe do aparelho. “Eu consigo viver hoje sem o celular. Meu uso é controlado durante o dia e também durante meu convívio familiar. Uso para redes sociais, estudo e ainda vejo notícias. Eu conseguiria viver até o ano sem”, afirma. 

Mas também há quem use como meio de vida. É o caso da Jaquileide Câmara, de 50 anos, que trabalha na coordenação de vendas de planos funerários. Sem a tecnologia, ela não conseguiria trabalhar.   

“Nesses novos tempos é muito difícil.  Eu não iria conseguir viver sem o celular porque hoje é meu instrumento de trabalho. Hoje resolvo quase tudo pelo aplicativo WhatsApp, que é um dos mais usados no mundo. Sem essa ferramenta eu não conseguiria trabalhar. Eu trabalho com vendas e tenho uma equipe com mais de 14 colaboradores. Todos os dias eu falo com eles pelo celular”, ressalta. 

A profissional ressalta ainda que precisa sempre estar com o celular para solucionar problemas. São tantas horas na frente da tela que ela não consegue mensurar.   

“Eu tenho que estar com meu celular totalmente carregado todos os dias e passando e recebendo informações, fora a minha família também. Eu não sei quanto tempo eu passo em média usando o celular e, sinceramente, não tenho ideia mesmo. Eu vou já entrar no carro da empresa e terei que usar novamente para falar com meus superiores, também pelo celular”, relata. 


Foto: Assis Fernandes/ODIA

Mais dados 

O Brasil tem mais de 150 milhões de usuários de redes sociais, e a taxa de usuários pelo total de habitantes é de 70,3%, um dos maiores dentre todos os países. 

Ao levar em consideração a faixa etária, o grupo entre 16 e 24 anos é o que mais utiliza redes sociais no Brasil. Mais de 92% dos usuários deste público utilizam redes sociais pelo menos uma vez ao mês. 

Cada vez mais conectados à internet 

Em 2015, os internautas entre 16 e 64 anos passavam em média 6 horas e 20 minutos por dia conectados à internet. Já no último ano, este número saltou para 6 horas e 54 minutos, um aumento de mais de 8%. 

Ao considerar o tempo conectado à internet (tanto para trabalho e lazer) e os diferentes dispositivos (computador e smartphones), a Filipinas é o país onde os usuários mais permanecem conectados à internet, com 10 horas e 56 minutos no total. Na ponta oposta se encontra o Japão, onde, em média, os usuários utilizam internet apenas 4 horas e 25 minutos por dia. A média mundial é de 6 horas e 54 minutos. 

O mais impressionante é que o Brasil se encontra logo na segunda posição global. Na média, os brasileiros passam 10 horas e 8 minutos por dia conectados à internet, seja para trabalho ou lazer. Deste total, 4 horas e 51 minutos o acesso é via computador, e 5 horas e 17 minutos via smartphone. 

A tendência mostra um forte crescimento do uso de internet via smartphones. Nos cinco últimos anos, 37,7% das pessoas utilizavam a internet pelo smartphone e, atualmente, mais da metade (52,8%) utilizam este meio. 

Redes sociais preferidas dos brasileiros 

O Brasil tem uma das maiores quantidades de usuários ativos nas redes sociais. No caso do WhatsApp, o Brasil está na 2ª posição no ranking mundial, com mais de 108 milhões de usuários ativos (somente atrás da Índia). Para o Instagram, o Brasil fica em 3º colocado, atrás dos EUA e Índia. E no Facebook, o Brasil está 4ª posição global (atrás da Índica, EUA e Indonésia). 

O Youtube é a rede sociais mais utilizada pelos brasileiros, cerca de 96,4% dos internautas entre 16 e 64 anos utilizaram esta rede social pelo menos uma vez no último mês. O WhatsApp e o Facebook seguem na segunda e terceira posição, respectivamente. 

A surpresa é a nova rede social, TikTok, que já se encontra na 7ª colocação entre as mais utilizadas pelos brasileiros. 

A grande maioria dos usuários utiliza as redes sociais para se manter atualizado com as notícias e novos acontecimentos (36,5%), encontrar conteúdo engraçado ou de entretenimento (35,0%) e preencher o tempo livre (34,4%). 

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário